Serviço público federal ministério da educaçÃo fundaçÃo universidade federal de rondônia



Baixar 20.96 Kb.
Encontro02.08.2016
Tamanho20.96 Kb.

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA



Programas para o concurso público - magistério superior da Universidade Federal de Rondônia
Campus de Porto Velho

Departamento de Línguas Vernáculas

Área: Literatura Brasileira, Literatura Portuguesa e Teoria Literária
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

  1. Literatura Brasileira


  1. Machado de Assis: Memórias póstumas de Brás Cubas e O alienista

  2. João Guimarães Rosa: Grande sertão: veredas

  3. João Cabral de Melo Neto

  4. Carlos Drummond de Andrade

  5. Manoel de Barros

  6. Murilo Rubião


BIBLIOGRAFIA:

ANDRADE, Carlos Drummond. Obra Completa. 2. ed. Rio de Janeiro: José Aguilar.

ANDRADE, Mário de. Aspectos da Literatura brasileira. 5.ed. São Paulo: Martins, 1974.

ASSIS, Machado de. Memórias póstumas de Brás Cubas. Rio de Janeiro: Ediouro, 1985.

___. O alienista. Rio de Janeiro: Ediouro.

BARROS, Manoel de. Matéria de poesia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1970.

___. O livro das Ignorãnças. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1993.

CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira. Belo Horizonte: Itatiaia.

___. Literatura e sociedade: estudos de teoria e história literária. São Paulo: Nacional, 1975.

COUTINHO, Afrânio. A literatura no Brasil. Rio de Janeiro: José Olympio.

LUCAS, Fábio. Do barroco ao moderno: vozes da literatura brasileira – ensaios. São Paulo: Ática.

MOISÉS, Massaud. História da Literatura Brasileira: Realismo. São Paulo: Cultrix.

ROSA, João Guimarães. Grande sertão: veredas. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

RUBIÃO, Murilo. O homem do boné cinzento & outras histórias. 2.ed. São Paulo: Ática, 1993.




  1. Literatura Portuguesa

  1. O teatro de Gil Vicente

  2. Camões: lírico

  3. Eça de Queirós: Os maias

  4. Antero de Quental

  5. Fernando Pessoa

  6. José Saramago: Objecto quase e Ensaio sobre a cegueira


BIBLIOGRAFIA:

ABDALA JR., Benjamin. História social da literatura portuguesa. São Paulo: Ática, 1985.

CASTRO, Ernesto Manuel de Melo e. Literatura portuguesa de invenção. São Paulo: DIFEL, 1984.

GOMES, Maria dos Prazeres. Outrora, agora: relações dialógicas na poesia portuguesa de invenção. São Paulo: EDUC, 1993.

MENDONÇA, Fernando. A literatura portuguesa no século XX. São Paulo: Hucitec, 1973.

MOISÉS, Massaud. A literatura portuguesa. São Paulo: Cultrix, 1973.

PERRONE-MOISÉS, Leyla. Pensar é estar doente dos olhos. In: NOVAES, A. O olhar. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

SARAIVA, António José & LOPES, Oscar. História da literatura portuguesa. Porto: Porto Editora

MEDINA, Cremilda de Araújo. Viagem à literatura portuguesa contemporânea. Rio de Janeiro: Nórdica

MOISÉS, Massaud (org.) A literatura portuguesa através de textos. São Paulo: Cultrix, 1997.

___. Presença da literatura portuguesa: modernismo. São Paulo: DIFEL, 1983.

PESSOA, Fernando. Mensagem. Rio de Janeiro: Martin Claret, 2000.

___. O eu profundo e os outros eus. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1983.

SARAMAGO, José. Ensaio sobre a cegueira. São Paulo: Companhia das Letras.

___. Objecto quase: contos. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.


  1. Teoria Literária:

  1. Conceitos de literatura

  2. Teoria literária, crítica literária e história da literatura

  3. Intertextualidade

  4. Teorias da poemática

  5. Narratologia: o ponto de vista na ficção

  6. Estética da Recepção


BIBLIOGRAFIA:

ADORNO, Theodor W. Posição do narrador no romance contemporâneo. In: Textos escolhidos. São Paulo, 1980.

ADORNO, Theodor W. Notas de Literatura. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1973.

AUERBACH, Erich. Mimesis: a representação da realidade na literatura ocidental. São Paulo: Perspectiva, 1976.

BAKHTIN, Mikhail. Problemas da poética de Dostoievski. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1981.

___. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

___. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. São Paulo: Ed. UNESP; Hucitec, 1990.

BARBOSA, João Alexandre. A biblioteca imaginária. São Paulo: Ateliê Editorial, 1996.

BARTHES, Roland. Aula. São Paulo: Cultrix, 1989.

BENJAMIN, Walter. O narrador. In: Magia e técnica, arte e política. São Paulo: Brasiliense, 1994.

BOOTH, Wayne C. A retórica da ficção. Lisboa: Arcádia, 1980.

CALVINO, Italo. Seis propostas para o próximo milênio: lições americanas. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

ECO, Umberto. Lector in fabula: a cooperação interpretativa nos textos narrativos. São Paulo: Perspectiva, 1986.

___. Seis passeios pelos bosques da ficção. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

FORSTER, E.M. Aspectos do romance. Porto Alegre: Globo, 1970.

FOUCAULT, Michel. Linguagem e literatura. In: MACHADO, Roberto. Foucault: a filosofia e a literatura. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000.

FRIEDRICH, Hugo. Estrutura da lírica moderna. São Paulo: Duas Cidades, 1978.

ISER, Wolfgang. A interação do texto com o leitor. In: LIMA, Luiz Costa (org. e trad.) A literatura e o leitor: textos de Estética da Recepção. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

___. O ato da leitura: uma teoria do efeito estético. São Paulo: Ed. 34, 2 v.

JAUSS, Hans Robert. A História da Literatura como provocação à Teoria Literária. São Paulo: Ática, 1994.

___. O prazer estético e as experiências fundamentais da poiesis, aisthesis e katharsis. In: LIMA, Luiz Costa (org. e trad.) A literatura e o leitor: textos da Estética da Recepção. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

KRISTEVA, Julia. Introdução à semanálise. São Paulo: Perspectiva, 1974.

KUNDERA, Milan. A arte do romance. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1988.

LAURENT, J. Intertextualidades. Coimbra: Almedina, 1979.

LUKÁCS, Georg. Narrar ou descrever. In: Ensaios sobre literatura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

PAZ, Octavio. O arco e a lira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982.

POUILLON, Jean. O tempo no romance. Trad. Heloysa Dantas. São Paulo: Cultrix/ Ed. da Universidade de São Paulo, 1974.

STAIGER, Emil. Conceitos fundamentais da poética. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1974.



STIERLE, Karlheinz. Que significa a recepção dos textos ficcionais. In: LIMA, Luiz Costa (org. e trad.) A literatura e o leitor: textos da Estética da Recepção. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal