Seu conteúdo foi montado com material condensado



Baixar 260.49 Kb.
Página8/8
Encontro29.07.2016
Tamanho260.49 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8


CONTINUAR OU DESISTIR?
Desistir não. Apenas reconheça que errou e bola pra frente! Veja um exemplo, que estive lendo, esses dias:

Errei mais de 9.000 arremessos na minha carreira. Perdi mais de 300 jogos. Em 26 ocasiões acreditaram que eu ganharia o jogo no arremesso decisivo e errei. Fracassei, fracassei muito na minha vida. E é por isso que sou um vencedor. Sabe quem foi que falou esta frase? Ninguém menos do que Michael Jordan.


Em um mundo de alta competitividade, todos os jogadores estão desenvolvendo competências para lutar pelas vitórias. Por isso os fracassos também vão fazer parte de nossas vidas.


Aprender com as derrotas é mais importante do que ganhar todas as partidas. O campeão sabe que derrotas fazem parte da vida. Lógico que ele as odeia. Mas tem sangue-frio suficiente para não entrar em desespero nos momentos mais difíceis. Tem sabedoria para aprender com os erros e principalmente para não jogar as responsabilidades nas costas dos outros. Sabe ser tão grande nas derrotas quanto nas vitórias. Não abaixa a cabeça com os erros. Entende que eles fazem parte do jogo. Errar faz parte da vida. Não da vida de todos, é claro. Os medíocres nunca erram porque não ousam. Triste na vida não é ter problemas, mas, sim, não ter ido atrás de seus pró-prios sonhos. 


É verdade, a maioria das vezes, desistimos antes de tentar novamente, desistimos dos nossos sonhos, dos nossos projetos, das pessoas, nos tornamos na maioria das vezes, covardes, mas não sabemos e nem queremos lidar com o fracasso. Conheço alguém que teve vários episódios na vida, fracassos sucessivos, você também o conhece e tenho certeza, que em algum momento, se estivesse conosco, nós diríamos a ele, que ele era um caso perdido. 


Estou falando de Pedro, isso mesmo, Pedro, aquele que caminhava com Jesus, que fazia parte do dia a dia de Jesus e que por várias vezes fracassou. 


(MT 14:28) "E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas”.(MT 14:29) "E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus”. 

(MT 14:30) "Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me!" Fracassou na ida ao encontro do mestre, perdeu um dos melhores momentos da sua vida, por causa do medo e quantos momentos importantes, nós continuamos perdendo por causa do medo. 

(MT 16:17) "Jesus então lhe disse: Feliz és, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne nem o sangue que te revelou isto, mas meu Pai que está nos céus". (Mt 16,17)." Aqui ele é elogiado pelo seu mestre e com certeza, deve ter se alegrado, mas veja bem;

(MT 16:23) "Ele, porém, voltando-se, disse a Pedro: Para trás de mim, Satanás...” Quase que no mesmo momento, reprovado, muitos de nós no lugar dele, desistiríamos naquele momento.

Agora veja ele se declarando, capaz de morrer pelo mestre (MT 26:35) "Disse-lhe Pedro: Ainda que me seja mister morrer contigo, não te negarei." Quanta coragem, quanta ousadia não é mesmo? Mas logo adiante, ele se esquece dessas palavras (MT 26:69) "Ora, Pedro estava assen-tado fora, no pátio; e, aproximando-se dele uma criada, disse: Tu também estavas com Jesus, o Galileu." 

(MT 26:70) "Mas ele negou diante de todos, dizendo: Não sei o que dizes." Que tristeza não? Ele fracassou de novo, quantas vezes, pensamos como ele, que vamos conseguir e de repente, fra-cassamos e ai abandonamos o sonho, o projeto, o relacionamento, enfim, desistir de tentar nova-mente. O mais interessante é que Jesus acompanhou tudo de perto, seus erros, seus fracassos e ainda assim, mais tarde, deixa uma tarefa: apascentar as ovelhas. 

(JO 21:17) “Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me? E disse-lhe: Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo.

Jesus disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas.” Que responsabilidade, como Jesus fez isso? Ele viu os fracassos na vida de Pedro, mas ele viu também que Pedro, aprendeu com os fracassos, pelo menos ousou tentar, ele se transformou num homem maduro, ele não desistiu, ele foi até o fim, mas conseguiu chegar, aonde o Senhor havia planejado pra ele. 

Jesus expressou confiança em Pedro, acreditou no potencial dele, quando ressuscitou, mandou convidar os discípulos e mencionou o nome de Pedro, ele continuava contando com Pedro. Eu imagino a alegria de Pedro, quando chegaram até ele e disseram, que Jesus estava chamando ele, dali pra frente foi só sucesso. 


(AT 2:14) "Pedro, porém, pondo-se em pé com os onze, levantou a sua voz, e disse-lhes: Homens judeus, e todos os que habitais em Jerusalém, seja-vos isto notório, e escutai as minhas palavras." O medroso se transformou num grande líder, porque alguém acreditava no potencial dele. 

No capítulo 02 de atos, 3000 pessoas se converteram com sua pregação, curava os enfermos e com ousadia e convicção, como foi com o coxo na porta do templo, enfrentava as autoridades, a fúria do povo, e a palavra diz em (AT 5:15) "De maneira que traziam os doentes para as ruas e punham-nos em leitos e macas, a fim de que, quando Pedro passasse, ao menos a sua sombra cobrisse alguns deles".

(AT 5:16) "Também das cidades vizinhas de Jerusalém afluía muita gente, trazendo os enfermos e os atormentados por espíritos imundos, e todos eles eram curados". Ele impunha as mãos sobre as pessoas e elas eram batizadas com o Espírito Santo. Quanta coisa ele realizou, quantas conquistas, quantas pessoas foram abençoadas, através da vida desse homem, já imaginou se ele tivesse desistido? Queridos este mesmo Jesus, que acreditou na capacidade de Pedro, no seu potencial, acredita em você. Preste atenção nesta pequena ilustração:  


Um carregador de água na Índia tinha dois grandes vasos que colocava nos extremos de um pau que ele levava acima dos ombros. Um dos vasos tinha uma rachadura, enquanto que o outro era perfeito e entregava a água completa ao final do largo caminho a pé desde o riacho até a casa de seu patrão. 


Quando chegava, o vaso rachado só continha a metade da água. Por dois anos completos isto foi assim diariamente. Desde logo o vaso perfeito estava muito orgulhoso de seus resultados, perfei-to para os fins para o qual fora criado. 


Porém o pobre vaso rachado estava muito envergonhado de sua própria imperfeição e se sentia miserável porque só podia conseguir a metade do que se supunha devia fazer. Depois de dois anos falou ao aguador dizendo-lhe: "Estou envergonhado de mim mesmo e quero me desculpar contigo"... por quê? Lhe perguntou o aguador. 


Porque devido a minhas rachaduras, só podes entregar a metade de minha carga. Devido a minhas rachaduras, só obténs a metade do valor do que deverias. O aguador ficou muito enter-necido pelo vaso e com grande compaixão lhe disse: "quando regressarmos a casa do patrão quero que notes as belíssimas flores que crescem ao largo do caminho.


Assim o fez e com efeito viu muitíssimas flores belas ao longo de todo o caminho, porém de todo modo se sentiu muito triste porque ao final só levava a metade de sua carga. O aguador lhe disse: Te deste conta de que flores só crescem no lado do teu caminho? Sempre tenho sabido de tuas rachaduras e quis obter vantagem delas, semeei sementes de flores ao longo de todo o caminho por onde tu vais e todos os dias tu as têm regado. Por dois anos eu tenho podido recolher estas flores para decorar o altar de meu mestre. Se não fosse exatamente como és, Ele não teria tido essa beleza sobre a sua mesa. 


Cada um de nós tem suas próprias rachaduras. Todos somos vasos rachados, porém se permiti-mos a Jesus utilizar nossas rachaduras para nos ensinar a crescer, vamos chegar aonde o Senhor planejou pra nós.

Você nasceu pra brilhar, não desista, você vai conseguir!
Josué Mikéias



MINISTÉRIO DAS ARTES


DICAS PARA UMA BOA VOZ
Aqui estão selecionadas algumas pequenas dicas, a serem colocadas em prática, antes, durante e após a apresentação vocal.

• Procure cantar sempre em pé, com postura ereta. Postura ereta, neste caso, não significa rigi-dez, mas sim, prontidão à respostas imediatas do organismo, exigidas para uma boa vocalização.

• Relaxe a musculatura do corpo, principalmente a do tronco.
• Evite roupas apertadas.
• Através de exercícios técnicos, um aquecimento vocal é sempre fundamental antes de cada apresentação.

• Após a apresentação, faça repouso vocal.


• No canto, a hidratação da mucosa é de fundamental importância. Procure tomar pelo menos dois litros de água por dia.


• Procure ter ciência do que vai cantar. Isso evitará frustrações por medo, timidez, ansiedade, etc. No caso de uma melodia nova, procure estudar o texto em "off ", (sem acompanhamento), isso lhe trará maior segurança posterior.


• Com o microfone, é muito importante ouvir sua própria voz, “one”. Se sentir que o acompa-nhamento está lhe incomodando, não hesite em pedir para aumentar o volume, ou pedir para abaixar o acompanhamento.


• Aprenda a reconhecer sua voz, novos timbres, tessituras (tons graves, médios e agudos), partes ressonantes da máscara facial. É importante você monitorar sua voz, constantemente.


• Procure não comer em excesso momentos antes das aulas, e beba água sem gelo durante o aprendizado.

• Atenção às comidas super-condimentadas e gordurosas. Não fazem bem para a mucosa e pre-judicam o sistema respiratório.

• É relevante o hábito de exercícios de relaxamento, procurando evitar uma apresentação sob tensão e esforço.


• Não é bem vista a auto-medicação via nasal. Procure antes um especialista.


• Abomine o uso de bebidas alcoólicas, drogas e fumo, dando ênfase especial à maconha, cuja aspiração provoca super-aquecimento no complexo vocal, tornando a voz mais grave.


• Não exagere na ingestão de bebidas quentes em excesso, (chá, café, chocolate, etc.).


• Cuidado com mudanças bruscas de temperatura, seja por ingestão de líquidos ou fatores climáticos. Fuja do contato próximo a ar-condicionado e ventiladores.


• Aumente a ingestão de água à temperatura ambiente.

• Nada de esforços vocais desnecessários, como gritar e falar alto. Evite falar demais ao telefone.

• Ao falar, não force sua tessitura vocal (tons agudos ou graves). Fale no seu tom normal de voz.

• Procure, pelo menos uma vez ao ano, visitar um otorrino para uma avaliação médica.


• Alimentos pesados antes de dormir irritam as pregas vocais.
• Dormir bem é de fundamental importância.

• Não cante estressado.


• É extremamente prejudicial cantar exaustivamente em ambientes de muito barulho, ou sem tratamento acústico adequado.


• Evite cantar se não estiver bem de saúde.




MINISTÉRIO DAS ARTES


ORAÇÃO DO ARTISTA
Senhor! Tu és o maior dos artistas, fonte das mais belas inspirações, abençoa o meu talento e as minhas obras.

Maravilhoso é o dom que me deste na louvada missão de servir-te com alegria, e de exercer o meu trabalho com amor e dedicação.

Por isso, agradeço-te por permaneceres sempre comigo.

Mesmo incompreendido ou diante de desafios, quero sustentar em minha vocação a energia de vencer e realizar projetos no imenso cenário da vida.

Dá-me equilíbrio entre a razão e a emoção, humildade e sabedoria para me aperfeiçoar.

Inspira-me, ó Mestre, à criação do novo e do belo.

Protege, também, todos os artistas em suas carreiras e gêneros.

Faze com que minhas obras contribuam para a construção de teu Reino e que eu prospere, seguindo teus desígnios, pelos caminhos gloriosos da arte.



Amém!

Edição e a arte:










Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal