Simulado portuguêS



Baixar 33.97 Kb.
Encontro28.07.2016
Tamanho33.97 Kb.

Vestibular1 – A melhor ajuda ao vestibulando na Internet

Acesse Agora! www.vestibular1.com.br

SIMULADO PORTUGUÊS





  1. Numa oração, o predicado pode ser: 1) nominal, 2) verbal, 3) verbo-nominal

Use esse código nos parênteses e assinale a série obtida.

( ) Pois para mim esta sua idéia é novidade.

( ) ...tornar a língua portuguesa odiosa.

( ) A recepção do Aston vivia sempre cheia de gente.

( ) As palavras significam pouco.

( ) Alguém já me escreveu.
a) 1 – 3 – 1 – 2 – 1 b) 3 – 1 – 1 – 2 – 2 c) 1 – 3 – 1 – 2 – 2

d) 2 – 3 – 1 – 1 – 2 e) 3 – 2 – 1 – 1 – 2




  1. O termo sublinhado não é sujeito em:

a) Se o leitor conhece um homem forte, mas muito forte mesmo, imagine uma pessoa duas vezes mais forte.

b) ... e encaminha-lo ao hotel, onde lhe fora reservado um apartamento.

c) Que o Santa Cruz me perdoe, mas era um caso de vida ou de morte.

d) Ora, se meu amigo de fato era meio ruivo, seu jeitão era mineiro.

e) Ninguém está com relógio nesta casa.



  1. Só não é predicativo o termo sublinhado em:

a) Parecia feliz em sua casa.

b) Assim, vendo o passarinho encorujado a um canto, decidimos doá-lo.

c) Este refrão me deixa meio esquisito.

d) Era um canário ordinário.

e) O garoto ficou firme.




  1. Objeto indireto é o complemento verbal introduzido por preposição exigida pelo verbo. Há objeto indireto em:




    1. O primeiro não agüentou a crise da puberdade.

    2. Nós o amávamos desse amor vagaroso e distraído.

    3. Não importa, conseguiu depressa um lugar em nossa afeição.

    4. Às crianças, aqui de casa tocaram um bicudo e um canário.

    5. O choro da menina se desfez em uma gargalhada cheia de lágrimas.




  1. “Vai-te embora, canarinho, que não te quero mais.” Os termos sublinhados são, respectivamente:




    1. objeto direto / objeto direto

b) objeto indireto / objeto direto

c) palavra de realce / objeto direto

d) objeto direto / palavra de realce

e) palavra de realce / palavra de realce





  1. Há complemento nominal em:




    1. Você devia vir cá fora receber o beijo da madrugada.

    2. ... embora fosse quase certa a sua possibilidade de ganhar a vida.

    3. Ela estava na janela do edifício.

    4. ... sem saber ao certo se gostávamos dele.

    5. Pouco depois começaram a brincar de bandido e mocinho de cinema.



  1. Diz-se impessoal o verbo que não tem sujeito. Não ocorre verbo impessoal em:




    1. Em São Paulo, há 7 anos, nasceu também uma criança assim.

    2. Vamos supor que tenha nascido às cinco da tarde.

    3. Há esperança de bonde em todos os postes.

    4. Ainda é noite dentro do quarto fechado.

    5. Quando tem comida para levar, eu almoço. Quando não tem, não tem.




  1. Em que caso o SE funciona como pronome apassivador?




    1. ... a rua inteira, atravancada, sabia que se estava perpetrando um assalto ao banco.

    2. Moleques de carrinho corriam em todas as direções, atropelando-se uns aos outros.

    3. ... melancias rolavam, tomates esborrachavam-se.

    4. Os grupos divergentes chocavam-se.

    5. Mas a mulher já se trancara lá dentro.




  1. É adjunto adnominal o termo sublinhado em:




    1. Lá em baixo todo o mundo carrega o coração dentro do peito.

    2. Tinha o coração fora do peito, como se fora um coração postiço.

    3. Menino do coração fora do peito, você devia cá fora receber o beijo da madrugada.

    4. Se ele ficar fora do peito é logo ferido e morto.

    5. O anjinho está no céu.




  1. Os anjinhos estavam cada vez mais espanados. Pouco depois começaram a brincar de bandido e mocinho de cinema, e aí, acabou a história. Porém, o menino estava aborrecido, foi dormir. Deixa o anjinho dormir sono sossegado, Dr. Cláudio.”. Não funciona como sujeito:




    1. os anjinhos

b) a história

c) o menino

d) o anjinho

e) Dr. Cláudio.

Nas questões de 11 a 14, marque o item sublinhado que apresenta erro de estrutura sintática ou de propriedade vocabular.
11. Ao falarmos em [a] inspeção pericial, para fins [b] de perícia da Justiça do trabalho, é necessário que se faça [c], primeiramente, uma rápida recapitulação do histórico da legislação no que [d] tange à [e] doenças ocupacionais.

a) A b) B c) C d) D e) E


12. Para o desempenho de suas funções, pode o perito e assistente técnico utilizar-se [a] de todos os meios necessários, ouvindo testemunhas, obtendo informações, solicitando documentos que estejam em poder da parte ou em repartições públicas, bem como [b] instruir o laudo com plantas, desenhos e quaisquer outras peças. O artigo 429 se aplica, por exemplo, aos locais em que a obra está concluída, não mais havendo ali trabalhadores em exercício. Então, baseados [c] nesse artigo, podemos realizar a inspeção pericial em outra obra, desde que mantido [d] as mesmas condições técnicas de trabalho do tempo em que [e] o reclamante ali trabalhava.
a) A b) B c) C d) D e) E
13. A Justiça do Trabalho custará R$ 3 bilhões em 1999. Essa importância não seria excessiva se acaso viesse [a] sendo acionada unicamente em casos relevantes e inevitáveis, após falharem[ b] todas as tentativas de prevenção e solução dos conflitos diretamente pelas partes. A vulgarização do Judiciário, talvez estimulada pela inexistência de custos, não deveria contribuir para projetar imagem negativa do País, desencorajando a geração de empregos. Se desejamos ampliar e modernizar o mercado, é indispensável colocarmos o dedo na ferida, procurando saber as razões por que [c], à medida que[d] aumentam o desemprego e as relações informais de trabalho, o País se converte em fonte inesgotável de reclamações trabalhistas, sem que disso resultem[e] a elevação do padrão de vida dos assalariados.


  1. A b) B c) C d) D e) E

14. As reações inflamatórias brônquicas nas broncopneumonias ocupacionais (BPO) são menos [ a ] claras, ou, pelo menos, não estão conceituadas com a mesma firmeza que [b ] as broncoespásticas. A não ser a bronquiolite dos enchedores de silo, causada pela exposição aguda a [c ] gases de N2, as demais inflamações brônquicas têm sua relação com a exposição ocupacional insuficientemente comprovada. Morgan, o principal estudioso desse assunto, tem, porém, desde 1978, uma posição favorável à [d] hipótese que [e] a exposição ocupacional a poeiras possa causar sintomas respiratórios.


a) A b) B c) C d) D e) E

15. Assinale a opção em que o(s) fragmento( s) sublinhado(s) está(ão) substituído(s) incorretamente por pronome(s).


a) Quando peço a observância da lei, é justamente porque a lei é o abrigo da tolerância e da bondade. / Quando peço a sua observância, é justamente porque ela é o abrigo da tolerância e da bondade.
b) (...) aquela que consiste na distribuição da justiça, isto é, no bem distribuído aos bons (...) / (...) aquela que consiste na distribuição da justiça, isto é, no bem distribuído-lhes(...)
c) Há algum chefe de partido (...) que não goze de prerrogativas especiais? / Há algum chefe de partido (...) que não goze delas?
d) Nas poucas vezes em que me atrevo a perturbar a serenidade absoluta deste recinto e a contrariar os sentimentos dos meus honrados colegas, tenho consciência, Sr. Presidente, de ter-me colocado sempre em um plano, que não se opõe nem à tolerância nem à paz (...) / Nas poucas vezes em que me atrevo a perturbá-la e a contrariá-los, tenho consciência, Sr. Presidente, de ter-me colocado sempre em um plano, que não se opõe nem à tolerância nem à paz (...)
e) (...) o único terreno em que nós, todos nós poderíamos aproximar e dar-nos as mãos (...) / (...) o único terreno onde nós todos nos poderíamos aproximar dar-no-las (...)

16. Observando a sintaxe de determinados fragmentos, assinale a opção que apresenta a associação incorreta entre a(s) expressão(ões) ou o(s) termo(s) sublinhado(s) e a respectiva função sintática.


a) A paz! Não a vejo. Não há, como não pode existir, senão uma, é a que assenta na lei. [ predicativo ]

b) ...a paz que nenhuma criatura humana pode tolerar sem abaixar a cabeça envergonhada. [ objeto direto ].

c) ... a paz que nenhuma criatura humana pode tolerar sem abaixar a cabeça envergonhada. [ predicativo do objeto direto ]


    1. Porventura temos sido nós iguais perante a lei, neste regime, nestes quatro anos de Governo, especialmente? [ adjuntos adverbiais ]

    2. ... o único terreno em que nós todos nos poderíamos aproximar e dar-nos as mãos. [ objeto indireto]

17. Marque o texto que contém erro de estrutura sintática.




        1. A partir deste ano, as empresas serão obrigadas a fazer a declaração de ajuste do Imposto de Renda por via magnética ( disquete ou internet ).

        2. O trabalho da Receita será simplificado, mas o Fisco ainda não tem idéia do impacto em que a medida pode causar nas 900 mil empresas que, no ano passado, declararam imposto por meio de formulário impresso.

        3. As declarações de pessoa jurídica em 1997, referentes ao ano base 1996, totalizaram três milhões.

        4. Só estão livres da obrigação as microempresas que optaram pelo Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições Simples.

        5. Deste total, dois milhões foram entregues à Receita em disquete e outras 100 mil, via Internet; o restante optou pelo tradicional formulário de papel.

18. Marque o texto que contém erro de estrutura sintática.

a) Os profissionais liberais têm-se mostrado conscientes e dispostos a participar do movimento pela reforma da sociedade.

b) O Secretário solicita a essas pessoas que recorram a profissionais credenciados para obter esclarecimentos.



    1. Cidadãos e governo colocaram-se frente a frente e finalmente entraram em acordo sobre a reforma tributária.

d) Para diminuir a sonegação fiscal, o governo concede anistia a quem apresentar a retificação de sua declaração de renda.

e) Devido a necessidade de tornar a tarefa política mais ética e saudável, tem havido significativa mobilização.

Leia o texto que segue para responder a questão 19.
Ocorre que o contribuinte, ao ingressar no Refis, pode ter, pendente de decisão judicial, pretensão à restituição de tributo que tenha pago indevidamente. Nesse caso, a questão que se coloca é a de saber se a Fazenda Pública, afinal vencida na ação de repetição do indébito, poderá exercer o direito à compensação, deduzindo simplesmente o valor, a cuja restituição foi condenada, do valor do débito consolidado no Refis.
19. Marque a alternativa que não é verdadeira.
a) Em “... a questão que se coloca é a de saber se a Fazenda Pública...” (linhas 2 e 3 ) pode-se suprimir “a de” sem prejuízo da correção do enunciado.

b) Em “tenha pago” ( linha 2 ) pode-se usar também o particípio passado regular.

c) “pendente de decisão judicial” ( linha 01 ) refere-se à “pretensão à restituição do tributo” ( linha linha 02 )

d) “indébito”( linha 04 ) é o mesmo que dívida.

e) Em “a cuja restituição foi condenada”( linhas 04 e 05 ) a preposição é indispensável porque está introduzido o objeto indireto da forma verbal passiva “foi condenada” ( linha 05 ).
20.Transpondo para a voz passiva a frase “Eles não me dão prazer algum”, resultará a forma verbal


  1. tem dado

  2. é dado

  3. tem sido dado

  4. teriam dado

  5. foi dado

GABARITO:

01.c 06. b

02. a 07. b

03. d 08. a

04. d 09. c

05. c 10. e

11. E 12. D

13. E 14. E

15. B 16. C



17. B 18. E

19. D 20. B


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal