Sobrati sociedade Brasileira de Terapia Intensiva Andréa Souza Moreira Quirino investigaçÃo do perfil epidemiológico de pacientes vítimas de traumatismo craniano



Baixar 198.19 Kb.
Página1/3
Encontro01.08.2016
Tamanho198.19 Kb.
  1   2   3
SOBRATI - Sociedade Brasileira de Terapia Intensiva

Andréa Souza Moreira Quirino

INVESTIGAÇÃO DO PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE PACIENTES VÍTIMAS DE TRAUMATISMO CRANIANO ENCEFÁLICO EM HOSPITAL PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE JEQUIÉ/BAHIA

JEQUIÉ/BA

FEVEREIRO/2012

Andréa Souza Moreira Quirino

INVESTIGAÇÃO DO PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE PACIENTES VÍTIMAS DE TRAUMATISMO CRANIANO ENCEFÁLICO EM HOSPITAL PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE JEQUIÉ/BAHIA

Dissertação de mestrado apresentada à Sociedade Brasileira de Terapia Intensiva, sob a orientação da Profª Dolores Fernandes Meirelles Araújo, como parte do requisito para a obtenção do título de Mestre em Terapia Intensiva.



JEQUIÉ/BA

FEVEREIRO/2012

Quirino, Andrea Souza Moreira


Investigação Do Perfil Epidemiológico De Pacientes Vítimas De Traumatismo Craniano Encefálico Em Hospital Público Do Município De Jequié/Bahia /Andréa Souza Moreira Quirino. – Bahia, 2011.

Xx f.:Il.

Dissertação (Mestrado em Terapia Intensiva) – Sociedade Brasileira de Terapia Intensiva, São Paulo, 2012.

Inclui anexo e bibliografia.

                  1. Pesquisa em Saúde. I. Título.

Andréa Souza Moreira Quirino

INVESTIGAÇÃO DO PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE PACIENTES VÍTIMAS DE TRAUMATISMO CRANIANO ENCEFÁLICO EM HOSPITAL PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE JEQUIÉ/BAHIA

Esta dissertação de mestrado foi julgada adequada como parte dos requisitos para obtenção do grau de mestre em terapia intensiva, Sociedade Brasileira de Terapia Intensiva – SOBRATI.

Aprovada em ___de___ de ____.

BANCA EXAMINADORA

___________________________________________

Profº. DSc. Douglas Ferrari.

Presidente da Sociedade Brasileira De Terapia Intensiva - SOBRATI

(Orientador)


_____________________________________________

Profª. MSc. Dolores Fernandes Meirelles Araújo

Professor da Sociedade Brasileira De Terapia Intensiva - SOBRATI
_____________________________________________

Profº MSc

Professor da Sociedade Brasileira De Terapia Intensiva - SOBRATI
_____________________________________________

Profº MSc

Professor da Sociedade Brasileira De Terapia Intensiva - SOBRATI
DEDICATÓRIA

Dedico esta monografia aos meus heróis, Paulo Quirino (esposo) e filhos Víctor Quirino e Vinìcius Quirino pela força e apoio incondicional. Eu amo muito vocês! À minha mãe Edlenes Moreira e ao meu pai Altamirando Moreira, que deram o primeiro empurrão na minha vida e sempre acreditaram em mim.



AGRADECIMENTOS


À DEUS, Senhor de tudo e de todos, por ter me abençoado com sabedoria e permitido a concretização dos meus objetivos. A TI toda honra, glória e louvor.


Ao meu querido esposo Paulo Quirino pelo precioso suporte e estímulo, dedicação, compreensão e carinho, sendo paciente e segurando “as pontas” quando precisei ficar ausente.
Á titia Letícia Costa pelo seu apoio e auxilio nos momento de angústia e ansiedade desse mestrado. Obrigada titia, você sabe o quanto foi importante nessa caminhada.
Á Direção Médica e de Enfermagem do Hospital Geral Prado Valadares, pelo consentimento e oportunidade que me foi concebida em realizar a coleta de dados que possibilitou a realização deste estudo.
Ao Diretor de Enfermagem do SAMU, Isaías pela compreensão e consentimento em realizar a coleta de dados para o término deste estudo.
À professora Dolores Fernandes, pela consideração, atenção e carinho, pois sem os quais não conseguiria atingir os meus objetivos. A ela a quem devo o enriquecimento desse estudo, com sua imensa sabedoria e contribuição.
Ao Prof. Dr. Douglas Ferrari, pelo convívio harmonioso e troca de conhecimento a todos os alunos e profissionais de enfermagem, pela sua honestidade e ética em busca da transformação do conhecimento.
Aos funcionários da SOBRATI, pelo apoio prestado durante o curso.
Aos colegas do Curso de Mestrado da SOBRATI, pela oportunidade valiosa do convívio e pelo enriquecimento pessoal conquistado.
A minha amiga Eliete seu esposo Jorge por todo suporte, pela simplicidade, consideração, apoio e amizade.
Ao querido e inesquecível amigo Álvaro Silva Santos, pela paciência, amizade e companheirismo nas viagens e estudos.
Ao amigo muito estimado Wagner Rodrigues por todas as vezes que me disse: “você vai conseguir” e pela disponibilidade e amizade, quando se fez necessário, durante o desenvolvimento desta pesquisa.
Ás vítimas de traumatismo cranioencefálico que foram motivação de estudo e assim consumação da pesquisa que consolida este trabalho.
A todos que, apesar de seu valor, não foram aqui mencionados.

Bem sei eu que tudo podes e nenhum dos teus pensamentos pode ser impedidos.


Jó 42:1


SUMÁRIO


  1. INTRODUÇÃO.......................................................................................................................15

  2. REFERENCIAL TEÓRICO..................................................................................................17

  3. METODOLOGIA...................................................................................................................27

  4. APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DOS DADOS....................................................................29

  5. CONCLUSÃO.........................................................................................................................35

  6. REFERENCIAS......................................................................................................................37

ANEXO I: CARTA DE APRESENTAÇÃO AO HOSPITAL................................................38

ANEXO II: FORMULÁRIO PARA COLETA DE DADOS...................................................39

RESUMO

Em meio aos traumas em geral, o traumatismo crânio-encefálico (TCE) depara-se entre as principais causas de morte, além de altos índices de incapacidade e ou invalidez. Sendo sua principal causa os acidentes de trânsito, quedas e lesões por arma de fogo entre outras. No traumatismo crânio-encefálico o agente mais comum são os acidentes automobilísticos. É a principal causa de seqüelas e de mortes nos pacientes politraumatizados, suscitando grande impacto sócio-econômico para a saúde pública. Trata-se de um estudo descritivo com tracejo transversal e de caráter quantitativo, empregando como instrumento de pesquisa a técnica retrospectiva documental. A amostra foi circunspeta por 22 registros de admissão de vítimas de traumatismo crânio-encefálico. A coleta de dados foi obtida com a aplicação de um instrumento com perguntas fechadas. Os resultados evidenciam que a maior parte das vítimas encontra-se na faixa etária de 19 a 28 anos (27%), predominando o sexo masculino (68%) dos casos estudados. Os principais tipos de acidentes foram: acidente de trânsito com ocorrência de colisão e atropelamento igualmente com valores de (9%) cada totalizando (18%) da amostra. Na distribuição mensal observou-se predominância dos meses quentes, como o mês de Setembro (13%) dos atendimentos, sendo que (26%) evoluíram para óbito e (32%) não foram informados.


Palavras-chave: Traumatismo Crânio-Encefálico; Assistência de Enfermagem; Unidade de Terapia Intensiva.

ABSTRACT

In the middle of trauma in general, the traumatic injury (TBI) faces among the leading causes of  death, and very high rates of disability and or  disability. Being the main cause of accidents  traffic, falls and injuries by fire arms among others. In traumatic brain injury are the most common agent motor vehicle accidents. It is the leading cause of sequelae and death in multiple trauma patients, requiring great socio-economic ealth 
public. It is a descriptive study with dashed Cross and quantitative character, employing as research instrument to technical retrospective documentary. The sample was circumspect for 22 records admission of victims of traumatic brain injury. The Data collection was obtained by applying a instrument with closed questions. The results 
show that most of the victims found in aged 19 to 28 years (27%), predominantly
  male (68%) of cases. The principal types of accidents were traffic accident occurring collision hit and also with values (9%) each total (18%) of the sample. In monthly distribution showed a predominance of warm months, as the month of September (13%) of care, and (26%) died and (32%) were not informed.
Key-words: Head Trauma; Nursing Care, Intensive Care Unit.
  1   2   3


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal