Solução comentada da Prova de História



Baixar 25.32 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho25.32 Kb.

Solução comentada da Prova de História


8 questões


01. A partir da interpretação da charge acima, cite três práticas políticas que caracterizaram a “Nova” República Brasileira (1889/1930).


Solução

O clientelismo político, autoritarismo e as práticas políticas oligárquicas.





02. Sobre a sociedade industrial, na primeira metade do século XIX, afirma-se que:
“(...) apesar dos esforços sistemáticos, em larga escala, para alargar as ruas (...) aumentar e aperfeiçoar a drenagem e a rede de esgotos (...) nas regiões em que residem as classes mais ricas, nada foi feito para melhorar as condições dos distritos habitados pelos pobres.”

THOMPSON, E.P. A Formação da Classe Operária Inglesa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987, V. 2 p. 187


A partir do texto acima, comente as condições de vida da população pobre das cidades no contexto da Revolução Industrial.

Solução

As cidades cresciam desordenadamente, no contexto da Revolução Industrial, proporcionando uma diferenciação social entre os bairros dos ricos e os habitados pelos trabalhadores. O que acarretou, nos bairros operários, péssimas condições de vida devido a falta de equipamentos urbanos como: escolas, saneamento e moradias adequadas etc.



03. Tratando-se da influência do liberalismo no processo de Independência do Brasil, Emília Viotti afirma que:
“O liberalismo significava nesta fase a liquidação dos laços coloniais. Não se tratava de mudar a sociedade e reformar a estrutura colonial de produção”.

COSTA Emília V. Introdução ao Estudo da Emancipação política do Brasil

in: MOTA, Carlos Guilherme (Org). Brasil em Perspectiva, São Paulo, Difel, p. 93
De acordo com o texto acima, cite três características do liberalismo, na Constituição de 1824, que expressam as idéias da historiadora.


Solução

Manutenção do trabalho escravo, permanência da grande propriedade e a centralização monárquica.



04. “Se Brasília foi a grande arma simbólica da presidência de Juscelino, sua grande arma política foi o desenvolvimentismo. Mas o sucesso no seu manejo só foi possível graças à grande alavanca estratégica: o plano de metas, ou Programa de Metas”.

MARANHÃO, Ricardo. O Governo Juscelino Kubitschek. São Paulo: Brasiliense, 1981, p. 44


Quais as contradições do modelo nacional desenvolvimentista?


Solução

A abertura do Brasil para o capital estrangeiro sobretudo o norte-americano, o que propiciou o endividamento do País, apesar da proposta se apresentar como nacional desenvolvimentista.




05. “Um estudo recente do Banco Mundial mostra o outro lado do ‘Modelo do Ceará’,(...). O estudo fala de uma pobreza gigantesca, atingindo 58% da população, (...). Numa descoberta chocante, o trabalho revela que a vida de quem se encontra na faixa dos 20% mais pobres tem piorado de modo regular e contínuo de 1993 para cá (...). Enquanto a fatia 1% mais rica da população do Ceará mantém, (...), seu quinhão de 18% da renda local – exatamente como ocorrida em 1981 (...), a fatia dos 20% do patamar de baixo vem perdendo migalhas. No início dos anos 80 sua parcela ficava entre 3% e 4%. Em 1999, (...) diminuíra para 2,3% redução de quase 50%”.

Jornal Gazeta Mercantil 12/06/2001, p.A-10

Cite dois exemplos de políticas públicas implantadas pelo governo do Ceará nas duas últimas décadas.

Solução

Apesar da propaganda governamental e da dita modernidade implementada pelo “Governo das Mudanças”, os trabalhadores do campo e da cidade sofrem um crescente processo de emprobecimento, que se reflete na concentração da renda como se constata pelo texto. Essa situação é resultante da falta de uma reforma agrária, de incentivos a pequena produção, da falta de financiamento e apoio tecnológico; o que repercute na migração em busca de condições de vida e trabalho ocasionando o crescimento desordenado das cidades.



06. Leia a canção “A sagração do Cavaleiro no século XII”

Empunhando Durendal, a cortante,

O Rei tirou-a da bainha, enxugou-lhe a lâmina,

Depois cingiu-a em seu sobrinho Rolando

E então o papa a benzeu.

O Rei disse-lhe docemente, rindo:

“Cinjo-te com ela, desejando

Que Deus te dê coragem e ousadia,

Força, vigor e grande bravura

E grande vitória sobre os Infiéis.”


E Rolando diz, o coração em júbilo:

“Deus me conceda, pelo seu digno comando”.

Agora que o Rei cingiu a lâmina de aço,

O duque Naimes vai se ajoelhar

E calçar em Rolando sua espora direita.

A esquerda cabe ao bom dinamarquês Ogier.

DUBY, Georges, A Europa na Idade Média, São Paulo: Martins Fontes, 1988, p 13.
a)  Qual o papel da cavalaria na sociedade medieval?

b)  O que a figura do papa representa no ritual da cavalaria?




Solução

A cavalaria era utilizada para combater os inimigos externos da nobreza, como também internamente combatia as revoltas que ameaçavam a ordem feudal, como foram as revoltas camponesas. Contudo no discurso elaborado pela Igreja, a função da cavalaria era de defesa da sociedade contra os inimigos externos.





07. Leia o Texto I abaixo:

“Em 1930, o Brasil estava maduro e pronto para alterações em suas lideranças políticas. A Nação brasileira vinha dando, desde 1916 e até mesmo antes, inequívocos sinais de que estava cansada das lideranças oligárquicas que a dirigiam(...).

Percebia-se ainda, uma profunda insatisfação com a incapacidade do governo central em corrigir os males de uma economia agrícola baseada em um único produto – o café – e voltada excessivamente para a exportação”.

CABRAL, João B. P. IN: Gadelha, Marcondes (Org.) Anais da semana Comemorativa da Revolução de 30.

Leia a seguir o Texto 2 abaixo:

“(...) talvez agora seja possível avaliar a força da idéia de revolução de 30 – constituída no interior da luta de classes – como marco divisor da história do Brasil, pelo qual os vencedores julgaram todo o passado, definindo desde o princípio, inclusive, o inimigo que essa revolução abateu: o fantasma da oligarquia. Lugar onde se ocultou a luta de classes, essa memória histórica de um processo político em curso pelo menos desde 1928 dificulta sobremaneira acompanhar o percurso percorrido pelas classes sociais e definir o conjunto dos vencedores da luta (...)”.

DE DECCA, Edgar de. 1930: O Silêncio dos Vencidos. São Paulo: Brasiliense, 1984. p.107

Compare as visões que os textos acima expressam sobre a Revolução de 1930.



Solução

O texto 1 afirma a revolução de 1930 como um conflito das políticas intraoligárquicas isto é, as dissidências ocorridas no interior das oligarquias sem a participação de outros sujeitos sociais como as camadas médias e os trabalhadores.

O texto 2 - Expressa que a revolução de 1930 é resultante da luta de classes. No entanto, a historiografia tradicional silencia sobre este conflito negando a participação dos múltiplos sujeitos sociais na história.


08. Leia os depoimentos abaixo.

Texto 1


"A globalização está multiplicando a riqueza e desencadeando forças produtivas numa escala sem precedentes. Tornou universais valores como a democracia e a liberdade. Envolve diversos processos simultâneos: a difusão internacional da notícia, redes como a internet, o tratamento internacional de temas como meio ambiente e direitos humanos e a imigração econômica global".

Fernando Henrique Cardoso

Texto 2

"(...) O Brasil é produto da expansão do capitalismo europeu do final do século XV. O que está havendo agora é uma aceleração. Isso pode ser destrutivo para o Brasil se o país não administrar sua participação no processo. A globalização é boa para as classes mais favorecidas. As menos favorecidas ficam sujeitas a perder o emprego."



Paulo Nogueira Batista Junior

Compare as idéias sobre o processo de globalização formuladas nos depoimentos acima.




Solução

O depoimento de Fernando Henrique Cardoso expressa a positividade do processo de globalização. São ressaltados o desenvolvimento das forças produtivos, da ciência e da tecnologia, o fortalecimento da democracia e da liberdade. Enquanto Paulo Nogueira Batista apresenta a globalização como um processo de expansão do capital que se iniciou no século XV e que, na conjuntura atual pode ser destrutivo para o Brasil, principalmente para os setores assalariados que estão perdendo seus empregos. E mais, que o Brasil deve se inserir no processo de globalização preservando sua autonomia frente aos organismos internacionais.






UFC Vestibular 2002 Etapa II

História página






Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal