SÉrie: princípios de vida em cristo



Baixar 8.54 Kb.
Encontro05.08.2016
Tamanho8.54 Kb.
IGREJA BATISTA VIDA NOVA - 2008

SÉRIE: PRINCÍPIOS DE VIDA EM CRISTO


ESTUDO 11: ENFRENTANDO AS DIFICULDADES DO CAMINHO

Lucas 9.57-58

É muito comum que as pessoas tomem decisões no calor das emoções e que depois não consigam se manter nelas. Em Eclesiastes há um versículo que nos alerta para não sermos precipitados em fazermos promessas a Deus (ou votos) que, depois, não consigamos cumprir. A Bíblia diz que é uma tolice fazer votos que você não conseguirá cumprir (Ec 5.2-5).

O texto bíblico acima conta que no caminho para Jerusalém, certo homem de quem não somos informados sequer do nome, disse a Jesus: Eu te seguirei por onde quer que fores (v. 57). Sabemos o que aguardava Jesus em Jerusalém, pois aquela era sua última viagem antes da crucificação. Também sabemos que foram poucos os discípulos que permaneceram próximos a Jesus durante sua prisão e crucificação. Ao fazer tal afirmação, certamente, aquele homem não sabia bem o que dizia.



Para seguir Jesus é preciso ter fé autêntica! O texto de Lucas não revela o nome do homem, nem qualquer outra informação sobre sua pessoa. Sabemos que ele também estava rumando para Jerusalém, mas não há nada no texto que nos leve a pensar que ele fosse um seguidor de Jesus. Ao contrário, se o fosse, Lucas registraria. Provavelmente fosse um simples simpatizante. Alguém que, empolgado pelas histórias que corriam sobre o poder de Jesus, decidiu apresentar-se a Ele.

Em Lucas 8.1, encontramos a Parábola do Semeador, onde Jesus explica sobre pessoas empolgadas, que prontamente se dispõem a viver para Deus, mas que não têm perseverança nesta disposição: Parte dela caiu sobre pedras e, quando germinou, as plantas secaram, porque não havia umidade.... As que caíram sobre as pedras são os que recebem a palavra com alegria quando a ouvem, mas não têm raiz. Crêem durante algum tempo, mas desistem na hora da provação. (Lc 8.6 e 13).

Como saber se o que move uma pessoa é fé autêntica ou empolgação? Deus é capaz de saber, nós não; somente quando vêm provações é que sabemos.

Será que Jesus acredita na sua fé? O evangelista João nos conta um fato que exemplifica o que estamos estudando. Em João 2.23-24, temos a informação de diversas pessoas em Jerusalém que creram em Jesus. Porém, Jesus não se confiava a eles. O que quer dizer isto? João escreveu que Jesus sabia do que se passava nas pessoas e as conhecia. Ele não confiava naquelas pessoas porque sabia que a “fé” que diziam ter não resistiria a provas.

Interessante que a expressão “não se confiava a eles” significa literalmente “não aceitava ser fiador deles”. De quantas pessoas você aceitaria ser fiador hoje? Assunto difícil este! Pois será que Jesus é fiador da sua fé?



Raposas, tocas; aves, ninhos. A resposta que Jesus deu ao homem entusiasmado a princípio parece enigmática. As raposas têm suas tocas e as aves do céu têm seus ninhos... Raposas lembravam a família de Herodes, que governava a Palestina desde antes de Jesus nascer (vide Lc 13.31-32). As aves, especialmente a águia, lembrava o Império Romano que dominava todo mundo antigo.

Assim, Jesus faz aquele homem observar que, aparentemente, havia segurança para quem seguisse herodianos ou romanos. Pois, segundo Ele, o Filho do homem não tinha onde reclinar a cabeça. Ou seja, a segurança que Jesus nos dá só existe no nível da fé autêntica.

Conclusão: Aproveite este momento para levar seus discípulos a declarar ao Senhor que a fé autêntica é o que os leva a se apresentarem a Ele. Ajude-os a orar e declarar ao Senhor que confiam nEle, que O seguirão e servirão por toda a vida. E que provação alguma fará a fé morrer em seus corações.

Dê oportunidade aos novos de confessarem a Jesus como Senhor e Salvador.



Na unção da colheita abundante,

Seus pastores.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal