SÉrie: princípios de vida em cristo



Baixar 10.2 Kb.
Encontro07.08.2016
Tamanho10.2 Kb.
IGREJA BATISTA VIDA NOVA - 2008

SÉRIE: PRINCÍPIOS DE VIDA EM CRISTO


ESTUDO 8: COMO SER GRANDE NO REINO DE DEUS

Lucas 9.46-50

Você já notou como as pessoas gostam de disputas e jogos? Os rankings1 fazem parte do cotidiano. Há uma revista internacional, chamada Forbes, que publica anualmente a lista das pessoas mais ricas do mundo. Há outras listas: dos mais belos, sexis, elegantes, etc. Isto expressa que as pessoas têm uma forte tendência a competir e a se incomodar com conquistas dos outros.

Mas no Reino de Deus não é assim que acontece. Foi a lição que Jesus deu aos apóstolos quando notou uma discussão sobre qual deles seria o maior havia ocorrido. O verso 47 nos informa que Jesus conhecia os pensamentos deles e por isso decidiu ensiná-los.



  1. Jesus conhece seus pensamentos.

Os pensamentos, ou mentalidade, que Jesus detectou nos seus discípulos não Lhe agradaram. Eles tinham o pensamento do homem mundano. Como discípulos de Jesus e servos do Reino de Deus não podemos nos conformar com uma mentalidade mundana. Foi exatamente isto que o apóstolo Paulo ordenou aos crentes de Roma: Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. (Rm 12.2). Note neste texto que a condição para desfrutarmos da VONTADE DE DEUS é a renovação da nossa mente.

Hoje Deus usará a sua vida para conscientizar os participantes de sua célula da necessidade de deixarem o Senhor renovar suas mentes.



  1. Uma criança serve de lição.

O texto bíblico conta que “Jesus tomou uma criança e a colocou em pé, a seu lado” (v. 47). Interessante o detalhe registrado por Lucas de Jesus haver colocado a criança ao seu lado. Era este o lugar que os discípulos disputavam, o privilégio de estar ao seu lado. Eles imaginavam que Ele, logo, se tornaria Rei político de Israel (ainda não entendiam a verdadeira dimensão do Reino de Jesus).

Entendo que o Senhor quis mostrar que nenhum de nós pode ambicionar o domínio de Sua preferência. Todos os servos dEle, a começar pelas crianças, têm acesso a Ele.

Outra lição importante que Jesus quis lhes dar é acerca do serviço que devemos prestar em nome dEle. Uma criança é símbolo de fragilidade e dependência. Crianças precisam ser cuidadas, porém não têm condições de retribuir estes cuidados. Você já reparou como a maioria das crianças se esquece até mesmo de agradecer por algum cuidado que recebe? É comum que os pais lembrem as crianças de dizer um simples “obrigado” a alguém que lhes deu algum tipo de carinho ou presente.

Jesus, ao colocar aquela criança à frente dos discípulos, quis mostrar que devemos servir como quem cuida de crianças. Sem esperar recompensas ou rankeamentos. Para servir é que fomos enviados. No verso 48, Jesus lembra que foi enviado pelo Pai. Este verbo em grego, apostelo, dá origem ao substantivo “apóstolo” em Português. Assim, nossa missão é apostólica: prosseguir a obra para a qual Jesus foi enviado.



  1. Quem for o menor, este será o maior.

É com estas palavras que Jesus encerra aquela lição: Pois aquele que entre vocês for o menor, este será o maior. (v. 48). Faça um teste junto aos participantes de sua célula e pergunte a eles o que Jesus quis dizer com estas palavras.

No mundo sem Deus, as pessoas competem e não medem esforços para ascender no que sociólogos e antropólogos chamam de “pirâmide social”. Esse negócio de pirâmide lembra o Egito! Ocorre que no Reino de Deus não é assim que deve ocorrer. A mentalidade é diferente da mentalidade mundana. Os discípulos de Jesus servem.

Servir é se humilhar em prol do outro. Se houver lanche após sua célula, quem irá servir? Quem lavará a louça suja? Alguém terá que ser humilde para servir, não é mesmo? Pois esta é a lição de Jesus a nós: no Reino de Deus você cresce na medida em que serve.

Jesus é quem Ele é em nossas vidas porque assumiu a condição se servo de todos nós (Fp 2.6-8). Quando da celebração da Ceia, na Páscoa, em Jerusalém, Jesus chocou os apóstolos ao apanhar toalha e água para lavar-lhes os pés (Jo 13). Estando já bem próximo de morrer na cruz, Ele quis reforçar este princípio junto a sua equipe de apóstolos. Hoje, Deus quer que este princípio seja reforçado em sua mente.



Conclusão: Ore com seus discípulos pedindo que a mentalidade mundana de cobiça e inveja seja removida e que o Espírito Santo lhes dê uma mente renovada. Que eles vivam a vontade de Deus, seus princípios de vida. Leve-os a declarar que estão dispostos a servir humildemente seguindo o exemplo do Senhor. Há uma Missão Apostólica a ser prosseguida e que você e seus discípulos se sintam enviados como Jesus a desempenhá-la.

Dê oportunidade aos novos de entregarem suas vidas a Jesus.

Na unção da colheita abundante,

Seus pastores.



1 A palavra “ranking” deriva do inglês e significa “classificação” ou “lista de classificação”.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal