Sumário a task Force ipv6 Portuguesa 3 a cisco Systems e o ipv6 3



Baixar 29.76 Kb.
Encontro20.07.2016
Tamanho29.76 Kb.




Task Force IPv6 Portuguesa Contribuição da Cisco Systems






Sumário

A Task Force IPv6 Portuguesa 3

A Cisco Systems e o IPv6 3

Envolvimento na TF IPv6 Europeia 3

Liderança Tecnológica 3

Participação em projectos IPv6 4

Projectos Europeus 4

6NET 4


TF-NGN 4

IPv6 Cluster 5



Contribuições da Cisco Systems Portugal 6

Promoção e Divulgação do IPv6 6

Educação e Formação 6

Demonstrações e Pilotos 6



Contactos 7


A Task Force IPv6 Portuguesa


A Cisco Systems considera da maior relevância a criação da Task Force de IPv6 Portuguesa. Sendo já participante em iniciativas semelhantes em outros países, reconhecemos o impacto positivo que estas podem ter na divulgação e promoção da nova versão do protocolo IP.

Procuramos neste documento descrever brevemente o posicionamento actual da Cisco Systems relativamente ao IPv6 e salientar os aspectos mais relevantes no que diz respeito ao envolvimento da nossa empresa em projectos externos.

Terminamos com um conjunto de ideias para possíveis contribuições da Cisco Systems para a Task Force de IPv6 Portuguesa.

A Cisco Systems e o IPv6

Envolvimento na TF IPv6 Europeia

Em Abril de 2001, a Comissão Europeia promoveu a primeira reunião de um conjunto de entidades provenientes de operadores de telecomunicações fixos e móveis, fornecedores de serviço internet e fabricantes de equipamento com o intuito de formar uma “task force” para incentivar a adopção da nova geração de protocolos Internet na Europa de modo a assegurar a liderança Europeia nas tecnologias sem fios.


A Cisco Systems esteve activamente envolvida nos trabalhos da Task Force e contribuiu para vários dos relatórios elaborados contendo recomendações para os estados membros que foram formalmente apresentadas em Barcelona em 2002.

Liderança Tecnológica

A Cisco Systems esteve envolvida desde os primeiros momentos no processo do IETF de criação de uma nova geração de protocolos Internet sendo responsável por uma das primeiras implementações que viabilizaram o Internet Draft em 1995. Desde então alguns marcos da história do IPv6 na Cisco foram:





  • Em 1996, é disponibilizada a primeira versão de software IoS Cisco com suporte de IPv6. Foi aberto um programa especial de teste para esta versão de software e criada uma estrutura de suporte específica para os seus utilizadores. Nesta fase apenas um conjunto restrito de utilizadores teve acesso a esta facilidade.




  • Em Maio de 2001, a Cisco Systems oferece gratuitamente um upgrade do IOS IP network software feito através do seu Web site para uma versão com suporte oficial do Internet Protocol versão 6. Simultaneamente, o Centro de Assistência Técnica (TAC) encontra-se preparado para fornecer o suporte adequado e são também disponibilizados inúmeros cursos para formação nesta tecnologia.




  • Cisco’s Statement of Direction

Este documento resume a estratégia e posicionamento da Cisco no que diz respeito ao suporte das diferentes componentes necessárias quer à coexistência do IPv4 com o IPv6 quer para a possível migração total.

http://www.cisco.com/warp/public/732/Tech/ipv6/docs/sod.pdf

Participação em projectos IPv6

A Cisco Systems tem tido um papel importante na divulgação e promoção do IPv6 na comunidade Internet Global, participando em projectos de investigação e em pilotos desta tecnologia. A Cisco Systems tem estado igualmente envolvida no arranque dos primeiros serviços comerciais baseados em IPv6 no continente asiático.


Destacam-se aqui algumas actividades levadas a cabo a nível Europeu onde a Cisco Systems tem tido um papel relevante:

Projectos Europeus




6NET

Criado em 1 de Janeiro de 2002,o projecto 6NET é um dos maiores projectos de investigação do programa “information Society Technologies (IST) da Comissão Europeia e tem por principal objectivo o desenvolvimento e implantação do protocolo IPv6 na Europa. O projecto é composto por representantes de 33 entidades europeias e duas asiáticas, com actividades ligadas à indústria, ao ensino e à pesquisa. A Cisco Systems é a empresa que tem como missão coordenar o grupo que se encontra subdividido em oito grupos de trabalho, cada um focalizado em aspectos específicos do projecto global.


Até ao final de 2004, o 6NET tem três principais objectivos a cumprir:


  • construir e operacionalizar uma rede IPv6 internacional com ligações de 2,5 Gbit e acesso fixo e móvel, distribuída, numa primeira fase, por, pelo menos dez países europeus;




  • utilizar esta rede para validar a eficiência da tecnologia IPv6 em termos de resposta às necessidades geradas pelo crescente acesso à Internet;




  • ajudar as instituições de pesquisa e a indústria europeias a terem um papel de liderança na definição e no desenvolvimento de tecnologias de redes e de aplicações de vanguarda.


http://www.6NET.org

TF-NGN


A Task Force TF-NGN foi estabelecida sob o patrocínio do TERENA Technical Programme, para investigar a viabilidade de tecnologias avançadas de comunicações para implementação em redes europeias de investigação e educação. Os objectivos da Task Force são:

  • criar um forum de intercâmbio de experiências e conhecimento,

  • promover o desenvolvimento e experimentação em tecnologias de comunicações inovativas definir,

  • desenvolver e testar novos serviços de redes que possam subsequentemente ser introduzidos por redes académicas nacionais e/ou pela infrastrutura central europeia para investigação de comunicações.

As actividades desenvolvidas no âmbito da TF-NGN abordam diversas tecnologias e services, das quais destacam-se: serviço Multicast, IPv6 , testes de MPLS testing , serviços baseados no Delay and Jitter, monitorização de QoS and Optical Networking .

Na área do IPv6, o grupo de trabalho dedicado ao tema – o GTPv6 – tem desenvolvido uma actividade intensa e a Cisco Systems tem apoiado os diversos projectos realizados com equipamento de teste e especialistas.


Uma das actividades mais importantes desenvolvidas pelo GTPv6 está relacionada com os testes de interoperabilidade de equipamentos de diferentes fabricantes. A Cisco Systems tem apoiado estes testes e contribuido para a execução dos relatórios finais.

IPv6 Cluster


Organizações envolvidas na investigação, desenvolvimento e implementação de Next Generation Internet, uniram sinergias para potencializar os resultados das suas actividades, e promover uma análise estratégica comum para a implantação futura do Internet Protocol Version 6 (IPv6). As actividades do IPv6 Cluster promovem as sinergias entre todos os projectos de I&D europeus focando o IPv6, aumentando o valor acrescentado para todos os participantes e para a Comunidade Europeia como um todo.

O IPv6 Cluster tem três objectivos. São estes:



  • promoção de consenso na área de desenvolvimento e implantação de IPv6,

  • disseminação de acordos em áreas relacionadas com desenvolvimento e implantação de IPv6, e

  • exploração de acordos para suportar ensaios e desenvolvimento comuns de standards IPv6.

A Cisco Systems é membro do IPv6 Cluster e tem promovido o intercâmbio de resultados e experiências adquiridos nos projectos em que participa com outros projectos semelhantes. A rede do projecto 6NET tem sido oferecida como infrastrutura de transporte para outros projectos que não possuem recursos próprios.

Um exemplo da actividade desenvolvida pela Cisco Systems no âmbito do IPv6 Cluster foi o suporte de serviços IPv6 fixos e wireless oferecido à conferência anual do programa IST da Comissão Europeia em Novembro de 2002.



http://www.ist-ipv6.org/index.html

Contribuições da Cisco Systems Portugal

Apresenta-se agora um conjunto de possíveis contribuições da Cisco Systems para a Task Force de IPv6 Portuguesa. Não é nossa intenção ser exaustivos mas apenas lançar algumas idéias nas 3 áreas que consideramos serem da directa responsabilidade de Task Force.



Promoção e Divulgação do IPv6

A Cisco pode dar um contributo importante na divulgação da tecnologia através de seminários tecnológicos e assídua presença na imprensa através de entrevistas e artigos em meios especializados.


Pode ainda mobilizar oradores importantes, quer da Cisco quer de Programas como o 6NET, para divulgação da tecnologia em seminários no âmbito da Task-force.
No âmbito da Task Force e caso seja criado um Site de divulgação de IPv6, a Cisco pode contribuir com conteúdos tecnológicos da sua investigação e desenvolvimentos na área, assim como fomentar a discussão técnica através da divulgação das suas mailing-lists técnicas e foruns de discussão para esclarecimento de dúvidas e troca de experiências em outros países.

Educação e Formação

A Cisco pode contribuir disponibilizando cursos on-line IPv6 e com sua biblioteca técnica on-line de white papers, apresentações, case studies e FAQs.


Criação de conteúdos em português e divulgação das actividades da Task-force na web e em seminários Cisco, assim como a criação de E-Seminários atráves de VoD (Video-on-Demand).
A Cisco dispõe também de um completo programa de Learning Partners, com cursos especializados de internetworking, podendo apoiar a organização de cursos IPv6 em Portugal que incluam laboratórios.
A Cisco dispõe de uma parceria global com instituições de ensino (Universidades, Politécnicos e Escolas Secundárias), que oferece a oportunidade aos seus estudantes de se especializarem em tecnologia Internet, essencial para a economia global dos dias de hoje.

As Cisco Networking Academies, que oferecem conteúdos Web-based, avaliação on-line e laboratórios práticos em tecnologias de redes, podem ser incentivadas e apoiadas a incluir formação em conteúdos IPv6.



Demonstrações e Pilotos

A Cisco apoiará as iniciativas de testes de interligação IPv6 entre operadores, entidades académicas ou empresariais com apoio da sua equipa de engenharia local e de acesso ao seu centro de suporte.


Se avançar alguma ideia no sentido de se criar um “Laboratório Nacional de IPv6” aberto à comunidade científica/empresarial, a Cisco compromete-se a disponibilizar apoio técnico, hardware e software ou garantir condições especiais para equipar esse laboratório.
A Cisco Portugal pode ainda contribuir com a disponibilização do seu laboratório para testes e planeamento de pilotos, sito na Quinta da Fonte em Oeiras.

Contactos


Disponibilizamos os contactos da Cisco Systems a serem utilizados para futuras iniciativas realizadas no âmbito da Task Force IPv6 Portuguesa:

Graça Carvalho - Consulting Engineer (gcarvalh@cisco.com)

João Gomes - Enterprise SE Manager (joao.gomes@cisco.com)

Luís Martins - Sercice Provider SE Manager (lmartins@cisco.com)

Paulo Malta - Account Manager (Universidades e FCCN) (pmalta@cisco.com)

Endereço postal

Cisco Systems Portugal

Edifício Gil Eanes – Piso 1A

Quinta da Fonte



2770-192 Paço d’Arcos


Copyright © 2003 Cisco Systems, Inc. All Rights Reserved.









Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal