Transformados por Cristo



Baixar 31.5 Kb.
Encontro06.08.2016
Tamanho31.5 Kb.

Transformados por Cristo

WWW.igrejabatistapr.org.br (45) 3035-4190



2009Igreja Batista da Chapada - Kátia Margarida - 92-3236-6218

Quando aceitamos Jesus como Senhor de nossas vidas inicia-se um processo de transformação, para que cada vez mais sejamos a imagem e semelhança de Cristo. Nesta semana, estudaremos algumas transformações que devem estar acontecendo em nossas vidas!


Segunda: Tempo para Deus

►“Eu fico acordado a noite inteira, para meditar na tua palavra” (Sl 119:148)

► Para termos sucesso no que vamos fazer, precisamos ser dedicados, e não é diferente na nossa jornada cristã, se desejamos ser bem sucedidos em nossa vida espiritual deve haver muita dedicação de nossa parte, principalmente porque há “alguém” ao derredor que não deseja ver nosso sucesso nesta área (1 Pedro 5:8). Precisamos dedicar um tempo para Deus, para receber alimento puro, pois é isso que o nosso espírito precisa. Este mundo só nos fornece alimento barato e podre e se nos enchermos disso, torna-se muito difícil pesquisar e compreender as coisas que dizem respeito aos interesses eternos. Precisamos entender que é impossível que tenhamos disposição mental e corretos princípios se não apreciarmos a leitura atenta da palavra de Deus. Algumas pessoas lamentam os momentos empregados em meditação, na pesquisa aprofundada da palavra de Deus e em orações, como se esse tempo fosse perdido, às vezes cumprem as tarefas oferecidas pela igreja, como a meditação, exercícios da Classe de Crescimento, como obrigações, senão quando chegar no culto alguém pode perguntar e será uma vergonha dizer que não fez; ou então porque não poderá participar do ministério, não poderá orar no grupo familiar e outras conseqüências que vão fazer as pessoas verem que não foi feito o que deveria ter sido feito. NÃO! Essa não é a atitude correta! Devemos meditar, orar, fazer as tarefas porque desejamos aprender mais sobre aquele que nos criou, e o que devemos fazer para nos parecermos mais com Cristo. Precisamos travar uma luta veemente contra os maus desejos da carne e cultivar o amor à meditação.

► Leia: Josué 1:8; Sl 119:97; Sl 143:5-6; Pv. 30:5; Lc 6:45.

► Reflita: O vento era forte e mudava freqüentemente de direção, o que representava má notícia para o milho do nosso quintal. Já havia acontecido alguns anos antes, de modo que sabíamos o que esperar. Quando fomos verificar, vimos que um terço dos pés de milho estava deitado sobre o solo. Alguém dissera que a luz do sol endireitaria os pés, mas isso não aconteceu. Meu esposo pôs mãos à obra para colocá-los em pé, mas as raízes estavam próximas da superfície e assim, uma parte do milho se perdeu. Pensamos em não plantar milho no ano seguinte, até mencionarmos nossa frustração a um amigo, que nos disse o que fazer. No próximo ano, tentaremos! Cavaremos uma vala com vários centímetros de profundidade, plantaremos o milho e o cobriremos como de costume. À medida que ele for crescendo, encheremos gradualmente a vala, enterrando as raízes ainda mais fundo no solo, o que deve tornar os pés fortes o suficiente para resistir aos mais fortes ventos. Comecei a examinar nossos livros de jardinagem para ver o que recomendavam e sabe de uma coisa? Encontrei o mesmo conselho que nosso amigo nos deu! Havia estado ali o tempo todo, mas não o tínhamos lido, o que nos causou horas desperdiçadas de trabalho e a perda de parte de nossa plantação de milho devido às raízes pouco profundas. Quando penso na lição que aprendemos sobre horticultura, entendo que eu também posso ter raízes pouco profundas e muitos prejuízos se deixo de ler e seguir as instruções do Livro. Ao contrário do que ocorreu com o milho, se estivermos enraizados e firmados no solo da verdade e sendo cheios gradualmente com a palavra de Deus, podemos resistir às tormentas da vida. (adaptado de www.cpb.com.br)

► Decida dar o melhor de si nesta semana. Sei que você já leu os versículos de hoje, mas sugiro que você leia novamente (tenho certeza que irá ver coisas diferentes, que não viu na 1° leitura), e escreva em poucas linhas o que Deus quis falar através de cada versículo e como você poderá aplicar em sua vida. Separe um tempo para ler algum livro da bíblia. Você pode combinar com algumas pessoas da igreja ou do seu grupo de lerem o mesmo livro para poderem conversar sobre os aprendizados durante a semana. Decida dar um pouco mais do seu tempo para Aquele que lhe deu 24 horas para viver! Decore o versículo!


Terça: Coração novo e puro

►“Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus” (Mt 5:8)

► Quando decidimos aceitar a Cristo pensamos que num piscar de olhos nossa vida vai se transformar. Depois descobrimos que não é bem assim! Tudo faz parte de um processo e como falamos na meditação anterior, a leitura da palavra de Deus é o início, pois é lá que aprenderemos o que é certo e errado. Um dos pontos chaves dessa transformação é o nosso coração, que precisa ser restaurado por Cristo! Quando Jesus fala que nos dará novo coração (Ez 36:26) ele quer dizer nova mente, nova vida e novo ser. Ter uma mudança de coração é retirar do mundo as afeições e fixá-las em Cristo, é possuir nova mente, novos propósitos, novas atitudes, motivos novos! Sabemos o sinal de um novo coração quando vemos a vida se transformando. A pessoa que tem um coração novo e puro manifestará crescente desagrado pela maneira descuidosa, pela linguagem indecente e pensamentos vulgares. Quando permitimos que Cristo nos dê um novo coração há pureza e refinamento de idéias e maneiras, vivemos na “visível” presença de Deus durante o tempo todo.

► Reflita: Bem, na verdade não posso colocar toda a culpa na horta. Afinal de contas, com exceção das ervas daninhas, nós a plantamos. Os cravos avançaram pelo canteiro de moranguinhos, e os moranguinhos invadiram o canteiro da cebola e dos aspargos. Embora tenha sido plantado uma vez só, anos atrás, o endro reina sobre uma extremidade da horta, além de brotar aqui e ali entre os moranguinhos. Este ano plantei algumas sementes de moranga entre carreiras de milho e sua ramagem agora se estende por metros em diferentes direções, avançando rumo às abóboras e ao feijão. Num ano, acidentalmente plantei sementes de flores onde eu já havia plantado quiabo, mas não foi desagradável colher quiabo entre risonhas flores! A despeito do trabalho regular que meu esposo e eu fazemos arrancando ervas daninhas, não conseguimos manter toda a plantação livre desse mato irritante. Parei pra pensar e lembrei que tenho outro jardim e ele também precisa de inspeção regular, limpeza e cultivo: o jardim do coração e da mente. O inimigo planta sementes do pecado, da dúvida e dos cuidados deste mundo. Por mais que eu tente, sou incapaz de livrar-me de todos os cardos, espinhos e ervas daninhas. É uma tarefa tão esmagadora que às vezes me pergunto se este jardim algum dia será bonito e limpinho, pois as vezes, mesmo com sementes boas plantadas, algumas sementes ruis do passado teimam em florescer novamente. Mas que bom que o meu jardineiro mestre de plantão está pronto para usar suas ferramentas especiais para desarraigar as plantas indesejáveis e substituí-las com algo belo. Basta que eu e meu coração fiquemos disponíveis para este trabalho! (adaptado de www.cpb.com.br)

► Leia: Sl 24:4-5; Sl 51:10; Ez 36:26; 1°Tm 1:5; 2°Tm 2:22.

► Essa semana decida mudar as atitude, o comportamento, as palavras e as ações para com todos com quem tiver qualquer ligação. Nenhuma mudança é fácil, mas o início de qualquer uma delas é decisão! Reflita sobre qual parte do seu coração precisa urgentemente ser entregue ao Senhor para que Ele comece o processo de transformação de um coração de pedra para um novo e puro. Não se esqueça de memorizar o versículo!



Quarta - Tema: Boas coisas

►“Porque a boca fala daquilo que o coração está cheio” (Lc 6:45)

► O cristianismo anda muito banalizado. Não é difícil ouvir por aí várias pessoas falando mal de crentes. Sabe porque isso aconteceu? Porque algumas pessoas não tiveram postura para defender o evangelho como defendem seu time de futebol, um parente ou até mesmo a inocência em alguma situação. Quando torcemos por um time, mesmo que ele perca a partida e lá no trabalho ou na escola sejamos ridicularizados por isso, não deixamos de torcer e defender aquele time. Algumas pessoas até andam com a blusa do seu time mesmo que ele tenha perdido o jogo na noite anterior. Deus quer torcedores fiéis, que “vistam a camisa” do evangelho. Não adianta dizermos que somos cristãos e vestirmos a camisa do mundo. Nossas atitudes precisam mostrar que somos “cristinhos”. Nossa fisionomia precisa refletir a imagem de Cristo. E é através dos nosso modo de pensar, falar, agir é que vamos mostrar do que estamos cheios. Sabemos que somos estrangeiros neste mundo e é isso que determinará nosas atitudes. Você já reparou que quando alguém de outro país ou estado vem para Manaus você logo percebe que essa pessoa não é daqui? O jeito de falar e o famoso “sotaque” denunciam

logo! Nós também precisamos mostrar de “quem somos” através de nosso modo de falar, de nosso modo de viver!

Analise algumas áreas da sua vida: 1 Sua boca: dela tem saído palavras mentirosas, falsas, fofocas, acusações, “palavrões” ou tem saído palavras bondosas, palavras que apartam discussões, que promovem reconciliações e que agradam ao Senhor? Lembre-se sempre que se não tiver nada de edificante pra dizer é melhor ficar calado(a)! 2 – Seus olhos: tem visto novelas, filmes indecentes, revistas de fofocas ou pornográficas, programas que só ensinam e aprovam atitudes que contradizem o que agrada a Deus? Ou tem visto livros edificantes, filmes de histórias bíblicas, programas educativos? Seus olhos têm estado com freqüência nas páginas da bíblia? 3 – Seus ouvidos: tem escutado fofoca de algum colega de trabalho, músicas indecentes, “comentários sem maldade”, cantadas de algum homem ou mulher que não seja seu marido ou esposa? Ou tem ouvido com freqüência a palavra de Deus, músicas edificantes? 4 – Suas mãos: tem levado para sua casa algum objeto ou dinheiro que não é seu (isso inclui as coisas da empresa que você trabalha), tem batido exageradamente em seus filhos, tem sido usada para apontar o dedo e acusar as pessoas? Ou tem sido usada para acalentar quem precisa de ajuda, para trabalhar na obra de Deus? 5 – Seu pensamento: tem estado nas imoralidades, em uma forma de ganhar vantagem sobre as pessoas? Ou tem pensado em uma forma de trabalhar mais para Deus, de ajudar as pessoas? Você tem ruminado a palavra da Deus? 6 – Seus pés: pra onde eles tem te levado? Para lugares imorais, onde terá roda de escarnecedores, fofoqueiros, farras, drogas? Ou onde você poderá encontrar a presença de Deus, ou evangelizar? 7 – Seu corpo: tem sido usado de forma imoral transmitido sensualidade tentando outros homens ou mulheres através da sua roupa, do seu gingado? Ou tem parecido e sido usado como templo do Espírito Santo?

► Leia: Sl 18:20 e 24; Sl 19:14; Pv 4:26; Pv 28:9; 1° Co 3:16-17; Fl 4:8; 1° Jo 2:16.

► Faça uma lista do que você sentiu tocado a mudar e pense em situações práticas para lhe ajudar nestas mudanças. Decida analisar tudo que for fazer ou falar para ver se estará refletindo o que há dentro de você: Cristo. Decore o versículo principal ou um versículo que mais lhe chamou atenção das 7 áreas citadas acima! Ore para que você possa se parecer mais com Cristo através de suas atitudes e possa refletir “boas coisas”.

Quinta: Agradecidos

►“Rendam graças ao Senhor por sua bondade e por suas maravilhas para com os filhos dos homens!” (Sl 107:8)

►As vezes nos esquecemos do quanto somos devedores! Só porque dia a dia, ano a ano as bênçãos tem fluído sobre nós, consideramos uma coisa natural, julgando que tínhamos mais do que o direito de receber todas as vantagens. Esquecemos que somos pecadores e que o salário do pecado é a morte (Rm 6:23). Sem perceber começamos a exigir de Deus certas coisas e esquecemos de agradecer o que recebemos todos os dias, de graça! Se nos fosse dado o poder de ver os muitos perigos de que somos diariamente guardados, em vez de queixar-nos de nossas provas e infortúnios, falaríamos sem cessar das misericórdias de Deus. Precisamos lembrar que tudo é graça de Deus, então o que vier, devemos ser agradecidos pois se não fosse sua graça seria pior. Além disso, sabemos que tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus (Rm 8:28). Uma grande transformação que deve haver em nossas vidas é a de sermos agradecidos! Enquanto as pessoas estão só reclamando do salário, do ônibus que não passa, das coisas que são caras, nós devemos estar agradecendo porque temos emprego, porque temos dinheiro para pagar o ônibus, porque temos saúde e disposição! Precisamos aprender a ver o lado misericordioso de Deus em todas as coisas!

► Leia: Sl 56:12; Lc 17:11-19; Cl 3:15; 1° Ts 5:18.

► Reflita: Eu dirigia meu carro alugado pelo deserto do sul da Califórnia. Era meado de agosto e a temperatura no painel do carro registrava 42 ºC. Ao olhar para a direita, para a esquerda, para trás e para frente, era tudo igual – marrom! Uma areia marrom se estendia em ambos os lados da rodovia e um crescente de montanhas majestosas, mas marrons, se erguia ao céu à minha esquerda. Nenhum sinal de vida, em lugar nenhum. Pensei: Este deve ser o lugar mais feio que já vi. Que contraste com Tennessee – verde e lindo. Com suas árvores viçosas, gramados verdes, rios sinuosos e belas colinas! Lá todos os picos são tão diferentes, cobertos com folhagem verde, flores silvestres e árvores altaneiras. Quando cheguei ao meu destino, Palm Springs, descobri que não era diferente. Tudo ao meu redor ainda era areia marrom. As únicas mudanças eram aquelas que os seres humanos haviam feito: hotéis e áreas de lazer cuidadosamente planejadas e irrigadas para criar uma pequena ilusão verde. Uma das minhas filhas, que havia passado vários anos naquela região enquanto estudava, perguntou: – Não foi uma viagem linda? E as montanhas, não são uma beleza? – Não – disse eu. – É tudo tão feio, tudo marrom! – Mamãe – disse ela – nem tudo precisa ser verde para ser bonito. Você notou como a areia parece lisinha como um carpete desenrolado? E as montanhas, que assumem todos os tons de castanho e dourado, como se cintilassem ao sol? À tardinha as montanhas vão do bronze aos matizes de lilás e púrpura, quando o sol começa a se pôr. – Não, eu realmente não havia observado nada daquilo. Eu só procurava coisas verdes. Às vezes andamos pela vida desse jeito, perdendo a florzinha amarela do cacto ou a montanha de pico violeta porque achamos que só encontraremos a beleza nas maiores, mais comuns e mais verdes experiências da vida. Podemos na verdade achar beleza em nossas cercanias, nas circunstâncias da nossa vida individual, se aprendermos a apreciar as bênçãos que se encontram em cada experiência vivida. (internet).

►Decida: Durante este dia, tente ver o lado bom de tudo que acontecer e agradeça por cada coisa! Se não conseguir ver o lado bom, agradeça mesmo assim, por Deus estar trabalhando na sua vida. Caso não se lembre de agradecer na hora, antes de dormir vá relembrando mentalmente as coisas que aconteceram durante seu dia e vá agradecendo por cada uma delas. Não se esqueça de memorizar o versículo.



Sexta: Prioridades diferentes

►“Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e sim como sábios, remindo o



tempo, porque os dias são maus. Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender

qual a vontade do Senhor (Ef 5:15-17)

Quem está sendo transformado por Cristo tem prioridades diferentes das que o

mundo prega. Hoje, vemos muitas pessoas perdendo muito tempo pensando em como

ganhar mais dinheiro, para comprar outros bens. Não há mal nenhum em pensar nisso,

mas temos que entender que isso não é nossa prioridade. É necessário que façamos

constantemente uma revisão de tudo que é primordial em nossas vidas, pois as vezes, com

a correria do dia-a-dia acabamos dando importância a coisas erradas.

Leia: Ec 5:10; 9:9; Jr 18:15; Mt 6:33; Ef 4:17.

► Reflita: Um menino que vivia no campo, nunca havia visto um circo. Um deles estava chegando à sua cidade. O menino pediu dinheiro a seu pai para ir assistir o circo. Seu pai retirou uma nota do bolso e lhe entregou. Com os olhos arregalados e brilhantes, ele saiu Logo que chegou na cidade ele viu grande quantidade de pessoas que se amontoavam ao longo da rua, procurou por um lugar onde pudesse ver alguma coisa, acabou encontrando uma vaga e ali se colocou. Foi então que teve o primeiro vislumbre da parada. Haviam animais colocados em jaulas e uma banda tocando. Finalmente ele viu um palhaço que divertia a todos no fim do desfile. O pequeno menino estava tão empolgado que quando o palhaço passou, ele pegou no bolso o seu precioso dinheiro e entregou ao palhaço, pensando ter visto o circo, quando havia visto apenas a parada. Às vezes somos assim, pegamos a nota de valor mais precioso que possuímos, a nossa própria vida, e seguimos em direção à parada, em vez de buscarmos o que é real e que verdadeiramente tem importância. Deus tem coisas maravilhosas pra nós. Ele nos revestiu da verdadeira alegria e nossos olhos puderam novamente brilhar de prazer. Mostrou-nos o caminho a seguir, mas iludidos pelos sons e desfiles deslumbrantes deste mundo, muitas vezes deixamo-nos envolver de tal forma que ficamos impressionados com a parada e perdemos o verdadeiro espetáculo que Deus nos concedeu: a uma vida abundante e eterna. (internet)

► Como vimos na história, é muito fácil sairmos de casa com um propósito e no meio do caminho nos iludirmos com outras coisas. As prioridades que o mundo apresenta são bem atrativas e assim como o menino deu sua nota de valor mais precioso, as vezes acabamos entregando nossa vida à coisas erradas. Não podemos nos impressionar! Fique firme em suas prioridades!



► Decida que você fará uma lista citando as coisas que devem ser suas verdadeiras prioridades (conforme a bíblia) e coloque em lugar vísivel para que de tempos em tempos você possa dar uma olhadinha para relembrar. Revise os versículos da semana e faça uma avaliação se você cumpriu todas as decisões dos dias anteriores. Se não conseguiu, tente cumpri-las semana que vem! Pois esperamos que essas decisões não sejam só para esta semana, mas permanentes em sua vida a partir de agora!

Coloque-se a disposição de Deus, permita que Ele continue transformando você! ”


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal