Uma história verdadeira Lembro-me de um fato de alguns anos atrás, 4 ou 5 anos mais precisamente, quando conheci um homem



Baixar 6.39 Kb.
Encontro03.08.2016
Tamanho6.39 Kb.
Uma história verdadeira

Lembro-me de um fato de alguns anos atrás, 4 ou 5 anos mais precisamente, quando conheci um homem que naquela época tinha seus quase 60 anos de idade. E neste encontro, ele relatou a sua história que é muito interessante e nos transmite grande exemplo de vida.


Ele morava numa cidade do interior, e um dia, os amigos o convidaram para participar de uma maratona de dez quilômetros. Ele disse que não aceitava, porque não estava habituado a correr corridas longas.
Os amigos insistiram e esclareceram que a corrida seria no dia seguinte, e a sua participação seria uma grande brincadeira. Ele correria alguns metros e, em um determinado local, sem ninguém perceber, os amigos o colocariam dentro de um ônibus e o deixariam lá na frente, quase chegando. Ele, então, voltaria à corrida, sem que ninguém soubesse. Seria uma gozação.
Ele gostou da idéia, só que durante a corrida percebeu que poderia continuar correndo e ganhou a corrida, sem entrar no ônibus.
Dizia então aquele homem: "Hoje, já ganhei muitas corridas internacionais de dez a 40 quilômetros. O meu trabalho é patrocinado per empresas internacionais. A minha casa tem dezenas de troféus ganhos em maratonas, como as de New York e Washington. Ganho minha vida correndo com pessoas de mais de 40 anos. Essa é a minha nova profissão.
Ele tinha o tempo todo esse potencial dentro de si, mas não sabia. Quantos de nós temos o potencial mas, acabamos não acreditando e fazendo a nossa vida mais difícil, menos próspera, e a de nossa empresa, dos companheiros de trabalho, da família, dos amigos?
Esta história nos lembra ainda aquela outra do estudante que, após dormir a aula inteira e ouvir a sirene de saída, copiou rapidamente 2 problemas que estavam no quadro-negro. Em casa, estudou até a exaustão porque precisava de nota em matemática, e pensando tratar-se de um dever de casa, acabou resolvendo um dos dois problemas, que eram considerados insolúveis pela matemática. E esta é uma história real. Ele não sabia do seu potencial. Ele não sabia que era impossível, foi lá e fez.
Quantos de nós nesta vida, ficamos perdendo tempo em coisas negativas e negadoras, achando que nada dá certo e não nos arriscando em nada. Nos dias atuais, quem quiser alcançar o melhor resultado, é bom se "mexer" desde já e acreditar, caso contrário, não chegará nunca. Pense Nisso! Sucesso!
irineokoch@yahoo.com.br


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal