Universidade católica portuguesa faculdade de ciências humanas curso de Licenciatura em Comunicação Social e Cultural



Baixar 17.58 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho17.58 Kb.

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA


FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS

Curso de Licenciatura em Comunicação Social e Cultural

UNIDADE CURRICULAR: História Contemporânea I 5,5 ECTS 2009/2010


DOCENTE RESPONSÁVEL: Ana Paula Lopes de Oliveira Andrade Rias 1.º Semestre

Paulo Fernando de Oliveira Fontes


CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS


1. ª PARTE: A Era do Império e o Colapso da Civilização Liberal
Tema I: A Europa e o Mundo (1890-1920)

O Mundo em 1900: europocentrismo, imperialismo e colonialismo. A “Belle Époque” e a crise do pensamento europeu. A “engrenagem política do apocalipse”: o fim da Europa de Bismarck, o novo sistema de alianças e o “detonador” balcânico. A Guerra de 1914-1918: exércitos, operações e perdas num conflito de massas. A nova ordem: os problemas da Paz de Versalhes e da “Sociedade das Nações”.

Tema II: Portugal – A crise da Monarquia e a Primeira República (1890-1926)

Portugal em 1900: economia, sociedade e mentalidades. A crise da monarquia constitucional: do ultimato ao franquismo. O republicanismo: cultura ideológica e prática governativa. A participação portuguesa na Primeira Guerra Mundial, o sidonismo e a “Monarquia do Norte”. A “Nova República Velha” e o colapso do liberalismo português.



2. ª PARTE: A Era das Ditaduras e a Substituição da Civilização Liberal

Tema I: A Europa e o Mundo (1917-1939) A revolução russa e a formação do comunismo soviético. Mussolini e o fascismo italiano. Hitler e o nazismo alemão. A questão anti-semita e o holocausto. A excepcionalidade americana: os “loucos anos 20”, a Grande Depressão e o “New Deal” de Roosevelt. As tensões e conflitos internacionais na década de 1930. A guerra civil de Espanha.

OBJECTIVOS DA UNIDADE CURRICULAR E COMPETÊNCIAS A ADQUIRIR


Objectivos:

(1) Localizar no tempo e no espaço os eventos e processos mais relevantes para a compreensão dos temas tratados.

(2) Estimular a reflexão crítica sobre os fenómenos históricos mais relevantes para a evolução das sociedades humanas.

(3) Tratar adequadamente a informação e saber utilizar as fontes.



Competências:

(1) Distinguir uma fonte histórica de um texto historiográfico, avaliando as consequências dessa diferença.

(2) Escrever numa linguagem correcta, revelando domínio da língua portuguesa. Simultaneamente dominar e aplicar o vocabulário e os conceitos imprescindíveis à compreensão da História Contemporânea de forma a redigir textos estruturados e lógicos.

(3) Comunicar oralmente de forma clara, fluente e concisa conseguindo transmitir uma mensagem perceptível a especialistas e a não especialistas.



BIBLIOGRAFIA PRINCIPAL

DROZ, Bernard; ROWLEY, Anthony, História do Século XX, 4 vols,. Lisboa, Publicações Dom Quixote, 1988-93.

HOBSBAWM, Eric, A Era do Império, 1875-1914, Lisboa, Presença, 1990.

HOBSBAWM, Eric, A Era dos Extremos. História Breve do Século XX, 1914-1991, Lisboa, Presença, 1996.

HOWARD, Michael, The First World War, Oxford University Press, 2002.

MILZA, Pierre, As Relações Internacionais de 1871 a 1914, Lisboa, Edições 70, 1999.

NOUSCHI, Marc, O Século XX, Lisboa, Instituto Piaget, 1996.

RÉMOND, René, Introdução à História do Nosso Tempo, Lisboa, Gradiva, 1994.



2 – Bibliografia portuguesa:

ALEXANDRE, Valentim, Origens do colonialismo português moderno, Lisboa, Sá da Costa, 1979.

MARQUES, A.H. de Oliveira, A Primeira República portuguesa – Alguns aspectos estruturais, Lisboa, Livros Horizonte, 1971.

PINTO, António Costa, O Salazarismo e o Fascismo Europeu. Problemas de interpretação nas ciências sociais, Lisboa, Editorial Estampa, 1992.

REIS, António (coord.), Portugal Contemporâneo, 3 Vols., Lisboa, Publicações Alfa / Selecções do Reader's Digest, 1996.

ROSAS, Fernando; BRITO, J.M. Brandão de (coord.), Dicionário de História do Estado Novo, 2 Vols., Lisboa, Bertrand, 1996.

TEIXEIRA, Nuno Severiano, O Poder e a Guerra, 1914-1918, Lisboa, Editorial Estampa, 1996.

_________, O ultimatum inglês: política externa e política interna no Portugal de 1890, Lisboa, Alfa, 1990.

VALENTE, Vasco Pulido, A «República Velha» (1910-1917), Lisboa, Gradiva, 1997.

_________, O poder e o povo: a Revolução de 1910, 3.ª ed., Lisboa, Círculo de Leitores, 1991.




METODOLOGIA DE ENSINO (AVALIAÇÃO INCLUÍDA)



Ensino: O programa de História Contemporânea I, sendo destinado a alunos do curso de CSC, pretende dar um panorama geral da evolução da Europa – e das zonas com ela relacionadas – no período compreendido entre o final do século XIX e o final da Segunda Guerra Mundial.

Quanto ao caso português, dá-se um relevo particular aos seguintes temas: a agonia da Monarquia Liberal, a I República, a participação de Portugal na Primeira Guerra Mundial e a crise e fracasso da República.

A metodologia assenta, em simultâneo, no método expositivo e participativo, uma vez que os temas serão tratados a partir dos documentos fornecidos previamente aos alunos. Em todas as aulas e em todas as circunstâncias, se procurará que os estudantes fortaleçam as suas competências de forma a concretizarem as etapas metodológicas específicas da história – aquisição de informação através da pesquisa, visando a compreensão, interpretação e análise reflexivo-crítica dos temas do programa.

Igualmente se aposta num método de trabalho que combina a investigação individual e em grupo; para esta última, os alunos preparam a apresentação de um tema, cujo projecto será discutido previamente com o docente, e do qual consta uma parte escrita – avaliada em conjunto – e uma parte oral – avaliada individualmente. A síntese escrita, obedecendo a um conjunto de critérios previamente definidos, é inserida no sítio da disciplina para que todos a conheçam e assim se possa gerar um debate mais alargado.


Avaliação:

A avaliação da cadeira assenta sobre 3 elementos: Participação oral valorizada em 10%. Trabalho de grupo sobre um tema a escolher, a partir de uma lista proposta pelo professor. Este trabalho será apresentado oralmente pelos elementos do grupo e representará 40% da nota final. Teste escrito sobre toda a matéria leccionada a realizar no final do semestre. Esta prova representará 50% da nota final.


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal