Universidade do estado da bahia – uneb autorizaçÃO: decreto nº92937/86, dou 18. 07. 86 – reconhecimento: portaria nº909/95, dou 01. 08. 95 Departamento de ciências humanas e tecnologias campus XXI – ipiaú



Baixar 32.22 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho32.22 Kb.

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB
AUTORIZAÇÃO: DECRETO Nº92937/86, DOU 18.07.86 – RECONHECIMENTO:


PORTARIA Nº909/95, DOU 01.08.95

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E TECNOLOGIAS

CAMPUS XXI – IPIAÚ


OS ‘QUADROS’



QUE CONTAM HISTÓRIA”

IPIAÚ –BA, AGOSTO

2006
ADEILZE QUINTO ROCHA

CLAÚDIA ARAÚJO

DOMINGOS CALIXTO DOS SANTOS

HERODI AQUINO SANTOS

MABEL SANTOS PEREIRA

MARIA LÚCIA O. ASSIS

MARIANA FERNANDES DOS SANTOS

OS ‘QUADROS’ QUE CONTAM HISTÓRIA”



IPIAU-BA, AGOSTO


2006

ADEILZE QUINTO ROCHA

CLAÚDIA ARAÚJO

DOMINGOS CALIXTO DOS SANTOS

HERODI AQUINO SANTOS

MABEL SANTOS PEREIRA

MARIA LÚCIA O. ASSIS

MARIANA FERNANDES DOS SANTOS

OS ‘QUADROS’ QUE CONTAM A HISTÓRIA”

Projeto elaborado para a disciplina LITERATURA INFANTO-JUVENIL, no VII Período do Curso de Letras, UNEB - Campus XXI, Ipiaú – Ba.


IPIAU-BA, AGOSTO


2006
IDENTIFICAÇÃO


ÁREA:

LINGUAGENS E LITERATURA


NOME DO PROJETO:

“OS ‘QUADROS’ QUE CONTAM HISTÓRIA”


DISCIPLINA:

LITERATURA INFANTO-JUVENIL


SÉRIE(S): 3ª e 4ª Ciclos do Ensino Fundamental

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES:
Considerar a Língua Portuguesa como fonte de legitimação de acordo a condutas sociais e como representação simbólica de experiência humanas manifestadas nas formas de sentir, pensar e agir na vida social. Tendo como objetivo, a produção textual, análise e interpretação da linguagem, sentidos e significados contidos nas histórias em quadrinhos.

OS ‘QUADROS’ QUE CONTAM HISTÓRIA”


Aquele que admira a arte é aquele que tem sentimento”.

Magno Inir
O gênero textual aqui em discussão constitui uma das variedades mais difundidas da narrativa. Ele combina imagem plana com o texto escrito e os elementos verbais e icônicos integram-se a partir de um código específico.

A história em quadrinhos caracteriza-se por sua economia narrativa, relato em poucas vinhetas, Constituindo-se uma vez uma vez que condensa uso de frases muito curtas, palavras ou construções que remetem a uma pluralidade de significados.

Portanto, o referido projeto de História em Quadrinhos, intitulado “Os ‘quadros’ que contam história”, nasceu da busca de uma postura pedagógica na área da Literatura Infanto-juvenil que propiciasse a descoberta do conhecimento, a criatividade e a expressividade da criança, de modo lúdico e prazeroso.

Este trabalho é direcionado a alunos do 3º e 4º ciclos do Ensino Fundamental, com o intuito de fazer com que esses alunos conheçam e construam textos narrativos a partir da confecção de história em quadrinhos.



OBJETIVO GERAL
Desenvolver a leitura e a escrita a partir de um olhar crítico e reflexivo, capaz de inter-relacionar aspectos de diferentes linguagens e, assim, ampliar suas competências de leitura e análise.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS


  • Reconhecer a estrutura narrativa da HQ: situação inicial, conflito e resolução.

  • Analisar a capa da revista em quadrinhos como elemento antecipada da leitura

  • Relacionar texto e imagem.

  • Identificar as convenções icônicas das HQ: balões, onomatopéias, imagens, cores, tipos de letras e etc.

Público – alvo:

Alunos de 5ª a 8ª séries.


Período

Uma unidade do ano letivo


ETAPAS:
1º momento

Apresentação do projeto

Reconhecimento da estrutura narrativa nas H. Q.
2º momento

Construção da estrutura narrativa em H.Q


3º momento

Organização do enredo da narrativa


4º momento

Ordenação das gravuras que irão ilustrar os textos produzidos.


5º momento

Exposição das revistas em quadrinhos produzidas


METODOLOGIA
Atividade 1

Leitura e análise das H.Q

Apresentação do projeto com uso de transparência
Atividade2

Pesquisar dos elementos que compõem a estrutura narrativa das H.Q


Atividade 3

Construção da história em quadrinhos


Atividade 4

Seleção de gravuras que irão ilustrar a H.Q


Atividade 5

Socialização oral e exposição das produções


RECURSOS

Revistas em quadrinhos, piloto, papel ofício, cola, tesoura, revistas para recorte, lápis de cor, hidrocor, papel madeira, cartolina, som, CD, transparências, retroprojetor.


AVALIAÇÃO

Os alunos serão avaliados durante todo o processo de desenvolvimento das atividades propostas no projeto, considerando os seguintes critérios:

Prevenção da seqüência narrativa

Coerência nos diálogos entre os personagens

Relação entre as atitudes dos protagonistas nos quadros iniciais das histórias e dialogo final.

Adequação entre as mudanças de parágrafos e a progressão do enredo

Descrição expressiva das reações dos personagens

Emprego da linguagem coloquial

Uso dos recursos estilísticos da linguagem

REFERENCIAS
ABROMOVICH, Fonny, Literatura Infantil gostosuras e bobices – São Paulo: Scipione Ltda. 1989.
CUNHA, Maia Antonieta Antunes, Literatura Infantil Teorias e pratica 18ª ed. São Paulo: Editora Atica, 2002.
CAVALCANTI, Eliane Pereira. Histórias em quadrinhos. IN: revista do Professor, ano XX, nº 80 p.p. 15 – 18. Porto Alegre out. a dez. 2004

FERREIRA, Mauro. Entre palavras. São Paulo: FTD, 2002


TAKAZAKI, Heliosa harue. Linguagens no século XXI. 6ª série 1ª edição São Paulo IBEP, 2002 (coleção vistoria).


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal