Universidade estadual de campinas



Baixar 145.87 Kb.
Encontro22.07.2016
Tamanho145.87 Kb.


UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS

FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO

IA 368F - Tecnologias da Infra-estrutura de Informação

em Ambientes Colaborativos de Ensino


Monografia:
Pós Graduação e Orientação à Distância na

PUC-Campinas: Tendências

Ivan Granja, RA 881092
Prof. Dr. Ivan Luiz Marques Ricarte

Prof. Dr. Léo Pini Magalhães
Campinas
- 1998 -

  1. Introdução

Às portas do terceiro milênio, o avanço tecnológico presenciado no dias atuais coloca os homens como testemunhas das grandes transformações que serão, certamente, vivenciadas pelas próximas gerações. Alguns destes grandes desafios do final do milênio são a Educação à distância, continuada e mediada por computador, uma vez que aperfeiçoamento profissional e aprendizado contínuo serão requisitos fundamentais da Sociedade do Conhecimento, que deverá ser, em breve, a substituta da ainda incipiente Sociedade da Informação.

Nesse contexto, a Educação à Distância mediada por computador (EDMC) vêm, ainda que aos poucos, tornando-se um dos principais agentes precursores das mudanças no modelo educacional vigente. Uma recente pesquisa [11], mostrou que, sob os atuais moldes em que vêm sendo aplicada a EDMC, os resultados mostram-se praticamente os mesmos tanto para o modelo tradicional de ensino, como para os modelos totalmente ou parcialmente à Distância. Esses dados são extremamente importantes para a comprovar que a chave para que haja uma efetiva mudança na educação do próximo milênio está na transformação e não na simples tradução do modelo hoje em vigor [12]. Em outras palavras, não basta apenas adaptar o que existe nos dias de hoje à incipiente tecnologia que dá suporte a EDMC. É necessário, acima de tudo, que haja uma verdadeira mudança do paradigma educacional para que o EDMC supere os modelos tradicionais de ensino.

1.1 Escopo, Objetivos e Metodologia do Trabalho

Como o próprio nome sugere, o objetivo deste trabalho é levantar e analisar as tendências sobre o projeto de Educação à Distância Mediada por Computador da Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Para que esse objetivo fosse alcançado fosse mais importante para a Universidade, não restringindo-se aos aspectos meramente técnicos sobre tendências, usou-se como estratégia o levantamento e uso de informações passadas, bem como de outras inciativas similares.

Para que projetos completamente diferentes fossem comparados e, conseqüentemente trouxessem à tona informações que fossem ao encontro do objetivo traçado, foram criados três quadros comparativos (frameworks), cujos critérios utilizados como comparação estão naturalmente relacionados.

A metodologias utilizada neste trabalho consistiu, portanto, do levantamento e análise das informações obtidas para posterior encaixe dessas informações no quadro comparativos. As análises comparativas dos frameworks forneceram os subsídios para as conclusões e sugestões apresentadas neste trabalho.


1.2 Organização do Trabalho

Definidos os objetivos, metodologias e escopo, este trabalho foi organizado da seguinte forma. A seção 2 apresenta a descrição de duas inciativas de educação à distância mediadas por computador conduzidas no exterior. A seção 3 apresenta outras duas iniciativas, porém de âmbito nacional. A seção 4 descreve, justifica e analisa os dados lançados nos quadros comparativos definidos neste trabalho. Finalmente, a seção 5 apresenta as conclusões sobre as comparações realizadas e, de forma mais importante, as sugestões para a continuidade do projeto de EDMC da Pontifícia Universidade Católica de Campinas.




  1. Iniciativas de Educação à Distância no Exterior


Seguindo a metodologia proposta para este trabalho, nesta seção serão apresentadas duas iniciativas bem sucedidas sobre educação à distância ministradas desenvolvidas no exterior. A primeira descreverá o projeto Innovations in Distance Education (IDE), desenvolvidas pelas universidades americanas Penn State, Cheyney e Lincoln. A segunda descreverá o projeto denominado Sistema de Educacion Interactiva, desenvolvida pelo Instituto Politécnico Nacional do México.

2.1 Innovations in Distance Education - IDE

O projeto IDE [1,2] foi elaborado através de iniciativa da Penn State University, e tornou-se realidade através de financiamento da fundação AT&T. O projeto foi desenvolvido durante um período de 2 anos, com algumas metas muito bem delimitadas:



  1. Estabelecer Princípios e Prática para Educação à Distância com qualidade.

  2. Identificar e Promover Políticas de Incentivo à Educação à Distância.

  3. Tornar-se agente disseminador da cultura da Educação à Distância.



Para que essas metas fossem cumpridas, coube a outras duas importantes Universidades americanas a implementação conjunta do projeto com a Penn State:


  1. Cheyney University.

  2. Lincoln University

Os resultados gerais que serão apresentados a seguir podem ser obtidos no relatório final [1], disponível através da WWW.



Mesmo em comunidades universitárias envolvidas com pesquisa e desenvolvimento, o assunto Educação à Distância deve ser abordado com muito cuidado, devido às resistência naturais sobre o assunto. Pensando nisso, as entidades envolvidas no projeto IDE acertaram algumas premissas importantes:
  1. Explorar novos modelos de ensino e aspectos pedagógicos.

  2. Trabalhar em um projeto inovador sobre educação.

  3. Manter Grupos de pesquisa envolvidos com Educação à Distância e continuada.

  4. Refletir acerca das experiências dos grupos experimentais com objetivo de identificar práticas e princípios sobre a Educação à Distância com Qualidade.


Finalmente, após definidos os objetivos, parceiros e premissas, o projeto foi dividido em duas etapas importantes. A primeira, denominada Faculty Initiaitve, cujo objetivo foi incentivar, apoiar e implementar projetos de iniciativa individual e voluntária dos professores das universidades envolvidas. Adicionalmente, foram promovidas reuniões mensais entre os grupos de suporte de cada projeto, com objetivo de discutir, definir e estabelecer guidelines e práticas baseadas nessas experiências. A seguir, estão listadas algumas dessas iniciativas:

  1. Interactive WWW in the Physics Classroom” by Mazharul Huq, Associate Professor of Physics, Lincoln University;

  2. Structuring the WWW Site of Support Instruction” by Joan Thomson, Associate Professor of Rural Sociology, Penn State;

  3. Extending Library Resources to Distant Learners” by Carol Wright, Associate Librarian, and Elizabeth Walker, Information Technology Associate, University Libraries, Penn State;

  4. Developing Highly Interactive Asynchronous Web-based Courses to Serve Thousands of Distant Students” by Kyle Peck, Associate Professor of Education, and David Passmore, Professor of Education, Penn State;

  5. Electronic Alternatives to the Large Lecture Class: New Designs and Partnerships with Business and Industry” by William Kelly, Associate Professor of Theatre and Integrative Arts, Penn State.

  6. Nutrition Instruction Via the World Wide Web” by Mary Frances Picciano, Professor of Nutrition, Penn State;

  7. Multi-Dimensional Delivery of Distance Education to Practicing Professionals” by Craig Bernecker, Associate Professor of Architectural Engineering, Penn State;

  8. Innovations in Distance Education in Business Administration” by Philip Cochran, Associate Professor of Business Administration, Penn State.

Como pode ser observado, as adesões iniciais ao projeto partiram de todos os parceiros acadêmicos envolvidos, com participação de diferentes as áreas do conhecimento. Os resultados obtidos através dessas iniciativas (listadas na figura 1) viabilizaram a definição dos princípios e guidelines sobre educação à Distância. Maiores detalhes sobre esse material pode ser obtido através da WWW [2].

As reuniões para definição dos princípios e Guidelines foram criadas para incentivar a discussão entre os professores e instrutores, administradores do projeto, pessoal de suporte dentre outros, acerca das estratégias e ações efetivas sobre Educação à Distância nas universidades envolvidas. Esse processo deu-se através de várias etapas [2], dentre as quais destacamos:



  1. Divisão dos Princípios e Guidelines em categorias (figura 1).

  2. Estabelecimento dos grupos de Apoio e Ensino do Projeto IDE.

  3. Disponibilização de um sistema de conferencia e colaboração assíncrona.

  4. Reuniões e Discussões mensais.

  5. Confecção Revisão sistemáticas dos Relatórios Preliminares produzidos pelos grupos de trabalho.



Figura 1: Categorias sobre Princípios e Guidelines sobre Educação à Distância.

Cada categoria descrita na figura 1 foi explorada através da definição de Princípios e Práticas representativas. Os resultados desse esforço [2], foram fundamentais para a continuidade do projeto IDE, cuja segunda etapa, denominada Institutional Policy Initiative, teve como eixo central a Consolidação e Disseminação das Experiências.

Para que a efetiva consolidação do projeto IDE fosse alcançada, foi necessária a definição de políticas Institucionais, com objetivo de envolver grande parte da comunidade universitária, de forma a minimizar as resistências internas a adoção de Educação à Distância. Para atingir esse propósito, durante os dois anos foram organizados simpósios, conferências e workshops internos nas três universidades envolvidas. O Relatório final dessa segunda etapa definiu os princípios listados a seguir, que estabelecem os objetivos ou “condições futuras” para que uma cultura de educação à distância seja realmente atingida:



  1. Educação à distância deverá prover oportunidade sem precedentes para que a comunidade possa ter acesso ao conhecimento intelectual produzido pelas universidades, democratizando a educação de forma nunca antes concebida.

  2. Educação à Distancia deve ser usada como uma ferramenta estratégica para dar suporte a missões Institucionais e Individuais.

  3. As unidades acadêmicas deverão fazer uso da Educação à Distância para atingir seus objetivos e metas institucionais.

  4. Educação à Distância deverá prover oportunidades para professores, instrutores, administradores de projetos e estudantes para melhorar a qualidade das experiências educacionais.

  5. Caberá aos órgãos governamentais prover os investimentos em estrutura que disponibilizem a todos os membros das comunidades acadêmicas acesso à comunicação e Tecnologias Educacionais.

  6. Professores e Instrutores deverão ser treinados e educados para projetar e disponibilizar Educação à Distância e os estudantes orientados sobre as formas de utilizar a tecnologias institucional disponível para esse fim.

  7. Os mecanismos de instrução e ensino utilizados pelas instituições deverão ser reestruturados visando facilitar o uso dos ambientes de ensino e aprendizagem a qualquer tempo e lugar.

  8. A tecnologia de suporte Educação à Distância deverá estar completamente integrada à infra-estrutura institucional.

Além da definição das linhas mestras descritas anteriormente, o projeto IDE, ainda em sua segunda etapa, propiciou mecanismos de disseminação de tudo o que foi discutido nos referidos simpósios e conferências, através do uso da Internet, publicações e apresentações realizadas tanto no âmbito interno como externo às três universidades envolvidas.

Quanto aos aspectos técnicos utilizados para viabilizar as experiências de Educação à Distância realizadas pelo projeto IDE, destacam-se o uso das seguintes ferramentas/técnicas:



  1. Suporte e Planejamento para Teleconferências

  2. Grupos de Discussão Eletrônicos e Virtuais

  3. Programação/Ferramentas Utilizadas nos Ambientes Educacionais

  • HTML

  • Java/CGI

  • Chat

  • Email/ FTP e Telnet

Finalmente, o projeto IDE aponta a necessidade de um fluxo contínuo de investimentos que possas tornar tudo o que foi discutido uma feliz realidade. Dentre esse pontos, destacam-se os investimentos financeiros realizados pela Penn State, cuja soma atinge a casa dos US$ 1.3 milhões.

2.2 Sistema de Educacion Interactiva –IPN México

A rede de teleconferência interativa do Instituto Politécnico Nacional do México (IPN), foi criada com os seguintes objetivos [3]:



  1. Prover informações acadêmicas a todos os Campi do IPN usando modernas tecnologias de audio, vídeo e compressão de dados.

  2. Interligar a rede de salas de videoconferência da IPN através de Fibras Óticas (inicialmente) e satélites (segunda fase).

Em seu estágio inicial, o projeto interligava quatro salas de videoconferência, através do uso de tecnologia de fibra ótica, todas localizadas na Cidade do México. O projeto tem como meta interligar todos os Campi da IPN no México, e cobrir, adicionalmente, o norte da América Central e o Sul dos Estados Unidos da América, quando utilizará tecnologias de transmissão via satélite.

O objetivo central da educação à Distância neste projeto reside no uso das modernas tecnologias de transmissão, compressão e recepção de audio e vídeo para transmitir uma programação variada (Conferências, Programas Culturais e de Interesse Social, Programação Científica e Educativa) tornando-a disponível para todos os interessados, através do uso de salas de videconferência remotas. A Tabela I, mostra a programação [3] da semana de 28 a 03 de julho de 1998.

Para a implementação da Rede Interativa de Videoconferência, existem nos dias atuais seis salas na cidade do México e outras cinco no resto do país. Cada um desses sites está interligado através de links de fibra ótica, utilizando uma Mult Point Control Unit (MCU), localizada na Cidade do México, onde equipamento CLI (Compression Laboratories Incorporated), denominado Radiance responsabiliza-se pelas tarefas de compressão e descompressão dos dados. Os equipamento de videoconferência utilizados (Rembrant II/VP) permitem alta qualidade e fidelidade de imagem e som, permitindo taxas de transmissão que varia entre 56 Kbps até 2 Mbits por segundo. Esse sistema permite que até 14 teleconferências simultâneas. As figuras 2 e 3 mostras. Respectivamente, a arquitetura de cada sala de videoconferência e a configuração atual da Rede.

F
igura 2: Arquitetura das Salas de Videoconferência



F
igura 3: Configuração Atual da Rede de Videoconferência Interativa - IPN

Tabela I – Programação Semanal – Rede de Videoconferência Interativa - IPN


PROGRAMACIÓN

Semana del 29 de Junio al 03 de Julio de 1998.

HORA

LUNES

MARTES

MIERCOLES

JUEVES

VIERNES

9:00

Conferencia: "Fortran 90" y Conferencia: "Diseño asistido por computadora"

Conferencia: "Telefonía"

Conferencia: "Software educativo" y Conferencia: "Planteamineto del edificio de las bibliotecas"

Mesa Redonda: "Super Cómputo"

Conferencia: "Sistema móvil satelital" y Conferencia: "M Bone sobre INTERNET"

9:30

10:00

10:30

11:00

Cazadores de microbios "Una horrible muerte" Parte II

Fórmula politécnica

*Conferencia: "IPN: una estrategia tecnológica para el desarrollo educativo"

*Conferencia: "El contexto mundial de la globalización en el desarrollo tecnológico de México"

Fórmula politécnica

11:30

Secretos de la ciencia "Espectáculo en el cielo"

Secretos de la ciencia "Fuerzas del movimiento de la tierra"

Secretos de la ciencia "El mundo debajo de las olas"

12:00

Conferencia: "Network computer"

*Conferencia: "México 2000"

*Conferencia: "Los aportes tecnológicos en la prestación del servicio público"

A la Cachi Cachi Porra, Programa de concursos entre CECyT'S

Conferencia: "Nuevos productos de la industria alimenticia"

12:30

13:00

La historia de las medicinas "Plantas y hombres: la aspirina"

Una ventana al conocimiento "Telescopio espacial Hubble IV"

Secretos de la ciencia "Fuente de energía de los fósiles"

13:30

Francia Hoy "Cápsulas"

Fórmula politécnica

Francia Hoy "Cápsulas"

Tecnologías para el desarrollo "Administración y efecto pigmaleón"

Francia Hoy "Cápsulas"

14:00

Graduados del IPN "Tecnologías para el amaranto"

Conciencias "Crecimiento urbano"

Graduados del IPN "Tecnologías para el amaranto"

Conciencias "Arquitectura de las computadoras"

14:30

La música en el tiempo "Senchs Branderburgische Konzerte"

INTER@100XIA Reportajes científicos

Tecnologías para el desarrollo "La computación como instrumento del serctor productivo"

Tecnologías para el desarrollo "Ingenieri´a textil"

Fórmula politécnica

15:00

Los Politécnicos "Albert Einstein" Parte I

Los Politécnicos "Albert Einstein" Parte II

Los Politécnicos "Antonio Rodríguez" Semblanza

Los Politécnicos "Politécnicos: Constructores de México"

La programación transmitida en vivo esta señalada con un *


Todo lo relacionado con la programación, comunicarse al Teléfono: 729-60-00 extensión: 51458 con Eduardo Bernal Cigarroa ebernalc@ipn9021.ipn.mx



  1. Iniciativas de Educação à Distância no Brasil

Ainda que tardiamente, as inciativas de Educação à Distância mediada por computador vêm se firmando e ganhando importância no contexto da Educação de um país com dimensões continentais como o Brasil [8]. Vários projetos poderiam ser destacados aqui (e.g., Mestrado e Doutorado à Distância UFSC, Projeto Luar – UFRGS, Projeto Engenheiro do Futuro). Para o escopo deste trabalho, foram escolhidas as inciativas do Projeto EDUCADI/Cnpq, em especial o projeto TecLec da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e o projeto UNIVIR das Faculdades Cariocas.

3.1 Projeto EDUCADI/CNPq

O projeto piloto EDUCADI esta ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia através do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). Seu principal objetivo é trazer melhoria da Educação Pública através da aplicação de recursos tecnológicos avançados de informática e redes de computadores. Adicionalmente, o projeto visa também incentivar a prática do Ensino à Distância no Brasil, servindo ainda como projeto piloto para desenvolvimento de instrumento para melhora e desenvolvimento de novos modelos de Educação adequados às características regionais do país. O projeto conta com núcleos de alunos de escolas públicas nos estados do Ceará, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e em Brasília. Nessa seção está descrita a iniciativa das Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, através do projeto TecLec.

O projeto TecLec [4] teve como embrião o Laboratório de Estudos Cognitivos (LEC). Através do LEC, a UFRGS ofereceu, em 1994, um curso de pós-graduação à distância (em nível de especialização com carga horária de 360 hs e produção de monografias finais), um curso de formação de professores da Costa Rica. Esta inciativa pioneira qualificou professores que jamais estiveram no Brasil. Dentre as motivações levantadas como base teórica para o projeto, destacam-se o uso da telemática como a parte mais importante para a emergência de uma cultura de formação continuada [5], o uso da tecnologia para preparar o professores para viver a experiência de mudanças que ele propiciará aos seus alunos, além de oferecer possibilidades para um efetivo trabalho colaborativo, suportado pela tecnologia mas com bases em um novo paradigma, onde privilegiam-se os conceitos que todo aluno é um sujeito ativo no processo de aprendizagem e que todo professor deve ser um pesquisador. Da criação de ambientes como esse, destacam-se alguns pontos importantes[6].


  1. Incremento da Reflexão e dos Processos dos professores quanto às práticas pedagógicas

  2. Incentivo à Postura Crítica

  3. Necessidade de que um professor sempre tenha mais conhecimento

  4. Tematização do cotidiano como forma de superação dos problemas

Com essa fundamentação os objetivos dos cursos oferecidos através do projeto TecLec foram bem delimitados:

  1. Formar professores capazes de usar as novas tecnologias da Informação e Comunicação em ambientes de aprendizagem.

  2. Criar comunidades virtuais de professores.

  3. Utilizar a metodologia ativa de aprendizagem (interação entre os pares e o recursos dos repositórios - courseware)

Estruturalmente, os cursos foram apoiados em três pilares de sustentação. O primeiro é composto de cinco módulo que apresentam textos e reflexões referentes às atividades de Ensino à Distância, elaboração e desenvolvimento de projetos educacionais fazendo uso de novas tecnologias. Esse módulos são:



  1. Conversando sobre novas Tecnolgias na Educação

  2. Análise Reflexiva dos Ambientes de Aprendizagem Informatizados

  3. Utilizando Novas Tecnologias para construir Portfólios de Registro de Estudo

  4. Construindo Projetos

  5. Implementando e Sustentando as inovações nos ambientes de Aprendizagem




Módulos Projetos



Menus de Apoio

O segundo pilar é composto de um espaço destinado à publicação e discussão de projetos realizados pelo professores durante o curso à distância, com objetivo de dar suporte à realização de projetos compartilhados que propiciem experiências verdadeiras sobre a construção do conhecimento. O terceiro trata de um menu de apoio (usando a WWW) para dar suporte às atividades propostas durante o curso (cadastros, preferências, disponiblização de material, etc..). A figura 4 mostra a relação entre os três pilares de sustentação dos cursos do projeto TecLec.

Figura 4: Modelo Estrutural dos Cursos – Projeto TecLec

Quanto às tecnologias aplicadas na execução do projeto TecLec, deve-se destacar que toda a disponibilização de material é feita através de páginas na WWW. Existe verificação de acesso através de senhas que são cadastradas em um processo anterior, quando o interessado preenche seu perfil. Dentre as ferramenta utilizadas para que o estudante possa participar dos cursos, destacam-se:


  1. HTML

  2. Chat

  3. Email

  4. FTP e Telnet

3.2 Projeto UNIVIR – Faculdade Carioca

O projeto UNIVIR [7] surgiu como resposta ao desafio de educar pessoas através de novos paradigmas, utilizando tecnologias de comunicação através de redes de computadores para viabilizar a manipulação de uma grande quantidade de informações disponíveis nos dias de hoje e trabalho colaborativo.


O embrião do projeto UNIVIR surgiu em 1996, quando a disciplina de Introdução à Análise de Sistemas foi virtualizada, sendo dividida em onze módulos. Dentre todos os candidatos inscritos para esse projeto piloto, seis alunos de perfis e formações profissionais diferenciadas forma selecionados e, em seguida, divididos em dois grupos de três alunos. Todas as avaliações forma realizadas de forma cooperativa pelos grupos de alunos. Esse projeto piloto serviu para definir os dois principais objetivos do projeto UNIVIR:

  1. Oferecer qualificação para estudantes que não dispõe de horário rígidos.

  2. Desafios inerentes à Educação à Distância

A estrutura técnica oferecida pelo projeto UNIVIR aos alunos esta baseada em algumas tecnologias e ferramentas descritas a seguir. A figura 5 mostra a relação entre elas no ambiente de educação à distância UNIVIR.



  1. Hiperdocumentos: Todo o material básico dos cursos são colocados à disposição dos alunos através de hiperdocumentos

  2. Grupos de Trabalho: Instrumento que visa viabilizar e incentivar o uso de ambientes eletrônicos de discussão e desenvolvimento de projetos e trabalhos entre grupos virtuais.

  3. Email: O correio eletrônico tem como objetivo viabilizar a comunicação entre os participantes, viabilizando trica de informações, material, etc..

  4. FAQ: O ambiente FAQ (Frequently Asked Questions), permite o uso de uma base de dados contendo as dúvidas mais comuns já respondidas, incentivando o aluno a procurar esses tipo de recursos para solucionar dúvidas que pareçam mais simples ou comuns.

  5. Acesso à Internet: Viabiliza a utilização de material disponível através da WWW, com objetivo de dar suporte ao enriquecimento e pesquisa de material para os alunos envolvidos no projeto.

Figura 5: Ambiente UNIVIR - Faculdade Carioca


Quanto às ferramentas e técnicas utilizadas na implementação do projeto UNIVIR, destacam-se:

a) Portabilidade para Ambientes Windows e Unix

b) Lotus Notes 4.0 ( para os Hiperdocumentos e Navegação)

c) Acesso à Internet

d) Email


  1. Frameworks” para Comparar Iniciativas de Educação à Distância

Comparar ações de natureza completamente distintas requer, naturalmente, que critérios comuns sejam estabelecidos. Mais que isso, exige-se também que as informações levantadas sejam corretamente analisadas, para que também possam ser corretamente encaixadas nos critérios adequados. De acordo com os objetivos deste trabalho, foram definidos três grande grupos de critérios (frameworjs) para comparar as informações das quatro inciativas descritas nas últimas duas seções com as informações sobre o projeto da PUC-Campinas,. As diretrizes e informações genéricas sobre o projeto podem ser obtidas nos trabalhos escritos por Prates e Loyolla [8] e Picarelli [10] e foram melhor detalhadas, descritas e analisas no trabalho desenvolvido por Orosz [9], motivos pelos quais não estão descritas neste trabalho.

4.1 Framework nº1 - Modelo de Ensino/Aprendizagem

Conforme já discutido na seção 1, é importante discutir a tecnologia que dá suporte a EDMC, mas talvez seja mais importante discutir as implicações nos modelos utilizados na transformação dos aspectos pedagógicos dos Modelos de ensino e aprendizagem. Para este primeiro quadro comparativo foram estabelecidos os seguinte critérios:



  1. Experiência com Educação à Distância: Educação à distância é uma iniciativa que conta com mais de 100 anos de existência [8]. Assim sendo parece bastante oportuna a apreciação desse critério, pois os que possuem mais experiência podem contribuir melhor nos novos modelos de Ensino e Aprendizagem baseados em EDMC.

  2. Modelos de Apresentação das Aula: Tanto o conteúdo como a forma com que as aulas são apresentadas aos alunos são fatores decisivos na qualidade do modelo de Ensino/Aprendizagem. Neste item técnicas que incentivam a interação entre instrutor e professor são apreciadas e consideradas, em especial o uso de Hipermída (adaptativa ou não), Educação Assistida por Computador e Tutores Inteligentes.

  3. CSCW/CSCL: Os termos CSCW e CSCL [13] (Computer Support Cooperative Work e Computer Support Cooperative Learning, respectivamente) forma cunhados tendo com principal interesse o estudo de como a tecnologia pode auxiliar as pessoas trabalharem e aprenderem através de trabalho em grupo (ou cooperativo). Sua utilização, nesse contexto, é fundamental para que se possa analisar o grau de envolvimento exigido pelos modelos de Ensino/Aprendizagem estudados com respeito a esse tipo de trabalho em grupos (principalmente se forem remotos). A utilização desse novo conceito é, sem dúvida nenhuma, um critério importante na composição desse framework.

  4. Ontologia de Tarefas (Task Ontology - IEEE P1484.2). Ontologia de tarefas é um assunto que vem ganhando importância na discussão do grupo 2 de padronização IEEE P1484 [14]. Esse assunto também está sendo trabalhado no âmbito de EDMC [15], e sua importância no contexto é justificada devido à sua característica formal e multidisciplinar (também importante quando o assunto é CSCW). Tais características justificam sua escolha como um critério diferenciado para esse framework.

A tabela II, descrita a seguir, mostra as comparações realizadas para esse primeiro quadro comparativo.

Tabela II – Framework nº 1 - Modelo de Ensino/Aprendizagem


Projeto

Critério

IDE

IPM

TecLec

Univir

Puc

Campinas

Experiência:
















Projeto Piloto











Outras (Anteriores)













Apres. Aulas:
















Hipermídia













Hipermídia Adap.
















Ed. Assist.














Tutores Inteligentes















CSCW/CSCL:













Ontologias:
















Sobre este primeiro quadro, algumas observações importantes podem ser levantadas (serão melhor analisadas nas conclusões finais).

  1. Falta de inciativa para o uso de Hipermídia Adaptativa e Ontologias.

  2. Não referência explícita ao uso de CSCW ou CSCL no projeto da PUC-Campinas.

4.2 Framework nº 2 - Tecnologias de Implementação de EDMC

O segundo quadro comparativo foi definido para que um paralelo entre os aspectos técnicos relevantes que foram utilizados na implementação dos cinco projetos fosse traçado. Para isso, os critérios adotados são os seguintes:



  1. Ferramentas: Descreve as ferramentas utilizadas na implementação dos referidos projetos (HTML, Java, CGI, WebCT, Video Conferência, Lotus Notes e Corba).

  2. Comunicação: Analisa as forma de comunicação entre professores e alunos providas pelas diferentes iniciativas de EDMC analisadas (Assíncrona, através de TCP/IP e/ou dedicada).

  3. Outros Recursos: Esse último critério avalia o uso das ferramentas complementares de cada um dos projetos discutidos (Chat, WhiteBoard, Email, Teleconferência, ftp e FAQ).

Tabela III - Framework nº 2 - Tecnologias de Implementação de EDMC

Projeto

Critério

IDE

IPM

TecLec

Univir

Puc

Campinas

Ferramentas:
















HTML













Java














CGI














WebCT















Video Conf.













Lotus Notes 4.0















Corba
















Comunicação:
















Assíncrona














TCP/IP











Dedicada













Outros Recursos:
















Chat













WhiteBoard














Teleconfer.













Email












ftp












FAQ













Mais uma vez alguma conclusões prévias podem ser levantadas:



  1. Demanda crescente do uso de Teleconferência.

  2. Certo “consenso geral“ sobre o uso das ferramentas hoje disponíveis.

  3. Não utilização de Corba e objetos distribuídos.

4.3 Framework nº 3 - Adequação às Propostas Padronização IEEE P1484.1 -Architecture and Reference Model Working Group

Iniciativas que procuram definir padrões sempre são importantes, em especial nos dias de hoje em que as tecnologias baseadas em objetos distribuídos parecem ser uma tendência irreversível. Assim, esse último framework analisa as adequação das inciativas de educação à distância apresentadas com relação às propostas de Padronização IEEE P1484 [14]. Foram levantados dois critérios para este último quadro comparativos (listados a seguir), sintetizados na Tabela IV.



  1. Adequação à Metodologia P1484.1, que analisará as diretrizes de projeto utilizadas e se essas foram ou não adequadas à metodologia proposta.

  2. Adequação à arquitetura P1484.1, que analisará se a estruturação da arquitetura dos projetos está, pelo menos em parte, de acordo com o modelo de camadas descrito pelo padrão P1484. A figura 6 mostra esse modelo de arquitetura em camadas.



Figura 6: Modelo de Arquitetura em camadas: Padrão IEEE P1484

Tabela IV - Framework nº 3 - Adequação às Propostas Padronização IEEE P1484.1 -Architecture and Reference Model Working Group.


Projeto

Critério

IDE

IPM

TecLec

Univir

Puc

Campinas

Metodologia
















Arquitetura
















Os resultado apontados pela Tabela IV podem causar uma certa estranheza inicial (afinal nada está marcado na referida tabela). Porém, é compreensível que os projetos de EDMC estejam seguindo metodologias próprias, pois não existe um padrão formalmente estabelecido ou adotado de facto. Além disso, as primeiras iniciativas (e.g., Penn State) também tem como objetivo desenvolver um padrão de EDMC que, após desenvolvido, testado e aprovado, possa ser negociado com outras instituições interessadas em projetos similares.

  1. Conclusões e Sugestões

Educação à Distância Mediada por Computador é, sem dúvida nenhuma, uma tendência irreversível, em especial após a grande explosão do uso da Internet viabilizada pela WWW. Apesar deste caminho estar sendo muito explorado, é necessário que os pesquisadores e desenvolvedores tenham sempre em mente que a Internet não será necessariamente o único caminho para bons projetos de EDMC. Este trabalho mostrou que boas iniciativas como da Faculdade Carioca e do Instituto Politécnico Mexicano podem atingir seus objetivos, usar computador como mediador ou, no mínimo, monitor do processo, sem usar a WEB.

Quando o uso da WEB fizer-se necessário através do uso de uma máquina computadora com poder de comunicação e, consequentemente, de prover interação entre as pessoas, é necessário ter em mente que não a simples tradução do modelos de comunicação e educação hoje dominantes não é suficiente para que a Educação à Distância torne-se mais eficiente que o modelo tradicional. É necessário que novos modelos de ensino e aprendizagem mais flexíveis e abrangente sejam desenvolvidos, e que a tecnologia possa adequar-se naturalmente a esses modelos. Isso torna-se mais importante ainda na medida em que as tecnologias estão em constante evolução, em especial quando se fala de computadores e Internet, fato que reforça a premissa que modelos educacionais devam ser flexíveis e independentes de tecnologia específica.

Finalmente, nota-se também através das conclusões obtidas através das informações levantadas nos frameworks, que o uso de propostas mais inovadoras como arquitetura e metodologia padrão e ontologia de tarefas, ainda não ganharam força suficiente (devido ao estágio inicial dessas iniciativas).

Para o projeto de Educação à Distância Mediada por computador da Pontifícia Universidade Católica de Campinas, algumas sugestões para ajustes e continuidade do projeto são descritas a seguir.

Inicialmente, faz-se necessário analisar os dados preliminares hoje existentes sobre o projeto piloto conduzido no Instituto de Informática para que esse torne-se apenas uma marca inicial da cultura de EDMC da Universidade. Essa mudança de paradigma poderá ser atingida se forem estabelecidas as seguintes etapas no projeto da PUC-Campinas.


  1. Aprendizagem: Aprender, consolidar e melhorar a iniciativa pioneira conduzida através do Mestrado em Informática, determinado com maior clareza os Fatores Críticos para o Sucesso dessa iniciativa.

  2. Contágio: Divulgar, debater e discutir os objetivos e resultados obtidos no projeto piloto com toda a Comunidade Universitária, com objetivo de criar um ambiente favorável à implantação de uma mudança cultural e de métodos de trabalho de tanto impacto.

  3. Disseminação: Implantar e orientar projetos baseados em EMDC em toda a Universidade, inicialmente em nível de pós-graduação e extensão e em seguida na graduação. O Núcleo de Educação da Universidade deverá, nesta etapa, ser o grande agente dissemindor dessas iniciativas, devido à sua natureza e organização plural e multidisciplinar.

  4. Integração: Essa etapa deverá integrar todos projetos desenvolvidos, criando um modelo institucional de Educação à Distância da PUC-Campinas, que deverá ser apresentado e discutindo em fóruns internos e externos à Universidade.

  5. Consolidação e Gerência: Consolidar e estratificar a cultura de EDMC na universidade e a partir de então gerenciar, administrar e ajustar esse novo paradigma educacional e cultural da Universidade.

Para que as cinco etapas acima seja cumpridas, alguns pontos importantes que permearão todo o projeto devem ser considerados:



  1. Incentivar e Consolidar o uso de Tecnologia em toda a Universidade.

  2. Incentivar o uso de CSCW e CSCL em uma universidade plural como a PUC-Campinas e que, por sua natureza geograficamente dispersa, vai necessitar do uso de trabalho e aprendizagem cooperativos.

  3. Incentivar a criação de grupos de pesquisa e desenvolvimento que trabalhem atualizados frente à tecnologia de implementação de EDMC, estejam atentos às mudanças na Infra-estrutura global de comunicação e estejam atento e participantes aos esforços de padronização para EDMC.



  1. Referências Bibliográficas

[1] __________,____, Innovations in Distance Education - Final Report. Disponível através do endereço http://www.cde.psu.edu/de/ide/FinalReport/finalreport.html

[2] __________,____, Innovations in Distance Education – Main Page. Disponível através do endereço http://www.outreach.psu.edu/de/ide/

[3] __________,____, Red Interactiva de VideoConferencia del Instituto Politécnico Nacional. Disponível através do endereço http://video.comserv.ipn.mx

[4] Costa, Iris E. T., Léa C. Fagundes e Rosane A. de Nevado, “Projeto TecLec – Educação À Distância e Formação Continuada de Professores em Sistemas de Comunidades de Aprendizagem”, in VIII Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, pp. 755-773, 1997.

[5] Davis N., “Superhighways for Teacher and Teachers for Superhighways”, in Proceedings of Educational Telecommunications/96, Association for the Advancement of Computing in Education, pp. 80-85, Boston 1996.

[6] Macedo, L., “Ensaios Construtivistas”. Caso do Psicólogo, São Pulo, 1994.

[7] Ritto, A.C.A e Welton R.S. Sousa, “Projeto UNIVIR – Uma Experiência na Faculdade Carioca”, in VIII Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, pp. 735-753, 1997.

[8] Loyolla, W. P. C., Prates M., "Pós-Graduação Baseada em EDMC - Diretrizes de Projeto", in VIII Simpósio Brasileiro da Informática na Educação, pp.717-734, SP,1997.

[9] Orosz, J.C., “Pós Graduação: Orientação à Distância no Mestrado em Informática da PUC-Campinas”, Monografia da disciplina IA368F, Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação, Unicamp, 1998.

[10] Picarelli, J.E ,“Visão Geral Pós-Graduação: Orientação à Distância”, Monografia da disciplina IA368F, Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação, Unicamp, 1998.


[11] Boulet, M.M., et al., Distance Education: Integrating Technology Into Computer Science Education,Frontiers on Education Conference.Disponível através do endereço www.engenp.pitt.edu/~fie97/
[12] Petre M., et al., Innovations in large-scale suported distance teaching Transformations for Internet, not just translation, Frontiers on Education Conference. Disponível através do endereço www.engenp.pitt.edu/~fie97/

[13] Grudin, J., CSCW: History and Focus, IEEE Computer, 27(5), pp.19-26, 1994.

[14] __________,____. Learning Technology Standards Committee (LTSC)(P1484) Developing Technical Standards for Learning Technology. Disponível através do endereço http://www.manta.ieee.org/p1484/

[15] Mizoguchi R., et. al, "Task Ontology Design for Intelligent Educationa/Training Systems", IN Workshop on Architetures and Methods for Designing Cost-Effective and Reusable ITSs, Montreal, 1996. Disponível através do endereço http://advlearn.ldrc.pitt.edu/its-arch/papaers/mizoguchi.html






Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal