Universidade estadual do sudoeste da bahia uesb



Baixar 13.13 Kb.
Encontro01.08.2016
Tamanho13.13 Kb.
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA – UESB

DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA

CONCURSO PÚBLICO: ÁREA DE HISTÓRIA MODERNA

EDITAL Nº 062/2003

TEMAS PARA CONCURSO PÚBLICO


  1. Transição do feudalismo ao capitalismo e acumulação primitiva de capital




  1. Estados Nacionais, absolutismo e mercantilismo




  1. Humanismo e Renascimento




  1. Reformas: Protestante e Católica (séculos XIV ao XVI)




  1. Expansão marítima, comercial e colonial européia




  1. Processo revolucionário na Inglaterra no século XVII




  1. Liberalismo, Iluminismo e Despotismo Ilustrado




  1. Revolução Industrial e formação da classe operaria inglesa




  1. Revolução Francesa: História e Historiografia




  1. Cultura popular na transição do feudalismo ao capitalismo

BIBLIOGRAFIA

ANDERSON, Perry. Linhagens do Estado Absolutista. São Paulo. Brasiliense, 1986.

ARIÉS, Philippe e CHARTIER, R. (org.). História da Vida Privada - 3 (da Renascença ao Século das Luzes). São Paulo. Cia das Letras, 1991.

BAKHTIN, Mikhail. A cultura popular na Idade Média e no Renascimento – O contexto de François Rabelais. São Paulo: Hucitec, Brasília: Edunb, 1996.

BURCKHARDT, Jacob. A cultura do Renascimento na Itália: um ensaio. São Paulo: Cia. das Letras, 1991.

BURKE, Peter. Cultura Popular na Idade Moderna. São Paulo. Cia das Letras, 1989.

CHAUNU, Pierre. A civilização da Europa das Luzes (vol. 01). Lisboa: Editora Estampa, 1985 (Col. Imprensa Universitária, nº 43).

COBRAN, Alfred. A interpretação social da Revolução Francesa. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1987 (Coleção Jubileu – Bicentenário da Revolução Francesa).

CONTE, Giuliano. Da crise do feudalismo ao nascimento do capitalismo. Lisboa. Presença, 1984.

DARNTON, Robert. O Iluminismo como negócio: História da publicação da “Enciclopédia”, 1775-1800. São Paulo: Cia. das Letras, 1996.

DELUMEAU, Jean. A civilização do Renascimento (vols. I e II) Lisboa: Editorial Estampa, 1994 (Nova História, 18).

DELUMEAU, Jean. História do Medo Ocidental (1300 - 1800). São Paulo, Cia das Letras, 1993.

DELUMEAU, Jean. Nascimento e Afirmação da Reforma. São Paulo: Pioneira, 1989 (Série “Nova Clio”).

DEYON, Pierre. O mercantilismo. São Paulo. Perspectiva, 1973.

DOBB, Maurice. A Evolução do Capitalismo. Rio de janeiro. Zahar, 1977.

ENGELS, Friedrich. A situação da classe trabalhadora na Inglaterra. São Paulo: Global, 1986.

FALCON, Francisco C. Mercantilismo e Transição. São Paulo. Brasiliense, 1981 (col. tudo é História ).

FORTES, L.R. Salinas. O iluminismo e os Reis Filósofos. São Paulo, Brasiliense, 1981, (Col. Tudo é História, vol.22).

FURET, François. Pensando a Revolução Francesa. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1989(b).

FURET, François. A Revolução em debate. Bauru, EDUSC, 2001.

GARIN, Eugenio. Ciência e vida Civil no Renascimento italiano. São Paulo: Editora da UNESP, 1996 (Biblioteca básica).

GÉRARD, Alice. A Revolução Francesa (Mitos e interpretações). São Paulo: Editora Perspectiva, s.d. (Col. Khronos, 08).

GINZBURG, Carlo. O queijo e os vermes. São Paulo, Cia das Letras, 1987.

HILL, Christopher. A Revolução Inglesa de 1640. Lisboa , Presença, 1977.

HILL, Christopher. O eleito de Deus – Oliver Cromwell e a Revolução Inglesa. São Paulo: Cia.

HILL, Christopher. O mundo de ponta-cabeça. São Paulo, Cia das Letras, 1987.

HOBSBAWM, Eric J. A era das Revoluções - 1789 - 1848. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1994.

HOBSBAWM, Eric J. As origens da Revolução Industrial. São Paulo: Global, 1979.

HUNT e SHERMAN. História das Doutrinas Econômicas. Petrópolis: Vozes, 1985.

LAPA, José Roberto do Amaral. O Antigo Sistema Colonial. São Paulo: Brasiliense, 1982 (col. Primeiros Vôos).

LEFEBVRE, Georges. 1789: O surgimento da Revolução Francesa. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1989.

MARX, Karl. A Origem do capital: a acumulação primitiva. São Paulo: Global, 1977.

MAURO, Frédéric. Expansão Européia (1600-1870). São Paulo: Pioneira, 1980 (Série “Nova Clio”).

NAPOLEONI, Cláudio. Smith, Richard, Marx. Rio de Janeiro, Graal, 1991.

NOVAIS, Fernando. Portugal e Brasil na Crise do Antigo Sistema Colonial (1777-1808). São Paulo. Hucitec, 1981.

O’GORMAN, Edmundo. A invenção da América. São Paulo. UNESP, 1992.

PERROT, Michelle. Os excluídos da História: operários, mulheres e prisioneiros. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.

RIOUX, Jean-Pierre. A Revolução Industrial. Lisboa: Publicações Dom Quixote, s.d.

ROMANO, Ruggiero. Mecanismo da Conquista Colonial. São Paulo. Perspectiva, 1989.

SANTIAGO, Theo (Org). Do feudalimo ao capitalismo – Uma discussão Histórica. São Paulo: Contexto, 1988 (Textos e Documentos – 2).

SEVCENKO, Nicolau. O Renascimento. SP, Atual/UNICAMP, 1985 (Col. Discutindo a História).

SKINNER, Quentin. As fundações do pensamento político moderno. São Paulo: Cia. das Letras, 1999.

SOBOUL, Albert. A Revolução Francesa. São Paulo, Difel, 1985.

STONE, Lawrence. Causas da Revolução Inglesa: 1522-1642. Bauru: EDUSC, 2000.

SWEEZY, Paul e outros. A transição do Feudalismo para o capitalismo. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

THOMPSON, E.P. A formação da classe operária inglesa (vols I e II). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

TOCQUEVILLE, Alexis de. O antigo regime e a revolução. São Paulo, Hucitec, 1989.

TODOROV, Izventan. A conquista da América - a questão do outro. São Paulo. Martins Fontes, 1986.

TORRES, J. S. Brum. Figuras do Estado Moderno - Representação no Ocidente. São Paulo. Brasiliense, 1988.



WEBER, Max. A ética protestante e o espírito do capitalismo. São Paulo, Hucitec, 1989


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal