Universidade federal da bahia



Baixar 0.77 Mb.
Página1/8
Encontro28.07.2016
Tamanho0.77 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8




UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ – ESCOLA DE MÚSICA

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MÚSICA – MINTER

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: EDUCAÇÃO MUSICAL

THAÍS CRISTINA SANTANA CARNEIRO
APRENDIZADO DO VIOLONCELO: INFLUÊNCIA DA QUALIDADE DE VIDA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM CARACTERÍSTICAS DE RISCO PARA TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE

Salvador/Belém

2010

THAÍS CRISTINA SANTANA CARNEIRO

APRENDIZADO DO VIOLONCELO: INFLUÊNCIA DA QUALIDADE DE VIDA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM CARACTERÍSTICAS DE RISCO PARA TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE

Dissertação apresentada ao Programa de Mestrado Interinstitucional em Música, Universidade Federal da Bahia, como requisito para obtenção do título de Mestre em Música, área de concentração em Educação Musical.


Orientador: Prof. Dr. Áureo DeFreitas

Salvador/Belém

2010


L929 Carneiro, Thaís Cristina Santana.

Aprendizado do violoncelo: Influência da Qualidade de Vida de Crianças e Adolescentes com Características de Risco para Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade / Thaís Cristina Santana Carneiro, 2010.


Orientador: Prof. Dr. Áureo DeFreitas

Dissertação (mestrado) – Universidade Federal da Bahia, Programa de Pós Graduação em Música, 2010.


1. Música - Educação Musical. 2. Qualidade de vida 3. Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). 4. Inclusão. I. Universidade Federal da Bahia. Programa de Pós Graduação em Música. II. Título.
CDU:

CDD:




THAÍS CRISTINA SANTANA CARNEIRO


APRENDIZADO DO VIOLONCELO: INFLUÊNCIA DA QUALIDADE DE VIDA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM CARACTERÍSTICAS DE RISCO PARA TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE

Dissertação apresentada ao Programa de Mestrado Interinstitucional em Música, Universidade Federal da Bahia, como requisito para obtenção do título de Mestre em Música, área de concentração em Educação Musical.


Aprovada em:



Banca Examinadora:

Áureo DeFreitas - Orientador _______________________________

PhD em Educação Musical pela University of South Carolina

Universidade Federal do Pará

Ana Cristina Gama Tourinho ______________________________

Doutora em Música pela Universidade Federal da Bahia

Universidade Federal da Bahia

Simone Souza da Costa Silva _______________________________

Doutora em Psicologia pela Universidade de Brasília

Universidade federal do Pará



Dedico este trabalho

ao meu padrinho

Luiz Miguel

Negrão Machado

(In memorian)
AGRADECIMENTOS

Agradeço imensamente a todos que foram responsáveis pela minha formação pessoal e profissional.


A Deus, por demonstrar, a todo o momento, sua presença em minha vida.
Ao meu pai Altair pelas grandes lições em tudo nesta vida, com um grande exemplo moral em sua conduta, fazendo-me ver o quanto ele é minha inspiração.
A minha mãezoca Lia, pelo carinho, incentivo e muito amor, principalmente na disponibilidade eterna para com meus filhos.
Ao meu padrinho (In memorian), por ter sido meu maior incentivador no gosto pela leitura, mostrando em seus livros um caminho de encantos através da escrita.
Aos meus irmãos Adelbert, Lais, Bruno e minha madrinha Té, por estarem presentes, em todas as etapas da minha vida, apoiando-me nos momentos mais difíceis. Em especial ao Bruno por me presenteado o computador, que me acompanhou durante essa grande conquista.
Ao Renato, por ter me dado esses filhos maravilhosos.
Ao João Renato e João Pedro, meus filhos, a razão da minha luta; pela compreensão nas ausências e que, se consegui chegar até aqui, foi para mostrar a eles que vale a pena sempre lutar e acreditar em si mesmo.
Ao meu amor Julinho Teixeira pela dedicação e paciência nos momentos de maior estresse, dando força em todas as horas.
À grande mestra Lúcia Couceiro, minha mãe de coração. Obrigada sempre por tudo!
Aos amigos, Celson Gomes, Adriana Couceiro e Ana Souza pelo incentivo, sempre se colocando à disposição.
Ao meu orientador, Prof. Doutor Áureo De Freitas, pelo “pontapé” inicial na minha vida de pesquisadora.
A Prof.ª Doutora Lia Braga, pela disposição em me ajudar sempre que precisei.
À turma do DIS da EMUFPA, pela ajuda e por me agüentar sempre tão agitada.
Ao João Paulo por ter que assumir uma responsabilidade de coorientação, mostrando sempre competente e incentivador ao meu processo de entendimento da pesquisa.
Aos amigos do MINTER/DINTER: Adalberto Teixeira, Alexandre Contente, Carlos Pires, Elienay Carvalho, Joziely Brito, Luicci, Milton Monte, Vanildo Monteiro, Biraelson Correa, Luiz Pardal, Márcia Aliverti, Mavilda Aliverti, Rômulo Queiroz, Rosa Silva, Valéria, Yéyé e Yuri Guedelha, pela paciência em relação à minha hiperatividade nas aulas, sempre pedindo a todos ajuda nos artigos.
Às amigas Milene Massoud e Tatyane Amaral pela paciência nos desabafos, pelos choros e pela ausência nas “farras”.
Aos meus amigos da EMUFPA (professores, e funcionários em geral), pelo incentivo, pelos favores pedidos em imediatos e por acreditarem em mim.
Aos professores do programa MINTER-DINTER, por acreditarem no meu “lento processo” de aprendizagem, na minha inexperiência na pesquisa e por me fazerem me apaixonar por esse universo. Em especial, à Prof.ª Dr.ª Sônia Chada, por ser a primeira pessoa a me fazer acreditar que, poderia ser um dia, uma pesquisadora.

Tão importante como

conhecer a doença

que o homem tem,

é conhecer o

homem que

tem a doença.
William Osle

RESUMO

Esta pesquisa investigou a influência da qualidade de vida no aprendizado musical de crianças que apresentam características de risco para Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). O TDAH é um transtorno comportamental de origem multideterminada, que atinge de 3 a 6% da população em idade escolar, no mundo. Este transtorno é caracterizado pela tríade: impulsividade, hiperatividade e déficit de atenção. A pessoa TDAH costuma apresentar prejuízos em várias áreas de seu desenvolvimento, como: relações familiares, relações sociais, desenvolvimento acadêmico e social. Não raramente se observem problemas emocionais como subprodutos do transtorno. A pesquisa foi realizada na Escola de Música da Universidade Federal do Pará (EMUFPA). Foram selecionados 7 participantes com características de risco para TDAH, com idades entre 9 e 11 anos, sendo 5 do sexo masculino e 2 do sexo feminino. Esses participantes foram selecionados a partir da avaliação realizada pelos psicólogos do Programa Cordas da Amazônia, que utilizaram: (a) Escala de TDAH: versão para professores; (b) Checklist de comportamentos na infância e (c) Escala de Inteligência Wechsler. Dessa forma, obtiveram-se dados sobre a criança a partir de seus professores da escola regular, cuidadores e da própria criança. Após esta etapa foi elaborada uma avaliação comportamental sugerindo ou excluindo características de risco para TDAH. Os alunos selecionados foram inseridos em turmas de violoncelo. As turmas eram formadas por 16 alunos, sendo 11 sem características de risco para TDAH e 5 com características de risco. Para avaliar o aprendizado musical utilizou-se a Escala de Avaliação do Aprendizado Musical. Os resultados encontrados nesta pesquisa demonstram que 5 dos 7 participantes apresentaram qualidade de vida preservada, e apenas 2 apresentaram avaliação da qualidade de vida prejudicada. Em relação ao aprendizado musical, observou-se que todos os participantes apresentaram progresso, sendo os pontos de maior dificuldade: (a) posição da mão direita, (b) afinação e (c) qualidade do som. Quanto a influência da qualidade de vida no aprendizado musical, observou-se que 3 participantes apresentaram coeficiente de aprendizado musical inferior, sendo que 2 dentre estes apresentaram avaliação da qualidade de vida prejudicada. Ainda assim, estes dados sugerem uma avaliação preliminar da possível influência da qualidade de vida no aprendizado musical, visto que todos os participantes apresentaram progresso no aprendizado musical, podendo haver interferência de fatores ambientais nesse processo, tais como: bem estar físico durante as aulas, atrasos e faltas, excesso de atividades extra-escolares, entre outros.



Palavras chave: Violoncelo. TDAH. Aprendizado musical. Qualidade de Vida.
ABSTRACT




The purpose of the researcher of this study was to investigate the influence of quality of life in musical learning for children who have risk characteristics for Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD). ADHD is a behavioral disorder of multifactorial origin, which affects 3-6% of school-age population in the world. This disorder is characterized by the triad: impulsiveness, hyperactivity and attention deficit. The ADHD person usually has damage in several areas of development such as family relations, social relations, academic and social development. There rarely are observed emotional problems as byproducts of the disorder. The researcher performed this study at the Music School of Federal University of Pará (EMUFPA). The researcher selected seven participants with similar risk for ADHD, aged between 9 and 11 years, five males and two females. Psychologists from the Amazon Strings Program carried out an assessment to select the participants. The procedures were: (a) ADHD Scale: version for teachers, (b) Childhood Behavioral Checklist and (c) Wechsler Intelligence Scale. Thus, the researcher obtained data on children from their regular school teachers, caregivers and children themselves. After this stage the researcher elaborated a behavioral assessment suggesting or excluding risk characteristics for ADHD. The researcher selected elevem students without characteristics risk for ADHD and 5 with characteristics risk to enroll in cello classes. To assess the musical learning, the researcher used the Scale for Assessment of Learning Musical. The findings of this study show that five of seven participants had preserved quality of life, and only 2 had assessment of impaired quality of life. In relation to music learning, the researcher observed that all participants showed progress with the most difficult points: (a) position of the right hand, (b) pitch and (c) sound quality. As the influence of quality of life in musical learning, reseracher noted that three participants had lower coefficient of musical learning, and 2 were among those assessing the quality of life impaired. Still, the researcher suggests a preliminary assessment of the possible influence of quality of life in musical learning, since all participants showed progress in learning music, and there may be interference in the process of environmental factors such as physical well being during lessons, delays and shortages, and excess extra-curricular activities.

Ouvir


Ler foneticamente

Keywords: Cello. Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD). Musical learning. Quality of Life.


LISTA DE FIGURAS

Figura 1 Avaliação Geral dos Alunos com TDAH............................................. 62


LISTA DE TABELAS


Tabela 1

Seleção dos Alunos a partir do Critério de Inclusão e Exclusão........

42

Tabela 2

Operacionalização dos Itens da Escala de Avaliação do Aprendizado Musical ..........................................................................

49


Tabela 3

Etapa para Coletas de Dados ............................................................

50

Tabela 4

Análise do AUQEI para o participante P1........................... ...............

53

Tabela 5

Análise do AUQEI para o participante P2...........................................

54

Tabela 6

Análise do AUQEI para o participante P3...........................................

55

Tabela 7

Análise do AUQEI para o participante P4...........................................

56

Tabela 8

Análise do AUQEI para o participante P5...........................................

57

Tabela 9

Análise do AUQEI para o participante P6...........................................

58

Tabela 10

Tabela 11

Analise do AUQEI para o participante P7...........................................

Análise do AUQEI para os Participantes............................................




59

60


Tabela 12

Média e Desvio Padrão Geral ...........................................................

63

Tabela 13

Frequência Absoluta Individual – Apreensão da Técnica Instrumental dos Alunos com TDAH ..................................................

65


Tabela 14

Análise Individual dos Fatores - Aprendizado Musical - P1 ...............

66

Tabela 15

Análise Individual dos Fatores - Aprendizado Musical - P2 ..............

67

Tabela 16

Análise Individual dos Fatores - Aprendizado Musical - P3..............

68

Tabela 17

Análise Individual dos Fatores - Aprendizado Musical - P4..............

69

Tabela 18

Análise Individual dos Fatores - Aprendizado Musical - P5................

70

Tabela 19

Análise Individual dos Fatores - Aprendizado Musical - P6................

71

Tabela 20

Análise Individual dos Fatores - Aprendizado Musical - P7................

72

Tabela 21

Análise da Influência da Qualidade de Vida no Aprendizado Musical

73


LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS



ADTA

A

Antidepressivos Tricíclicos

Afinação


APA

American Psychiatric Association

AUQEI

Inventário de Qualidade de Vida em Crianças e Adolescentes

CBCL

Checklist de Comportamento da Infância e Adolescência

DA

Dificuldade de Aprendizagem

DCM

Disfunção cerebral mínima

DDA

Distúrbio do Déficit de Atenção

DHDA

Distúrbio de Hiperatividade com Déficit de Atenção

DSM-III

Manual Diagnóstico e Estatístico de Desordens Mentais – terceira edição

DSM-IV

Manual Diagnóstico e Estatístico de Desordens Mentais - quarta edição

EMUFPA

ET

Escola de Música da Universidade Federal do Pará

Entendimento Teórico



EVA

Escala Visual e Analógica

EXCEL

Microsoft Office Excel

IDH

Índice de Desenvolvimento Humano

OSM

Organização Mundial de Saúde

PCA

PIPM

PME

Programa Cordas da Amazônia

Posição do Instrumento e Postura do Músico

Posição da Mão Esquerda


PNUD

QS

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento

Qualidade do Som



SPSS

Statistical Package for the Social Science

TDAH

Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade

UFPA

Universidade Federal do Pará

WISC-III

Escala de Inteligência Wechsler para Crianças- terceira edição
  1   2   3   4   5   6   7   8


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal