Universidade federal de minas gerais escola de enfermagem



Baixar 17.25 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho17.25 Kb.


UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS

ESCOLA DE ENFERMAGEM



Sub Grupo História Oral


A História da Escola de Enfermagem Carlos Chagas
WALMYRA TEIXEIRA MARTINS


Belo Horizonte

Minas Gerais
Traços Biográficos

WALMYRA TEIXEIRA MARTINS
Nasceu a 17 de Agosto de 1913, em Bom Sucesso, Minas Gerais. Filha de fazendeiro, teve que ir para a cidade estudar. Cursou o primário em São João Del Rei e o ginásio no Colégio Santa Maria em Belo horizonte. O primeiro contato com a enfermagem foi durante o ginásio no curso de socorros de urgência ministrado por Laís Netto dos Reis. Ingressou na Escola de Enfermagem Carlos Chagas (EECC) em 1936, concluindo o curso em 1940.

No período vivenciado na EECC, a direção estava a cargo de Laís Netto Reys e, posteriormente de Waleska Paixão. Morou no internato durante todo o curso. Esteve doente e submetida a tratamento médico por seis meses. Gostava das aulas práticas, principalmente de anatomia e de técnicas de enfermagem. Participou de solenidades como a dama da lâmpada e da imposição das insígnias. Relembra com detalhes dos discursos sobre atitude ética da enfermeira, proferidos por Laís, nessas festividades. Segundo Walmyra, “Laís sempre trabalhava para que o nível da enfermagem fosse alto (...), ela fazia questão de fazer seleção das alunas. Não era qualquer uma que entrava na Escola não. Principalmente, assim, a parte moral”.

Fez estágio no Pronto Socorro, Hospital São Geraldo, Hospital São Vicente e Hospital São Francisco de Assis. Acha que as alunas eram muito exploradas como mão de obra nos hospitais.

Faz menção a Laís como uma pessoa carinhosa - uma mãe e que, também, tinha uma forte influência política. Trabalhou como enfermeira visitadora em centro de saúde de Belo Horizonte e em outros municípios do Estado. Trabalhou também no Serviço Especial de Saúde Pública (SESP), em várias regiões do país, como uma pioneira, organizando serviços de saúde pública, fiscalizando e administrando postos de saúde. Foi docente na área de obstetrícia da Escola de Enfermagem de Manaus. Trabalhou no Sanatório João Penido, em Juiz de Fora, e no Ministério da Saúde. Trabalhou ainda em hospitais particulares após a sua aposentadoria.

Foi presidente da Associação Brasileira de Enfermagem Seção Juiz de Fora; participou do Congresso Brasileiro de Enfermagem em Belo Horizonte, em 1984. Após o término de sua atividade, como enfermeira, retornou à sua fazenda, no interior de Minas Gerais, como que voltando às suas origens.

SUMÁRIO

FITA 1 - LADO A

Dados pessoais; a mudança para Belo Horizonte; o ginásio no Colégio Santa Maria; os primeiros contatos com a enfermagem; a vida pessoal de Laís Netto Reys; o ingresso ao curso de enfermagem; o trabalho de Laís em prol da enfermagem; a disciplina exigida no curso; as professoras; a solenidade de imposição de insígnias; o número de alunas na turma e o nível social das mesmas; as aulas de anatomia; a vida no internato: funcionários, moradores; o capelão; o dia-dia e o quarto coruja; a mudança do internato; as festas; o seu casamento; a saída de Laís da direção da EECC; a direção de Clitmnenestra Pessanha e de Waleska Paixão; as aulas teóricas.



FITA 1 - LADO B

O ensino prático; a função da aluna senior; o estágio no Pronto Socorro; a exploração das aluna como mão de obra nos campos de prática; o relacionamento das alunas no hospital com os funcionários e a equipe médica; a mudança de localização do internato; o curso de emergência destinado as professoras no período do Governo de Getúlio; a relação de Laís com os políticos; as solenidades de imposição das insígnias; o significado da cerimônia da dama da lâmpada e da braceira; o trabalho como enfermeira visitadora no centro de saúde modelo de Belo Horizonte; o pedido de transferência para Guanhães - MG; o trabalho na saúde pública: visitas, vacinações, atividades educacionais aos moradores; o trabalho e o salário no SESP - PE; a sua atuação como enfermeira de saúde pública; a conciliação da vida profissional da entrevistada com a vida pessoal; o tratamento dado pelo SESP às enfermeiras; a experiência em saúde pública adquirida no SESP e a facilidade em montar postos no centro regional de Divinópolis - MG.



FITA 2 - LADO A

A experiência como enfermeira de saúde pública e o relacionamento com os colegas; o motivo do término do trabalho no SESP; a experiência adquirida ao trabalhar com doenças transmissíveis no Sanatório João Penido; o cuidado ao paciente tuberculoso; o trabalho em hospitais particulares na área de obstetrícia e na Secretaria de Saúde após sua aposentadoria; o Congresso Brasileiro de Enfermagem de 1984, em Belo Horizonte; o período como presidente da ABEn (Associação Brasileira de Enfermagem) em Juiz de Fora; o término de sua atividade profissional em 1982 e seu retorno à sua fazenda; o arrependimento de não ter feito medicina; a realização profissional na enfermagem; o contato com a escola de enfermagem de Juiz de Fora; a doença de Laís Netto dos Reis; a transferência de Waleska Paixão para a Ana Neri; a enfermeira de hoje; a sua vida pessoal; despedida e agradecimentos.


FICHA TÉCNICA

Data da entrevista: 01 de janeiro de 1997

Local: Residência da entrevistada - Juiz de Fora - MG

Número de Fitas: 02

Duração da Entrevista: 90 minutos

Entrevistadores: Geralda Fortina dos Santos

Valda da Penha Caldeira

Conferência de Fidelidade: Geralda Fortina dos Santos

Traços Biográficos e Sumário: Geralda Fortina dos Santos






Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal