Universidade federal de santa catarina centro de ciências jurídicas departamento de direito



Baixar 10.71 Kb.
Encontro27.07.2016
Tamanho10.71 Kb.
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS – DEPARTAMENTO DE DIREITO


PLANO DE ENSINO
I – IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA

Teoria das relações internacionais

Código: DIR 5146

Carga horária: 2 créditos (36 horas)

Prof. Responsável: Dr. Ricardo Soares Stersi dos Santos

Período letivo: 2015.1

Turmas: matutino e noturno
II – EMENTA DA DISCIPLINA

Conceito – evolução histórica das relações internacionais – Atores das relações internacionais – Teorias das relações internacionais – Fatores que interferem nas relações internacionais.


III – OBJETIVOS

Promover o estudo básico das relações internacionais e analisa-la no contexto atual.


IV – METODOLOGIA

Aulas expositivas e análise sobre fatos passados e atuais das relações internacionais

1 – Principais aspectos históricos da evolução da Sociedade e das RIs até o surgimento do Estado;

2 – Principais atores das RIs: Estados, Organizações Internacionais, Empresas Transnacionais e outros atores emergentes.

3 – Teorias das RIs: Liberal, Realismo, Escola Inglesa (Sociedade Internacional).
V – AVALIAÇÃO

1 – Haverá uma prova escrita sobre a totalidade do conteúdo dado em sala de aula no final do semestre que ocorrerá no dia 30 de junho de 2015.

2 – Além da prova com todo o conteúdo da disciplina haverá uma prova, no dia 09 de junho de 2015, sobre o conteúdo do livro: RUFIN, Jean-Cristophe. O império e os novos bárbaros. várias edições, Editora Record. O livro ficará a disposição para cópias ou poderá ser adquirido, por exemplo: http://www.estantevirtual.com.br/b/jean-christophe-rufin/o-imperio-e-os-novos-barbaros/992307347?q=o+império+e+os+novos+bárbaros.
3 – As notas atribuídas as provas serão somadas e divididas por 2.

a) O aluno que obtiver média igual ou superior a nota 6,0 (seis) estará aprovado.

b) Para os alunos que obtiverem média inferior a 6,0 (seis) e superior ou igual a 3,0 (três) será realizado um exame que substituirá a nota de avaliação mais baixa. O exame ocorrerá em 07 de julho de 2015 e versará sobre todo o conteúdo da disciplina (livro + aulas).

c) Os alunos que obtiverem uma média inferior a nota 3,0 (três) estarão reprovados sem a possibilidade de realização do exame.



VI – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BÁSICAS
PINTO, Eduardo Vera-Cruz. Apontamentos de história das relações internacionais. Lisboa : Associação Acadêmica da Faculdade de Direito Lisboa, 1998.

GURR, Ted Robert. Manual do conflito político. Brasília : UNB, 1985.

STRENGER, Irineu. Relações internacionais. São Paulo : LTR, 1998.

CAMPOS, João Mota de (Coordenador). Organizações internacionais. Lisboa : Fundação Calouste Gulbekian, 1999.

CERVO, Amado Luiz; BUENO, Clodoaldo. História da política exterior do Brasil. São Paulo : Atica, 1992.

COOK, Michael. Uma breve história do homem. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 2005.

COULANGES, Fustel de. A cidade antiga. São Paulo : Rideel, 2005.

PAZARTZIS, Photini. Lês engagements internationaux em matière de règlement pacifique des différends entre états. Paris : Librairie Générale de droit et de jurisprudence, 1992.

CHAPAL, Philippe. L´arbitrabilité des différends internationaux. Paris : Pedone, 1967.

GROTIUS, Hugo. O direito da guerra e da paz. Ijuí : Editora Unijuí, vol. I e II, 2004.

OLIVEIRA, Odete Maria de. Relações internacionais. 2ª Ed., Curitiba: Juruá, 2004.

ESCARAMEIA, Paula V. C. Colectânea de jurisrpudência de direito internacional. Coimbra: Almedina, 1992.

ANGEL, Norman. A grande ilusão. Brasília: Editora Universidade de Brasília e outras, 2002.

WIGHT, Martin. A política do poder. Brasília: Editora Universidade de Brasília e outras, 2002.

DUROSELLE, Jean-Baptiste. Todo império perecerá. Brasília: Editora Universidade de Brasília e outras, 2000.

MORGENTHAU, Hans J. A política entre as nações. Brasília: Editora Universidade de Brasília e outras, 2003.

GENTILI, Alberico. O direito de guerra. Ijuí: Editora Unijuí, 2004.

TUCÍDIDES. História da guerra do Peloponeso. 3ª Ed., Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1999.

MACHIAVELLI, Nicolò. O príncipe. 3ª Ed., São Paulo: Abril Cultural, 1983.

CARVALHO, Leonardo A. de. Introdução ao estudo das relações internacionais. Porto Alegre: Síntese, 2003.

KANT, Immanuel. A paz perpétua e outros opúsculos. Lisboa: Edições 70, 2004.

WALLERSTEIN, Immanuel. O universalismo europeu. São Paulo: Boitempo, 2007.

HUCK, Hermes Marcelo. Da guerra justa à guerra econômica. São Paulo: Saraiva, 1996.

DEUTSCH, Karl. Análise das relações internacionais. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1982.

CARR, Edward Hallett. Vinte anos de crise 1919-1939. Brasília: Editora Unb; Edições Imprensa Oficial de São Paulo; Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais, 2001.

KEOHANE, Robert O.; NYE, Joseph S. Poder e interdependencia. Buenos Aires: Grupo Editor Latinoamericano, 1988.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal