Universidade federal de santa catarina centro de comunicação e expressão programa de póS-graduaçÃo em literatura



Baixar 21.12 Kb.
Encontro20.07.2016
Tamanho21.12 Kb.

Universidade federal de santa catarina

centro de comunicação e expressão

PROGRAMA DE PÓS-gRADUAÇÃO EM LITERATURA





Linha de Pesquisa: Subjetividade, Memória e História
Docente: Prof.ª Dr.ª Rosana Kamita

e-mail: rosanack@yahoo.com.br



Tópico Especial de Teoria

Disciplina

Sob a Perspectiva do Sublime: Literatura Brasileira do Século XXI


Ementa

O conceito de sublime, seus desdobramentos conceituais e reverberações na atualidade. A herança do sublime e sua pertinência no momento presente. A Literatura Brasileira do século XXI sob a perspectiva do sublime. Estudo de romances representativos do período.


Proposta da disciplina
A literatura pode ser percebida a partir de determinados paradigmas considerados referenciais e a priori. No entanto, o sentimento sublime permite reconhecer o excesso e a ausência de regras pré-estabelecidas, instaurando um espaço diferenciado para a percepção da literatura em suas várias dimensões, tanto no que se refere à produção e recepção de textos literários, quanto em relação às abordagens teórico-críticas empreendidas. A proposta desta disciplina é a de refletir sobre a literatura brasileira atual como espaço plural e transitório, aproximando-a do  sublime, o qual se apresenta como possibilidade de constantes deslocamentos, admitindo o ilimitado, o informe e o paradoxal. O sublime trabalha no nível da tensão e da instabilidade e, visto sob o prisma literário, é a expectativa do que está por vir, ultrapassando os limites do belo instituído. As categorias do belo e do sublime se distinguem na relação possível com o objeto, o primeiro possuindo a capacidade de apresentá-lo, enquanto o último o concebe sem uma regra que o especifique. A literatura brasileira do século XXI se estabelece como fissura/fratura de uma pretensa hegemonia literária em relação ao período anterior. Para subsidiar a proposta aqui apresentada, a disciplina destacará o conceito de sublime proposto por Kant e seus desdobramentos e releituras, em especial a contribuição de Lyotard, Deleuze, Jean-Luc Nancy, Derrida e Barbara Freeman. Um dos objetivos da disciplina é o de explorar as contribuições teóricas sobre a categoria do sublime e compreender essa categoria na atualidade, em especial neste início do século XXI, através do estudo de obras literárias referenciais na discussão aqui proposta, destacando escritores brasileiros desse período, como Adriana Lisboa, Bernardo Carvalho, Rubens Figueiredo, Tatiana Salem Levy, Michel Laub, Conceição Evaristo, Paloma Vidal dentre outros.

Bibliografia
ARISTÓTELES, HORÁCIO, LONGINO. A poética clássica. São Paulo: Cultrix, 1981.

AGAMBEN, Giorgio. O que é o contemporâneo? E outros ensaios. Chapecó: Argos, 2010.

AHMAD, Aijaz. Linhagens do Presente. São Paulo: Boitempo, 2002. 

BITTENCOURT, Gilda Neves, MASINA, Léa Silva, SCHIMIDT, Rita Terezinha. (Orgs.). Geografias literárias e culturais: Espaços/temporalidades. Porto Alegre: UFRGS, 2004.

CAIAFA, Janice. Nosso Século XXI. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 2000.

CALVINO, Italo. Seis propostas para o próximo milênio. Trad. Ivo Barroso. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira. Rio de Janeiro: Ouro sobre o azul, 2006.

CARNEIRO, Flávio. No país do presente – ficção brasileira no início do século XXI. Rio de Janeiro: Rocco, 2005.

COMPAGNON, Antoine. Os cinco paradoxos da modernidade. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1996.

COURTINE, Jean-François et al. Du Sublime. Paris: Belin, «L’Extrême contemporain», 1988.

DEALTRY, Giovanna (Org.) Alguma prosa – Ensaios sobre literatura brasileira contemporânea. Rio de Janeiro: 7Letras, 2007.

CRAMPE-CASNABET, Michèle. “O Sublime”. In: Michèle Crampe-Casnabet: Kant. Uma Revolução Filosófica. Rio de Janeiro: Jorge Zahar editor, 1994.

DANTAS, Rodrigo (org.). Belo, Sublime e Kant. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1998.

DELEUZE, Gilles. A filosofia crítica de Kant. Tradução de Germiniano Franco. Lisboa, Portugal: Edições 70, 2000.

DERRIDA, Jacques. “Párergon”. In: La Verité en peinture. Paris: Flammarion, 1978.

DORF, Mona. Autores e ideias. São Paulo: Benvirá, 2010.

DUARTE, Rodrigo. Belo, sublime e Kant. Editora UFMG, 1998.

FISCHER, Luís Augusto. Literatura Brasileira: modos de usar. Porto Alegre: L&PM, 2008. 

______. “Notícia sobre o romance e a história da literatura no começo do século XXI”. In: SCHÜLER, Fernando e BARCELLOS, Marília de Araújo (orgs.). Fronteiras: arte e pensamento na época do multiculturalismo. Porto Alegre: Sulina, 2006. 

FREEMAN, Barbara Claire. The Feminine Sublime: Gender and Excess in Women's Fiction. Berkley: University of California Press, 1995.

HOLLANDA, Heloisa Buarque de. Pós-Modernismo e Política. Rio de Janeiro: Rocco, 1992. 

HUTCHEON, Linda. Poética do Pós-Modernismo: história, teoria, ficção. Trad. Ricardo Cruz. Rio de Janeiro: Imago, 1991. 

JAMESON, Fredric. Pós-Modernismo. A Lógica Cultural do Capitalismo Tardio. São Paulo: Ática, 1996.

KANT, Immanuel. Crítica da faculdade do juízo. Trad. Valerio Rohden. Rio de Janeiro: Forense, 2002.

_____. Observações sobre o sentimento do belo e do sublime. Campinas: Papirus, 1993.

LOPES, Denílson (org.). A delicadeza: estética, experiência e paisagens. Brasília: UnB, 2008.

LONGINO. Do Sublime. São Paulo: Martins Fontes, 1986.

LYOTARD, Jean François. A condição pós-moderna. Trad. Ricardo Corrêa Barbosa. 7. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2002.

_____. Lições sobre a analítica do sublime. Trad. Constança Marcondes Cesar. Campinas: Papirus,1993.

_____. O inumano. Considerações sobre o tempo. Lisboa: Estampa, 1997.

MARGATO, Izabel e GOMES, Renato Cordeiro. Espécies de espaço: territorialidades, literatura, mídia. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2008.

MIRANDA, Adelaide et alii. Protocolos Críticos. São Paulo: Iluminuras, 2009.

MORICONI, Ítalo. “Pós-Modernismo e a Volta do Sublime” in PEDROSA, Célia et al. (orgs.). Poesia Hoje. Niterói: Eduff, 1998.

_______. “Circuitos contemporâneos do literário”. Gragoatá (UFF), v. 20, p. 147-163, 2006.

NANCY, J. L. “L´offrande sublime”. In: DEGUY, M.; NANCY, J. L. (Org.). Du Sublime. Paris: Belin, 1988.

OLINTO, Heidrun Krieger e SCHOLLHAMMER, Karl Erik (orgs.). Literatura e Crítica. Rio de Janeiro: 7Letras, 2009.

OLIVEIRA, Nélson. Geração 90: os transgressores. São Paulo: Boitempo, 2003.

PELLEGRINI, Tânia. A imagem e a Letra: aspectos da ficção brasileira contemporânea. Campinas: Mercado das Letras; São Paulo: Fapesp, 1999.

PEREIRA, Helena Bonito (org.). Novas Leituras da Ficção Brasileira do Século XXI. São Paulo: Editora Mackenzie, 2011.

PINTO, Manuel da Costa. Literatura brasileira hoje. São Paulo: Publifolha, 2004.

RESENDE, Beatriz. Contemporâneos: expressões da literatura brasileira do século XXI. Rio de Janeiro: Casa da Palavra: Biblioteca Nacional, 2008. 

ROHDEN, Valério (Coord.). 200 anos da crítica da faculdade do juízo de Kant. Porto Alegre: Ed. da Universidade, Instituto Goethe, 1992.

SCHILLER, Friedrich. Do Sublime ao Trágico. Org. Pedro Süssekind; trad. e ensaios Pedro Süssekind e Vladimir Vieira. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011. 

SCHOLLHAMMER, Karl Erik. Ficção Brasileira Contemporânea. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009.  

SILVA, Geysa; ROCHA, Luiz Fernando Matos; SILVA, Marcelino Rodrigues da (Orgs.). Múltiplo caos: narratividades e diálogos contemporâneos. Rio de Janeiro: Confraria do Vento, 2008.

SOUZA, Eneida Maria de. Tempo de pós-crítica: ensaios. Belo Horizonte: Veredas & Cenários, 2007.



WHITE, Luke and PAJACZKOWSKA, Claire, (ed.) The Sublime Now. Cambridge Scholars Publishing, Newcastle Upon Tyne, 2009.


Campus Universitário – Trindade – Sala 309 – 88.040-900 – Florianópolis – SC

Fone: (48) 3721 9582 – Fax: (48) 3721 6612 – e-mail: pglb@cce.ufsc.br




Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal