Universidade federal de sergipe



Baixar 241.56 Kb.
Página3/3
Encontro29.07.2016
Tamanho241.56 Kb.
1   2   3

8. Considerações Finais
Depois que os portugueses chegaram ao Brasil, os índios nunca mais foram os mesmos - milhões de nativos foram explorados e exterminados, os demais tiveram seus modos de vida, costumes e tradição alterados. Consideramos importante referir a imposição da cultura estrangeira e pensar sobre as implicações dessa imposição, a partir de reflexão sobre o processo de assimilação e transfiguração étnica, baseado em estudos recentes de Darcy Ribeiro, processos estes que segundo nossa análise não parece indicar que os índios tenham perdido sua identidade.

Realizamos um aprofundamento das questões concernentes à questão legislativa indígena. Apresentamos os resultados da pesquisa no congresso científico no ano de 2007, Congresso norte-nordeste de Psicologia (CONPSI).

Os dados também indicam que no imaginário social dos sergipanos, o índio é aquele que vive afastado, que tem sua cultura preservada, não perdeu sua língua, seus costumes, crenças e que, sobretudo, não sofreu miscigenação e portanto não perdeu os traços fenotípicos que os definem como índios. É aquele índio que não entrou em contato com o branco e que, portanto, não sofreu influência de uma outra cultura.

Nos resultados observamos, os motivos que levaram a ocorrência da violência contra os índios na história do Brasil, a luta pela posse da terra, como principal motivo apresentado pelos entrevistados e também confirmado pela história do Brasil. Verificamos que as lembranças a respeito da violência contra os índios, foram de maus tratos, exploração, escravidão em quase 25% das respostas, indicando mais uma vez a visão do índio como um povo vitimizado na história.

Nas experiências de entrevista, houve uma certa dificuldade ou demora em respoder questões relacionadas aos índios, o que nos faz pensar sobre a questão indígena um pouco afastada do discurso nacional. No contato que tivemos com os Xocós percebemos muitas mudanças culturais, a utilização de energia, geladeiras, fogão etc, se modernizaram com o passar dos séculos, mas mesmo assim encontramos elementos culturais característicos relacionados ao modo de vida deles como o a dança do Toré, e o respeito aos mais velhos, na referência tida aos pais. Contudo nas entrevistas em Pão de Açúcar, percebemos que os vizinhos aos Xocós em sua maioria não consideravam-os como índios, pela mudança fenotípica e cultural inevitável do contato entre índios, brancos e negros. Muitos chegavam a afirmar, que “estes índios daí, dizem que são índios, mas para mim não são não, não tem cabelo liso, usam roupas comuns etc”. Isto foi relatado por todos os entrevistadores de Pão de Açúcar.

O conceito empregado por Darcy Ribeiro parece ser muito útil nesta questão, por abarcar a modernidade dos índios do nordeste que permanecem como índios, por se reconhecerem como tais e possuírem uma identidade diversa da nacional, o que consideramos legítimo, após tantos séculos de lutas e exploração, e inevitável assimilação de elementos culturais do brancos.

Por fim, esperamos que esta pesquisa permita de alguma maneira contribuir ainda que minimamente para ampliar o entendimento da história dos índios e das representações atuais sobre os mesmos. Talvez possibilitando a desmistificação dessas imagens e alterando algo da sua invisibilização social. Muitas das vezes, os legítimos donos da terra, não são sequer reconhecidos nas cidades vizinhas às tribos.

Questões para discussões futuras, podem ser as questões referentes a como os índios vêem esta situação de invisibilidade, e de pouco reconhecimento social.




REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS:
SACRAMENTO, Maria Terezinha, Tese de doutoramento Autoridade na gestão da produção :uma perspectiva antropológica das transformações sociais e sua influência na gestão da produção. Florianópolis, 2002.

DINIZ (Coord), D. M. J. L. Textos para a história de Sergipe. Aracaju: Universidade Federal de Sergipe/ Banese, 1991.

FIGUEIREDO, Ariosvaldo. Enforcados: o índio em Sergipe. Editora Paz e Terra S.A. Rio de Janeiro, Rj. 1981.

BOLAFFI. G, BRACALENTI. R, BRAHAM. P and GINDRO. S. Dictionary of Race, Ethnicity and Culture. SAGE Publications London, Thousand oaks, New Delhi.

FERREIRA, M. E. T. Literatura dos Descobrimentos e da Expansão Portuguesa. Editora Ulisseia de Autores Portugueses, 1960.

RIBEIRO, Darcy, 1922. Os Índios e a Civilização: a integração das populações indígenas no Brasil moderno. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

BAUER, M.W., & Gaskell, G. (2004). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: Um manual prático. Petrópolis: Vozes.

BARDIN, l. (1977). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

MOSCOVICI, S. (2000) Representações Sociais. Petrópolis:Vozes

MALINOWSKI, Bronislaw. Uma teoria científica da cultura. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1975.

SILVA. D. Racismo, preconceito e imagens sociais dos índios. São Cristóvão. Sergipe, 2006.

MELATTI, J. Índios do Brasil. Ed. HUCITEC. São Paulo, SP, 1980.

CUNHA. M.C (1992). Historia dos Índios no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2 edição.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Etnografia

http://www.funai.gov.br/indios/fr_conteudo.htm

http://www.ibge.gov.br/home/

Anexo1


UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA



PROJETO DE PESQUISA: Representações sociais dos índios em Sergipe: Infra-humanização, racismo, sentimentos de culpa e solidariedade

OBJETIVO DA PESQUISA

Analisar as representações sociais que os sergipanos constroem sobre os índios, tentando entender se elementos de racismo e de infra-humanização estão presentes nessas representações e que papel os sentimentos de solidariedade e de culpa coletiva podem ter na construção dessas imagens.



PROCEDIMENTOS ADOTADOS NA PESQUISA

Serão realizadas entrevistas individuais com duração média de 20 minutos, nas quais as pessoas responderão a perguntas sobre identidade social e auto-categorização étnica.



COORDENADORES DA PESQUISA:

Dr. Marcus Eugênio Lima (UFS-SE) assinatura _______________

Dra. Ana Raquel Rosas Torres (UCG-GO) assinatura _______________

Dr. Rupert J. Brown (University of Sussex – UK) assinatura _______________



TERMO DE CONSENTIMENTO INFORMADO

Pelo presente documento, declaro ter conhecimento dos objetivos da pesquisa, que me foram apresentados pelo responsável pela aplicação do questionário, e conduzida pelo Mestrado e o Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Sergipe.

Estou informado(a) de que, se houver qualquer dúvida a respeito dos procedimentos adotados durante a condução da pesquisa, terei total liberdade para questionar ou mesmo me recusar a continuar participando da investigação.

Meu consentimento, fundamentado na garantia de que as informações apresentadas serão respeitadas, assenta-se nas seguintes restrições:



  1. Não serei obrigada a realizar nenhuma atividade para a qual não me sinta disposto e capaz;

  2. Não participarei de qualquer atividade que possa vir a trazer qualquer prejuízo;

  3. O meu nome e dos demais participantes da pesquisa não serão divulgados;

  4. Todas as informações individuais terão o caráter estritamente confidencial;

  5. Os pesquisadores estão obrigados a me fornecer, quando solicitados, as informações coletadas;

  6. Posso, a qualquer momento, solicitar aos pesquisadores que os meus dados sejam excluídos da pesquisa.

g) A pesquisa será suspensa imediatamente caso venha a gerar conflitos ou qualquer mal-estar dentro do local onde ocorre.

Ao assinar este termo, passo a concordar com a utilização das informações para os fins a que se destina, salvaguardando as diretrizes das Resoluções 196/96 e 304/2000 do Conselho Nacional de Saúde, desde que sejam respeitadas as restrições acima enumeradas.

O pesquisador responsável por este projeto de pesquisa é o Professor Marcus Eugênio Lima, que poderá ser contatado pelo e-mail meolima@uol.com.br, telefone: 3243 1063. Endereço: Rau A, casa 10, Cond. San Diego, Aruana, Aracaju -Se.

Nome: ______________________________________________________

Assinatura:_______________________________________________________

Assinatura do responsável pela pesquisa:_______________________________

Aracaju................ de .............................. de 2006................

Anexo 2


UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA – NSEPR
Projeto Representações sociais dos índios em Sergipe

Apresentação: Somos um grupo de pesquisa do DPS da UFS e estamos realizando uma pesquisa cujo objetivo é analisar as imagens que os sergipanos têm sobre os índios do Brasil. Para fazer este estudo pedimos a sua colaboração, respondendo a algumas perguntas. Não se preocupe que não existem respostas erradas ou certas. Nos importa apenas a sua opinião sobre o assunto. O(a) sr(a) não precisa se identificar. E pode ter acesso aos dados do estudo, basta nos contatar neste endereço. (entrega um papel com os dados do grupo e da pesquisa). Pode colaborar?

Obrigado(a)!

1. Quando você ouve a palavra (dizer nome da cidade da pessoa), quais são as três primeiras coisas que você pensa? ________________, ______________, ______________

1.1. E quando você ouve a palavra “Índios”, quais são as três primeiras coisas que você pensa?

__________________________________

__________________________________

__________________________________
2. Quando você pensa nos acontecimentos do Brasil, o que lembra em relação aos índios?

________________________________________________________________________

________________________________________________________________________

3. Para você, existem índios no Brasil? sim ( ) não ( ) não sei ( )

4. E em Sergipe, existem índios? sim ( ) não ( ) não sei ( )

5. Você já viu um índio, pessoalmente? sim ( ) não ( )

- Em caso afirmativo, foi aqui na sua cidade? sim ( ) não ( )

- Viu muitas vezes ( ) Viu Poucas vezes ( )

6. E pela TV já viu índios? sim ( ) não ( ). Se sim: ( ) poucas ou muitas vezes ( )

7. Já manteve algum contato com índios (conversas, amizade, negócios, etc.)? sim ( ) não ( )

8. Como você descreveria um índio? ___________________________________________

_________________________________________________________________________

9. Onde os índios, de uma maneira geral, vivem? _________________________________

_________________________________________________________________________

10. O que, na sua opinião, os índios, de uma maneira geral, fazem no seu dia-a-dia? _________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

11. Na sua opinião, qual a coisa mais típica ou mais característica em um índio (o que mais chama a atenção)?__________________________________________________________
12. Agora eu vou ler algumas frases incompletas, gostaria que você tentasse completar as frases do jeito que achar apropriado. Vamos lá?

a) Os índios são........................................................................................................................

b) Se eu fosse um índio eu ......................................................................................................

c) Se um filho ou uma filha meu(minha) se cassasse com um índio eu...................................





13. Na sua opinião, que características ou traços de personalidade os brasileiros, de uma maneira geral, acreditam que os índios têm? Diga o máximo que conseguir....

14. E na sua opinião pessoal, que características ou traços de personalidade os índios têm? Diga o máximo que conseguir....







Depois de finalizar as duas listas, releia cada uma das características e pergunte: “........é, na sua opinião, uma coisa positiva, negativa ou neutra. Sinalize as características com um “+”, “-“ ou “+ -“.
15. Vou então ler algumas frases e preciso que indique se concorda ou discorda e que sentimentos ou emoções essas frases lhe despertam.

a) Na sua opinião, houve, na história do Brasil, violência contra os índios?



(não) (sim) (não sei)

Em caso afirmativo, perguntar:

- O que se lembra a este respeito?______________________________________________

- Por que acha que aconteceu? ________________________________________________

_________________________________________________________________________

- O quê sente em relação a isto?_______________________________________________


b) Na sua opinião, as terras dos índios foram tomadas pelos não-indígenas?

(não) (sim) (não sei)

Em caso afirmativo, perguntar:

- Por que acha que aconteceu? ________________________________________________

_________________________________________________________________________

- O quê sente em relação a isto?________________________________________________
c) Na sua opinião, a cultura dos índios é respeitada no Brasil?

(não) (sim) (não sei)

Em caso negativo, perguntar:

- Por que acha que acontece? _________________________________________________

_________________________________________________________________________

- O quê sente em relação a isto?________________________________________________
d) Na sua opinião, existe discriminação ou racismo contra os índios no Brasil?

(não) (sim) (não sei)

Em caso afirmativo, perguntar:

- Por que acha que acontece? _________________________________________________

_________________________________________________________________________

- O quê sente em relação a isto?________________________________________________
e) Em várias regiões do Brasil os índios vivem em pé de guerra com os fazendeiros pela posse da terra. Nesta lutas, às vezes morrem índios, às vezes morrem fazendeiros.

- Por que acha que acontece? _________________________________________________

_________________________________________________________________________

- O quê sente em relação a isto?________________________________________________


f) Em 20 de abril de 97, cinco jovens de classe média queimaram o índio Galdino Jesus dos Santos, que dormia em um ponto de ônibus em Brasília. O índio morreu. Os jovens foram libertados e estão soltos.

- Por que acha que acontece? _________________________________________________

_________________________________________________________________________

- O quê sente em relação a isto?________________________________________________


h) Qual, na sua opinião a maior semelhança entre um índio e um negro no Brasil?

________________________________________________________________________


i) E qual a maior semelhança entre um índio e um branco?

________________________________________________________________________


16. Vou ler uma lista de sentimentos. Dê para cada um deles uma nota de 0 (zero) a 5, em função do quanto eles expressam o que você sente em relação aos índios do Brasil. Quanto maior a nota mais forte o sentimento.

Admiração ( )

Culpa ( )

Simpatia ( )

Desprezo ( )




Orgulho ( )

Pena ( )


Respeito ( )

Outra __________________



Raiva ( )

Indiferença ( )

Solidariedade ( )


17. Qual a sua opinião sobre reserva de vagas ou cotas de acesso para os índios a empregos e as universidades públicas?

Discordo ( ) Concordo ( ) Não sei responder ( )

Por que? (Justifique)________________________________________________________

_________________________________________________________________________


Qual a sua idade____________

Nível de escolaridade (estudou até que série/ano)?_____________

Sexo: fem. ( ) masc. ( )

Renda familiar aproximada: ( ) Menos de 1salário ( ) 1-2 ( ) 3-4

( ) 5-6 ( ) 7-8 ( ) 8-9 ( ) mais de 9 salários.

Que saiba, tem algum parente indígena? ( ) sim ( ) não




  • Obrigado pela colaboração!



1 Pão de Açúcar compôs a amostra por ser a cidade mais freqüentada pelos Xokós nas suas relações com os não índios.

1   2   3


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal