Versão atualizada para 2010-11



Baixar 63.27 Kb.
Encontro25.07.2016
Tamanho63.27 Kb.


PEDIR

Programa Especial de Instrução Rotária

(Versão atualizada para 2010-11)




Versão original: Junho 2003

Iniciativa: EGD Roberto Carlos Monteiro

Colaboração: DRI Themístocles A. C. Pinho e EGD Flávio de Mattos


Sumário


Julho
O Plano Anual de Atividades do Clube

Agosto
Mês Dedicado ao Desenvolvimento do Quadro Associativo

Setembro
Mês das Novas Gerações

Outubro
Mês dos Serviços Profissionais

Novembro
Mês da Fundação Rotária

Dezembro
Mês da Família
Administração do Rotary, sua Composição e Eleição

Janeiro
Mês da Conscientização Rotária

Fevereiro
Mês da Compreensão Mundial

Março
Mês Dedicado à Alfabetização
A Importância dos Eventos Distritais (GATS, PETS, Assembléia Distrital e Conferência Distrital)

Abril
Mês da Revista e Publicações Rotárias

Maio
Os Símbolos Rotários: Emblema, Bandeira, O Sino etc.

Junho
Mês dos Grupos de Companheirismo do Rotary
O Conselho de Legislação do Rotary
PEDIR - Programa Especial de Instrução Rotária


JULHO: O PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DO CLUBE
O Presidente Eleito deve elaborar o seu PLANO DE ATIVIDADES com antecedência (entre março e abril). Para tal, após escolher o seu Conselho Diretor e os Membros das Comissões, deve com eles se reunir e estabelecer o que deverá ser observado e executado no seu ano rotário.
Não deve ser pura e simplesmente, a cópia dos planos dos anos anteriores, pois o “Plano Anual de Atividades” é o retrato do clube e representa o que e como, naquele ano, pretende efetivamente executar. Ele deve ser elaborado de forma simples e objetiva, dentro das possibilidades reais do Clube e dos anseios de seus associados, evitando projetos que estejam fora da realidade e das necessidades da comunidade a que ele se vincula.
Na sua elaboração, deve ser avaliada a capacidade do clube e estabelecidas as metas prioritárias, por exemplo: Aumento e retenção do quadro associativo; Contribuições para a Fundação Rotária e as fontes desses recursos; Projetos comunitários; Participação em programas distritais (IGE - Intercâmbio de Grupos de Estudos, Intercâmbio de Jovens, Programa Pólio Plus, etc); Programação de palestras inspirativas; Informação e instrução rotária, dentre outros.
A sua elaboração é uma recomendação institucional e serve, também, para que o Governador do Distrito conheça os planos dos Clubes para o seu ano rotário, e possa, ainda que indiretamente, acompanhar a sua execução.
Porém, o sucesso do “Plano”, está diretamente vinculado à forma como os associados forem envolvidos e motivados, sendo de suma importância para que o clube tenha “vida”.
O “Plano Anual” deve ser submetido à aprovação dos associados, na primeira Assembléia do Clube, no ano rotário em que será aplicado, ou na última Assembléia que antecede o novo período rotário.

PEDIR - Programa Especial de Instrução Rotária


AGOSTO: MÊS DEDICADO AO DESENVOLVIMENTO DO QUADRO ASSOCIATIVO
A responsabilidade pelo aumento e manutenção do quadro associativo não deve ficar somente a cargo da Comissão de Desenvolvimento do Quadro Associativo do Clube. É um dever e uma obrigação de todos os associados.
Muito embora o Conselho Diretor do Rotary International tenha destacado este mês como um mês especial dedicado ao assunto, faz-se mister que a preocupação em procurar e propor novos associados seja permanente.
É muito importante que cada rotariano ou rotariana se conscientize desta responsabilidade, pois a estagnação leva ao marasmo, e daí para a desintegração a distância é pequena.
Muitas idéias para a arregimentação de novos associados existem: convite a pessoas mais jovens, em especial, ex-bolsistas e ex-rotaractianos; ex-rotarianos que deixaram o Rotary por um motivo já superado; promover convites a associados em potencial para participarem de reuniões do clube, transmitindo-lhes, na oportunidade, informações sobre a nossa organização de serviços; o programa “5x1” que consiste na formação de grupos de 5 associados, e cada grupo ser encarregando de trazer um novo sócio; e muitas outras idéias.
O importante é que, o companheiro sempre se lembre de seu amigo, parente ou conhecido e que o olhe com os olhos do Rotary, usando o bom senso e a criatividade, tomando por base, particularmente, os seguintes princípios:


  • Precisamos de associados que respeitem nossas tradições, mas que tenham os olhos no futuro;

  • Precisamos de associados de todos os tipos, homens, mulheres, jovens e mais velhos, com qualidades de liderança;

  • Precisamos de líderes prontos a aceitar responsabilidades;

  • Precisamos de associados que proponham novas idéias;

  • E também precisamos de associados que verdadeiramente queiram participar das reuniões, que queiram estar informados, que queiram conhecer as normas do Rotary.

PEDIR - Programa Especial de Instrução Rotária


SETEMBRO: MÊS DAS NOVAS GERAÇÕES

O Rotary se preocupa com o futuro das “Novas Gerações”, pois serão elas os dirigentes que conduzirão os destinos da humanidade em todas as suas dimensões: familiar, comunitária, governamental e internacional.

A formação de mentes imbuídas das responsabilidades inerentes a tais valores não poderia passar despercebida do Rotary.

Evidentemente que nenhum clube pode implantar todos os programas sugeridos pelo Conselho Diretor do Rotary International. O desejável é que escolha um ou mais dentro de sua capacidade.

O INTERACT, iniciado em 1962, é hoje um programa internacional do Rotary para adolescentes de 12 a 18 anos. Cada Interact é patrocinado e supervisionado por um Rotary Club;

O INTERCÂMBIO DE JOVENS, criado em 1974, foi adotado pelo Rotary, para jovens entre 15 e 18 anos de idade, possibilitando, através do estudo, o aumento de sua experiência, envolvendo Rotary Clubs, escolas, famílias anfitriãs e rotarianos;

O RYLA - Programa Prêmios Rotários de Liderança Juvenil, iniciado em Brisbane na Austrália, é realizado em nível distrital com participantes selecionados pelos Rotary Clubs locais, visando a incentivar o crescimento pessoal e desenvolver habilidades de liderança;

O ROTARACT, tão importante quanto os anteriores, teve início em 1968, e hoje, mundialmente, abriga pessoas de 18 a 30 anos dispostas a servir às comunidades locais e internacionais, além de desenvolver amizades e contatos profissionais.

O ROTARY KIDS tem como propósito patrocinar oportunidades para as crianças organizarem-se em grupos, exercitarem a liderança e receberem a semente dos ideais rotários. É dirigido a jovens de 6 a 12 anos, onde realizam companheirismo e criam amizades, gerando Boa Vontade entre todos, conscientes do Ideal de Servir.

Mas há outras opções. Basta sermos criativos! Se olharmos um pouco para fora de nossos lares, veremos que, as crianças são as mais atingidas pela pobreza e a fome. São elas que exibem as feridas da violência, abusos e negligência. São elas que estão mais à mercê dos adultos. E são elas que têm menos controle sobre suas vidas, pois são a camada mais vulnerável da sociedade e precisam desesperadamente de nossa atenção.

O lema “CADA ROTARIANO UM EXEMPLO PARA A JUVENTUDE” reforça a necessidade de incluir jovens em nossas iniciativas, além de uma visão mais ampla em face das suas reais necessidades.

PEDIR - Programa Especial de Instrução Rotária

OUTUBRO: MÊS DOS SERVIÇOS PROFISSIONAIS

O Objetivo do Rotary enfatiza os Serviços Profissionais, ao afirmar que devemos “Promover e apoiar o reconhecimento do mérito de toda ocupação útil e a difusão das normas da ética”.


Fazem parte das atividades de Serviços Profissionais: O reconhecimento do mérito dos profissionais; Inscrever associados no Programa Voluntários do Rotary; Aconselhamento profissional; Promoção de palestras visando à orientação na escolha de profissões para jovens em colégios e universidades. Enfim, colocando o talento profissional dos rotarianos a serviço da comunidade.
No âmbito organizacional, constitui-se na “Segunda Avenida de Serviços”, sendo responsável pelo caráter multiprofissional de nossa organização, como verdadeiro corte transversal da comunidade. Sua importância remonta aos primórdios do Rotary, fazendo-se presente, quando Paul Harris reuniu três outros profissionais no seu grupo inicial para a constituição da nossa organização.
Cabe aos rotarianos e rotarianas conscientes seguir as recomendações éticas ditadas pela Prova Quádrupla, mantendo altos padrões de conduta em suas atividades profissionais e nas relações humanas.
A Prova Quádrupla, criada em 1932 pelo rotariano Herbert J. Taylor, tornou-se referencial, e, embora não possa ser tida como um Código de Ética Rotário, foi adotada pelo Rotary em 1943, e já foi traduzida para mais de 100 idiomas.
As perguntas da “Prova” devem ser de conhecimento de todos os rotarianos e rotarianas e por eles obedecidas:

Do que nós pensamos, dizemos ou fazemos:



  1. É a VERDADE ?

  2. É JUSTO para todos os interessados ?

  3. Criará BOA VONTADE e MELHORES AMIZADES ?

  4. Será BENÉFICO para todos os interessados ?“

PEDIR - Programa Especial de Instrução Rotária


NOVEMBRO: MÊS DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA
Costuma-se dizer que a FUNDAÇÃO ROTÁRIA é o braço filantrópico-caritativo do Rotary. Para que essa afirmativa possa ser confirmada, é necessário que todos os rotarianos, rotarianas e terceiros que possam estar interessados compreendam os objetivos da Fundação.
Remontam a 1917 os seus primórdios, quando o 6º Presidente do Rotary International, Arch Klumph, propôs, durante a Convenção Internacional de Atlanta (USA), a criação de um fundo especial, “com o propósito de oferecer um grande serviço educativo à Humanidade”. Foi o embrião da Fundação Rotária que só seria desenvolvida plenamente em 1947, com a morte de Paul Harris. O fundador do Rotary, antes de morrer solicitou a todos que, em sua homenagem póstuma, fossem feitas doações para a Fundação Rotária.
Portanto, há mais de meio século, o Rotary vem crescendo e trabalhando, através da Fundação Rotária, para construir o futuro, tendo como meta principal a compreensão e paz mundial, talvez o elo fundamental que congrega, na família rotária, indivíduos do mundo inteiro.
É muito importante que cada sócio saiba que os programas promovidos pela Fundação são financiados pelas contribuições dos clubes e de seus associados. Usar os seus recursos para implantar projetos humanitários e educacionais é a outra face da moeda. Qualquer clube pode usufruir desses recursos, bastam interesse e determinação.
De todos os programas abraçados pela Fundação Rotária, destaca-se o PROGRAMA PÓLIO PLUS que colocou o Rotary em evidência, conquistando o respeito mundial como uma organização diligente dotada de notável capacidade para atuar quando necessário. É, pois, indispensável que cada rotariano, em todas as partes do mundo, cumpra com a sua parte nesta grande aliança, seja contribuindo com sua cota financeira, seja através do trabalho de campo na vacinação.

PEDIR - Programa Especial de Instrução Rotária


DEZEMBRO: MÊS DA FAMÍLIA
Todos nós devemos ter consciência da importância da participação de todos os membros da nossa família nos nossos projetos de atividades na caminhada rotária do servir.

A nossa família é o refúgio, onde recompomos periodicamente nossas energias e fortalecemos as nossas potencialidades, objetivando o enfrentamento dos obstáculos na busca do Ideal de Servir.

Para o Rotary International, a Família Rotária é integrada pelos rotaractianos, interactianos, ex-participantes de programas da Fundação Rotária e estudantes do Intercâmbio de Jovens, além dos familiares dos rotarianos.

O Conselho Diretor do RI incentiva os rotarianos a demonstrar seu comprometimento com a família e a comunidade por meio de projetos, atividades e eventos especiais, criando e nutrindo, dessa forma, um ambiente propício ao desenvolvimento do próprio Rotary.

Sugere, ainda, que os rotarianos ajudem aqueles associados, que têm uma vida muito ocupada, a se envolver nas atividades do clube, proporcionando eventos como, por exemplo, um churrasco de fim-de-semana ou um piquenique que envolva toda a família

É, portanto, muito importante que todos os membros das nossas famílias tomem conhecimento dos objetivos e resultados pretendidos por todos nós, rotarianos, e também das dificuldades que se nos antepõem.

Uma boa sugestão é a criação em cada clube de uma comissão Pró-Família Rotária.

O envolvimento de todos os membros das nossas famílias nas diferentes atividades desenvolvidas pelos nossos clubes é o caminho mais eficiente para formar um ambiente de participação e relacionamentos. Tudo isso envolto pela aura sublime do Servir.

Se, pelo menos uma vez a cada dois meses, conseguirmos reunir numa simples reunião todos os nossos familiares, estaremos fazendo germinar, através do Companheirismo decorrente, a semente do Servir ao Próximo com desinteresse, mas com muito amor.

Vamos criar as nossas Comissões Pró-Família Rotária nos nossos clubes!



PEDIR - Programa Especial de Instrução Rotária


DEZEMBRO: ADMINISTRAÇÃO DO ROTARY, SUA COMPOSIÇÃO E ELEIÇÃO
O Rotary International, por definição estatutária “É a associação dos Rotary Clubs de todo o mundo, que forem organizados e que atuem de acordo com os estatutos e o Regimento Interno do Rotary International”. Para que esta associação funcione, e sem perder de vista o princípio fundamental na sua administração que é a grande autonomia dos Rotary Clubs, estabeleceram-se níveis de comando e deliberação, que se iniciam, no seu mais alto nível, através do Conselho de Legislação, passando pelo Conselho Diretor do Rotary International, pelos Governadores de Distrito, e tendo como base, desta verdadeira pirâmide de comando, os Conselhos Diretores dos Rotary Clubs.
Em nível de Clube e de acordo com o que dispõe o seu Regimento Interno, fazem parte do Conselho Diretor: o Presidente, o Presidente Eleito, um ou mais Vice-Presidentes, o Secretário, o Tesoureiro e o Diretor de Protocolo. No nível distrital, o Governador é o seu administrador, “não podendo abrir mão de qualquer autoridade ou responsabilidade com relação aos clubes do distrito”. Num nível mais acima na escala administrativa, coloca-se o Conselho Diretor que é composto por 19 (dezenove) membros: o Presidente, o Presidente Eleito e 17 (dezessete) diretores indicados pelos clubes das várias zonas, eleitos pela Convenção Internacional, tendo a apoiá-lo, como “chefe administrativo do RI”, o Secretário Geral, que é um funcionário do Rotary International, não sendo eleito, mas sim contratado para o cargo pelo Conselho Diretor. Por derradeiro situa-se o Conselho de Legislação que é o órgão legislativo do RI, detentor do poder de alterar os documentos estatutários da organização.
Quanto à eleição dos diversos membros acima referidos, serão observadas as seguintes épocas de eleição e critérios:
a) Conselhos Diretores dos Clubes: serão eleitos em Assembléia Anual a ser realizada até 31 de dezembro, na forma disposta no seu Regimento Interno;
b) Governador: o distrito deverá promover sua indicação até Janeiro do ano anterior em que será eleito pela Convenção Internacional do RI. Esta indicação será feita através de Comissão de Indicação, cujos termos e padrões de funcionamento serão determinados através de resolução, aprovada pelos eleitores dos clubes presentes e votantes na conferência distrital, sendo certo que, não estabelecendo a conferência as regras acima mencionadas, a comissão será composta pelos últimos cinco ex-governadores.
c) Presidente e Diretores do Conselho Diretor do RI: estes serão selecionados sob a responsabilidade exclusiva das Comissões de Indicação para tal eleitas, sendo a que indica o Presidente do RI, composta de 17 membros, oriundos das 34 zonas em que se acha dividido o Rotary International, e para os Diretores e seus suplentes, composta de representantes de todos os distritos que compõem a zona donde será escolhido o diretor;
d) finalmente, para o Conselho de Legislação será eleito um delegado e um suplente por distrito rotário na conferência realizada dois anos antes daquele em que se reunirá o Conselho.

PEDIR - Programa Especial de Instrução Rotária


JANEIRO: MÊS DA CONSCIENTIZAÇÃO ROTÁRIA
Neste mês, o Rotary nos pede que exercitemos e divulguemos na comunidade em geral, o interesse no desenvolvimento e aumento do conhecimento da instituição.
Pede-nos que sejamos conscientes quanto ao nosso desejo de termos o Rotary progredindo e cumprindo sua finalidade: a busca da Paz em todos os seus aspectos.
Uma reflexão sobre o que somos e o que fazemos no Rotary é oportuna neste mês, embora isto deva ser uma atitude permanente de cada rotariano e rotariana.
Assim, devemos refletir:


  • Estamos dispostos a nos empenhar pelo aumento e a manutenção do número de associados?

  • Assumiremos nossa parcela de serviço, ajudando a desenvolver um projeto do clube?

  • Pretendemos participar dos eventos rotários distritais (Assembléia, Conferência, Seminários, etc.)?

  • Estamos sendo úteis na administração interna dos nossos clubes?

  • Enfim, estamos cumprindo o objetivo do Rotary?

A consciência de cada um será o seu juiz ...



PEDIR - Programa Especial de Instrução Rotária


FEVEREIRO: MÊS DA COMPREENSÃO MUNDIAL
O Rotary, por seu caráter internacional, dedica uma especial atenção à Compreensão Mundial. O principal objetivo da instituição é promover a PAZ no Mundo, supremo desejo de todos os rotarianos e rotarianas.
Todos os programas são voltados para esse objetivo. Quer sejam humanitários, quer sejam educacionais, temos sempre em mente estabelecer, através de nossos programas, o equilíbrio, o respeito e a compreensão entre os povos, perseguindo a PAZ.
Já se disse que a Paz total é utopia. Mas, não podemos levar em conta tal assertiva. Por quê? Porque Rotary tem sido a diferença em muitos casos. É claro que não vamos acabar com as desavenças no mundo. Um exemplo significativo do nosso sucesso neste campo ocorreu em 1934 – um desentendimento diplomático entre a Argentina e o Chile pela demarcação de fronteira, foi resolvido pacificamente com a intervenção de rotarianos dos dois países.
Neste mês de fevereiro, mais especificamente no dia 23, dia da criação do Rotary, exaltemos em nossos clubes e junto à comunidade a PAZ em todas as suas formas.
Outro exemplo típico desta paz ocorreu no ano rotário de 2003-2004, quando a primeira Turma de 70 Bolsistas Rotary pela Paz Mundial se formou nos sete Centros Rotary de Estudos Internacionais para então se lançarem no mundo e trabalharem em nome da paz. Este é apenas um dos muitos passos que nos conduzirão ao dia em que governos, organizações internacionais e até mesmo as Nações Unidas verão o Rotary como ponto de referência quando precisarem de negociadores experientes, diplomatas e líderes para aplacar a ira que assola nosso planeta.
Numa definição bem geral do que pensamos e esperamos desta Paz, podemos afirmar que:

A paz é um estado de espírito, de bem-estar consigo, com a família, comunidade e país. É um dos tesouros mais cobiçados pela humanidade e, infelizmente, inalcançável para muitos.

PEDIR - Programa Especial de Instrução Rotária

MARÇO: MÊS DEDICADO À ALFABETIZAÇÃO

Um dos problemas mais cruciais do nosso país e do mundo é a falta de instrução escolar. O contingente dos que não sabem ler e escrever ou que escrevem e lêem mal é muito grande.


E isto nós mesmos vemos no nosso dia-a-dia.
O Conselho Diretor do Rotary International instituiu o mês de março como o “Mês da Alfabetização”, para incentivar os clubes a desenvolverem projetos de alfabetização, principalmente de adultos.
Dentre as ênfases dos últimos anos rotários, destaca-se a atenção especial que os rotarianos devem dar para a ALFABETIZAÇÃO e a EDUCAÇÃO.
Pode-se ajudar as pessoas de inúmeras maneiras, como doando roupas ou patrocinando empréstimos rotativos. No entanto, essa ajuda, embora nobre e valiosa, será apenas um paliativo, pois só uma coisa pode vencer a pobreza, e ela se chama EDUCAÇÃO.
O analfabetismo é uma desgraça que deixa à margem milhões de pessoas, as quais são incapacitadas de mudar seu futuro e escapar das garras da ignorância e pobreza. É praticamente impossível escapar do impiedoso ciclo da pobreza sem saber ler, escrever e fazer contas básicas de matemática.
O Clube - qualquer clube - pode implementar em sua comunidade um programa de alfabetização. O Escritório do RI em São Paulo, possui vasta literatura sobre o assunto. Os clubes que patrocinam Rotaract, Interact e NRDC - Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário são incentivados a dividir com eles a idéia. Contatos com as Secretarias Estadual e/ou Municipal de Educação, além de Escolas locais podem ajudar e ser um caminho.

PEDIR - Programa Especial de Instrução Rotária


MARÇO: A IMPORTÂNCIA DOS EVENTOS DISTRITAIS (GATS, PETS, ASSEMBLÉIA E CONFERÊNCIA DISTRITAL)
Dentro de uma linha lógica de treinamento e desenvolvimento dos conhecimentos sobre o Rotary, a nossa instituição através do seu Conselho Diretor estabeleceu eventos, todos de caráter distrital, com finalidade e objetivos claros e próprios, todos com um fim único – o desenvolvimento da liderança e o conhecimento rotário.
O GATS (Seminário de Treinamento para Governadores Assistentes) e o Seminário de Treinamento para a Equipe Distrital servem para instruir os Governadores Assistentes e toda a Equipe Distrital, transmitindo-lhes as diretrizes fixadas pelo Rotary e desenvolvidas pelo Governador de Distrito, para o ano rotário.
O cargo de Governador Assistente foi criado através do “PLD - Plano de Liderança Distrital”, que se constitui na estrutura organizacional para todos os distritos, recomendada pelo Conselho Diretor do RI, com o intuito de fortalecer os Rotary Clubs e Distritos, proporcionando apoio mais rápido e completo e maior disponibilidade de líderes distritais, pois o Governador sozinho, não conseguia cumprir com as suas tarefas, sem abrir mão de qualquer autoridade ou responsabilidade com relação aos clubes do distrito, e, ao mesmo tempo, assistir com eficiência as necessidades do Rotary International em relação aos clubes.
O PETS (Seminário de Treinamento para Presidentes Eleitos) é um seminário informativo destinado aos Presidentes Eleitos dos Clubes e tem por objetivo capacitá-los com habilidades, conhecimentos e motivação necessários para:

  • ampliar e/ou manter estável o quadro associativo;

  • implementar projetos para sanar necessidades das comunidades locais e no mundo;

  • apoiar a Fundação Rotária através da participação em programas e de contribuições financeiras;

  • e formar líderes capazes de servir ao Rotary além do âmbito do clube.

A ASSEMBLÉIA DISTRITAL é o mais importante evento de treinamento de líderes em nível distrital; visa ao treinamento dos presidentes eleitos e rotarianos/rotarianas designados para ocupar cargos de liderança nos clubes no próximo ano rotário, sendo o comparecimento, para esses líderes, mandatório. Em face de sua natureza, com o propósito de promover as habilidades, conhecimentos e motivação em assuntos rotários, é um evento aberto para todos os rotarianos e rotarianas, ocasião em que o Governador Eleito promove a análise do “Lema do Ano” e as ênfases do futuro Presidente do RI.


A CONFERÊNCIA DISTRITAL: ela é direcionada para todos os associados dos clubes e seus familiares, constituindo-se no evento maior do distrito no ano rotário. O objetivo é fomentar o companheirismo e divulgar os programas rotários através de palestras motivadoras e o debate de assuntos relevantes aos clubes referentes ao Rotary e à comunidade em geral. É de tal importância este evento que o Presidente do RI seleciona um rotariano ou rotariana e seu cônjuge como seus representantes pessoais para comparecerem e participarem de toda a conferência e fazer uma palestra inspirativa.
É, em verdade, uma festa de congraçamento da família e de instrução rotária.

PEDIR - Programa Especial de Instrução Rotária


ABRIL: MÊS DA REVISTA E PUBLICAÇÕES ROTÁRIAS
É notório o axioma que diz “não se pode amar o que não se conhece”.
Para que possamos saber o que o Rotary faz, o que pretende de nós, é necessário que dele tomemos conhecimento, através da vasta literatura colocada à nossa disposição. Um catálogo de publicações é anualmente enviado para todos os clubes. Ele deve ser usado sem parcimônia, pois as publicações são, na sua maioria, gratuitas ou de baixo custo.
Entretanto, o Rotary International faz uma exigência: todo rotariano deve assinar uma revista oficial rotária. No nosso caso, a revista “BRASIL ROTÁRIO”, mas também pode ser escolhida a “The Rotarian”, publicação editada por R.I., em língua inglesa, ou outra qualquer, de outro país, desde que também seja oficial. Destaque-se ainda o ROTARY WORLD, outra publicação editada por R.I., de aquisição não obrigatória, que nos transmite, específica e exclusivamente, os acontecimentos mundiais rotários, havendo sua edição em português.
Ainda merecem destaque, a CARTA MENSAL DO GOVERNADOR que, por definição “é um comunicado pessoal e oficial, expedido todos os meses pelo governador, e que contém assuntos importantes, inclusive o relatório mensal de freqüência, destinada aos presidentes e secretários de todos os Rotary Clubs do Distrito”. Na prática, porém, os governadores têm dado a esta publicação um sentido mais amplo, inserindo não só assuntos distritais, mas também dos clubes, sendo destinada, na maioria das vezes, para todos rotarianos e rotarianas do distrito.
Finalmente, não podemos nos esquecer do BOLETIM DO CLUBE, publicação interna dos clubes, não oficial, mas de grande importância, de distribuição semanal, quinzenal ou mensal, que tem por objetivo transmitir aos associados o máximo de informações rotárias do dia-a-dia do clube, inclusive de interesse para os familiares dos rotarianos e rotarianas.
O certo é que um rotariano interessado pela instituição procure saber o que se passa no mundo de Rotary, e, para que tal ocorra, é necessário que leia uma ou várias das publicações que lhe são postas à disposição.

PEDIR - Programa Especial de Instrução Rotária


MAIO: OS SÍMBOLOS ROTÁRIOS: EMBLEMA, BANDEIRA, O SINO, ETC.
Todas as entidades têm seus símbolos, suas insígnias. O Rotary não foge à regra. Os símbolos mais importantes de nossa instituição são:
O emblema rotário que todos os rotarianos devem levar em suas lapelas, com orgulho, como prova de pertencer à maior organização assistencial, não governamental do mundo. Foi adotado oficialmente, a partir de 1923, e aprovado pela Convenção Internacional de 1929. É constituído de uma roda de engrenagem, com 24 dentes e seis raios, sendo dividida em quatro espaços internos, sendo as palavras “Rotary” e “International” impressas acima e embaixo, contendo no seu centro, um rasgo de chaveta.
A bandeira que é exposta em cada reunião ou evento junto à bandeira nacional e de outros países/estados/municípios, para nos lembrar o dever da cidadania correta. Foi oficialmente adotada na Convenção de Dallas (USA), em 1929, consistindo de um fundo branco, com o emblema oficial, a roda dentada, aposta em dourado no meio do fundo.
O sino que, com seu toque inicia e termina as reuniões rotárias servindo, também, para separar assuntos de uma reunião, materializa o simbolismo da ordem e disciplina, que a autoridade deve demonstrar, pois, quando o Presidente o aciona, as atenções são voltadas para ele, na expectativa de seu pronunciamento. Sua origem em Rotary remonta ao ano de 1922, como resultado de um grande concurso de freqüência, realizado entre os Rotary Clubs dos Estados Unidos. Como prêmio, foi oferecido ao Rotary Club de Nova York, o sino do navio “Vitória”, capitânia da esquadra do Almirante Nelson, na famosa batalha de Trafalgar. Daí em diante todos os clubes o adotaram, a ele se completando com o martelo, que simbolicamente significa a autoridade do presidente. E quando este passa o cargo ao seu sucessor, a entrega do martelo é a demonstração da transferência da autoridade rotária. Outros símbolos são adotados pelo Rotaract, Interact, Fundação Rotária, no Reconhecimento por Serviços prestados e Doações para a Fundação Rotária.
Como praxe, anualmente, renovam-se os símbolos que distinguem o “Lema do Ano” do Presidente do Rotary International. Este ano o lema escolhido pelo presidente de Rotary International 2010-11, Ray Klinginsmith é “Fortalecer Comunidades – Unir Continentes”.

PEDIR - Programa Especial de Instrução Rotária


JUNHO: O CONSELHO DE LEGISLAÇÃO DO ROTARY
A cada três anos o Rotary oferece ao mundo uma aula de democracia.
Tal exercício se faz através do Conselho de Legislação, que é o órgão legislativo do RI, detentor do poder de alterar os documentos estatutários da instituição. Composto por representantes de todos os Distritos do mundo, reúne-se a cada três anos, em abril, maio ou junho, para apreciar as proposições de EMENDAS aos Estatutos e ao Regimento Interno, e RESOLUÇÕES que são alterações sugeridas às normas e procedimentos do Rotary. Nesse foro internacional legislativo democrático, qualquer Clube ou Conferência Distrital, obedecidas as normas vigentes, pode apresentar sua idéias e sugestões, em forma de propostas para alterar os documentos e procedimentos acima mencionados. Por mais esdrúxula que seja, qualquer proposta, desde que tenha sido acolhida pela Comissão de Estatutos e Regimento Interno do R.I., será apreciada pelo Conselho de Legislação e, se aprovada, entra em vigor no primeiro dia do ano rotário seguinte ao da sua aprovação, exceto quando anulada pela oposição de pelo menos 10% dos clubes rotários.
Os representantes de cada distrito (Delegado Titular e Suplente) são eleitos dois anos rotários antes da realização do Conselho pela Conferência Distrital e, salvo exceções especiais, obrigatoriamente, tem que ser um ex-governador do distrito que tenha servido por um mandato completo. Além destes, integram também o Conselho, como “Membros não votantes”, o Presidente, o Presidente Eleito, todos os outros Membros do Conselho Diretor, todos os ex-Presidentes do RI, todos os ex-Secretários Gerais que tenham exercido o cargo por mais de 10 anos, um Curador da Fundação Rotária eleito pelos demais curadores, e o Secretário Geral em exercício, e, ainda como “Membros Especiais”, também não votantes, três rotarianos nomeados pelo Presidente, com a incumbência de estudar todas as propostas e informar e facilitar a sua análise pelo Conselho .
A próxima reunião do Conselho de Legislação será em Chicago entre os dias 25 e 30 de abril de 2010.

PEDIR - Programa Especial de Instrução Rotária


JUNHO: MÊS DOS GRUPOS DE COMPANHEIRISMO DO ROTARY
Em junho comemoramos o mês dos Grupos de Companheirismo do Rotary, que congregam rotarianos com interesses em comum, sejam eles profissionais ou pessoais, para juntos fomentarem o primeiro conceito do Objetivo do Rotary: "O desenvolvimento do companheirismo como elemento capaz de proporcionar oportunidades de servir".
Os Grupos de Companheirismo do Rotary são um Programa Estruturado do RI e refletem os diversos interesses e ocupações de rotarianos no mundo inteiro.
Apesar de possuírem objetivos diferentes, estes grupos compartilham a mesma base filosófica e estrutura, sendo os mesmos organizados pelos rotarianos, para os próprios rotarianos, com o objetivo de desenvolver novos laços de amizade e promover novas oportunidades de prestação de serviços.
As atividades dos grupos são conduzidas independentemente do RI, mas devem obedecer às normas da entidade, inclusive quanto ao emprego das insígnias do Rotary. Os Grupos de Companheirismo são independentes financeira e administrativamente, bem como em outros aspectos.
O reconhecimento oficial dos grupos de companheirismo pelo Rotary International está sujeito à análise e aprovação do conselho diretor do RI e outras normas que dizem respeito à formação de tais grupos.
Existem mais de 80 grupos dedicados a uma grande variedade de assuntos que vão do ciclismo à degustação de vinhos.
Junte-se aos Grupos de Companheirismo do Rotary!





Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal